Hipertensão arterial no idoso - doença prevalente nesta população: uma revisão integrativa / Arterial hypertension in the elderly - prevalent disease in this population: an integrative review

Maria Gabriely Queiroz, Maria Luiza Alexandre de Aquino, Altemiza Dias Lima Brito, Carla Campos Muniz Medeiros, Mônica Oliveira da Silva Simões, Alessandra Teixeira, Danielle Franklin de Carvalho

Abstract


A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é caracterizada por níveis elevados de pressão sanguínea nos vasos arteriais, fazendo com que o coração desempenhe um trabalho maior do que o normal. Uma vez que se trata de uma doença crônica, ela não tem cura, mas exige controle através de tratamentos contínuos, e faz parte da vida de muitos idosos. Segundo dados do Ministério da Saúde do Brasil, um a cada quatro adultos no país é hipertenso, sendo que a prevalência pode chegar a 61% entre as pessoas com 65 anos ou mais. Esta doença afeta diretamente os idosos, envolve uma redução da capacidade e aptidão física, menor qualidade de vida, compromete as relações sociais, as rotinas de atividades diárias e a autonomia do mesmo. O presente estudo consiste em uma revisão integrativa da bibliografia, que visa, através de uma análise crítica e avaliativa, condensar as informações das bases científicas a respeito da hipertensão arterial na população idosa. Inicialmente foram identificados 118 documentos; após leitura e aplicação dos critérios de inclusão e exclusão permaneceram no estudo quatro textos e o manual da 7° Diretriz de Hipertensão Arterial. A HAS é bem característica da população idosa, sendo válido ressaltar que a idade é um fator não modificável. O envelhecimento e a hipertensão arterial têm uma associação direta, atuando geralmente como preditores de outras doenças. É imprescindível o controle da pressão alta nestes indivíduos, como forma de proporcionar um envelhecimento ativo e saudável.


Keywords


Hipertensão Arterial, Idoso, Controle.

References


BRASIL. Ministério da Saúde. Hipertensão (pressão alta): o que é, causas, sintomas, diagnósticos, tratamento e prevenção. Disponível em: < http://portalms.saude.gov.br/saude- de-a-z/hipertensao> Acesso em: 20 de mai. 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Sociedade Brasileira de Cardiologia. VII Diretriz brasileira de hipertensão arterial. Vol. 107, n. 3, Sup. 3, Set., 2016.

DAWALIBI, N. W. et al. Envelhecimento e qualidade de vida: análise da produção científica da SciEL. Estudos de Psicologia. Campinas, vol.30, n. 3, p.393-403, 2013.

ESPERANDIO, E. M. et al. Prevalência e fatores associados à hipertensão arterial em idosos de municípios da Amazônia Legal, MT. Rev. bras. geriatr. gerontol. Rio de Janeiro, v.

, n. 3, p. 481-493, Set., 2013.

MARTINS, N. P. F.; TAVARES, D. M. S. Health behaviors and anthropometric variables among older adults with and without hypertension. Texto contexto - enferm. Florianópolis, v. 24, n. 1, p. 47-54, Mar. 2015.

OLIVEIRA, J. N. et al. O idoso que vive com hipertensão arterial: percepção sobre a terapia medicamentosa. Revista Interd. Teresina, v.6, n. 3, p.132-142, 2013.

RADOVANOVIC, C. A. T. et al. Hipertensão arterial e outros fatores de risco associados às doenças cardiovasculares em adultos. Rev Latino-Am. de Enfermagem. Maringá, vol. 22, n.4, p. 547-53, jul/ago, 2014.

SANTOS, G. S.; FILONI, E.; ALVES, V. L. S. O impacto de um manual de orientações na adesão ao tratamento medicamentoso da hipertensão arterial e qualidade de vida dos idosos / The impact of a manual of guidelines on adherence to drug treatment of hypertension and

quality of life for seniors. Estud. interdiscip. envelhec. Porto Alegre, V.20, n. 3, p. 789-801, 2015.

SILVA, S. S. B. E.; OLIVEIRA, A. F. S. B.; PIERIN, A. M. G. O controle da hipertensão arterial em mulheres e homens: uma análise comparativa. Rev. esc. enferm. USP. São Paulo, vol. 50, n.1, p. 50-58, 2016.

TAVARES, D. M. S. et al. Socio-demographic characteristics and quality of life of elderly patients with systemic arterial hypertension who live in rural areas: the importance of nurses' role. Rev. Latino-Am. Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 21, n. 2, p. 515-522, 2013.

TAVARES, R. E. et al. Envelhecimento saudável na perspectiva de idosos: uma revisão integrativa. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., Rio de Janeiro, vol. 20, n.6, p. 889-900, 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-428

Refbacks

  • There are currently no refbacks.