Análise do pensamento hobbesiano no contexto atual da segurança pública no Brasil no século XXI / Analysis of hobbesian thougth in the current context of public security in Brazil in the 21st century

Jefferson Lopes Custódio, Fernanda Linhares Silva, Roberta Filizola Custódio Barroso

Abstract


O presente artigo tem como objetivo analisar a visão do contratualista Thomas Hobbes, idealizada na sua obra Leviatã, referente à noção de Estado, sociedade e criminalidade, com a situação da segurança pública brasileira, no século XXI. A ênfase central, sem esgotar a matéria, é discutir as ideias hobbesianas no contexto atual do país, haja vista que o Estado moderno não está sendo capaz de solucionar o problema da segurança pública para o qual foi criado, a fim de garantir a liberdade e proteção aos indivíduos. Por isso, oportuna uma reflexão acerca da adoção de ideias extraídas da obra Leviatã, escrita há três séculos e meio, na atual situação de segurança pública do Brasil, discutindo-se um modelo de Estado Leviatã, mas com as necessárias adaptações para os tempos contemporâneos. Com isso, pretende-se demonstrar a importância e a necessidade de aplicação do pensamento hobbesiano, ajustado aos tempos democráticos, a fim de solucionar o violento quadro social em que vive a população brasileira em pleno século XXI. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica, com abordagem qualitativa, utilizando-se a obra Leviatã como referencial teórico para atingir os objetivos deste artigo. Assim, deseja-se chegar a um resultado em que se conclua pela aplicabilidade das ideias hobbesianas, atualizadas e adaptadas, como solução para os problemas que envolvem a segurança pública do Brasil contemporâneo.

 

 


Keywords


Thomas Hobbes. Estado Leviatã. Guerra. Brasil Contemporâneo. Segurança Pública.

References


CNJ. Justiça em números 2019/Conselho Nacional de Justiça – Brasília. CNJ, 2019. Encontrado:https://www.cnj.jus.br/wpcontent/uploads/conteudo/arquivo/2019/08/8ee6903750bb4361b5d0d1932ec6632e.pdf. Acesso em 10/04/2020.

DEPEN/IFOPEN. Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias Dezembro de 2019: painel iterativo dezembro/2019. Brasília, dezembro de 2019.

DEPEN/IFOPEN. Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias. INFOPEN. Atualização – Junho de 2016 / organização, Thandara Santos. Colaboração, Marlene Inês de Rosa. Brasília, 2017. Encontrado no endereço: painel iterativo dezembro/2019. Brasília, junho de 2016.

EPOCA. A nossa cotidiana guerra de todos contra todos. Por Giampaolo Morgado Braga. Publicado em 21 nov. 2018. Disponível em: https://epoca.globo.com/a-nossa-cotidiana-guerra-detodos-contra-todos-23249436. Acesso em 30/08/2019.

HOBBES, Thomas. Leviatã ou matéria, Forma e Poder de um Estado Eclesiástico e Civil. Col. Os Pensadores. Trad.: João Paulo Monteiro e Maria Beatriz Nizza da Silva. 2ª ed. São Paulo: Abril Cultural, 1979.

_______, Thomas. Leviatã. Ed. Martin Claret, São Paulo, 2009.

CUNHA FILHO, Francisco Humberto. Teoria dos Direitos Fundamentais: fundamentos e finalidades. São Paulo: Edições Sesc, 2018.

G1 GLOBO. Entre 27 países pesquisados, Brasil é o sétimo em ranking de intolerância. Portal G1. Atualizado em 28/04/2018. Disponível em: http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2018/04/entre-27-paises-pesquisados-brasil-e-o-setimo-em-ranking-de-intolerancia.html. Acesso em 13/10/2019.

MONTESQUIEU, Charles-Louis de Secondat, Barão de. O Espírito das leis. São Paulo: Nova Cultural, 1997.

REDE BRASIL ATUAL. Cidadania. Discursos de ódio ganham evidência no Brasil e incentivam violência contra minorias. Por Natália Mendes. Publicado em 19/09/2014. Disponível: https://www.redebrasilatual.com.br/cidadania/2014/09/casos-de-agressoes-fisicas-reproduzem-intolerancia-dos-discursos-de-odio-8018/. Acesso em 13/04/2020.

ROUSSEAU, Jean- Jacques. Do Contrato Social. Trad. Lourdes Santos Machado. São Paulo: Abril Cultura, 1983.

STEINER, Rudolf. A filosofia da liberdade: fundamentos para uma filosofia moderna – resultados com base na observação pensante, segundo o método das ciências naturais. São Paulo: Ed. Antroposófica, 2000.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-430

Refbacks

  • There are currently no refbacks.