O Educar pela Pesquisa na Constituição de Licenciandos em Química em Estágio de Regência / Educating Through Research Within Supervised Internships of a Teaching degree in Chemistry

Sabrina Beloni Vaz, Fábio André Sangiogo

Abstract


Com foco na formação de professores de Química, este artigo objetiva apresentar implicações e potencialidades dos pressupostos do Educar por Pesquisa no contexto de um curso de Química, mais especificamente de um grupo de alunos do componente curricular Estágio Supervisionado III da Universidade Federal de Pelotas. A evidência empírica foi analisada com base na análise textual discursiva, na categoria do Educar pela pesquisa no estágio de regência, e subcategoria da constituição docente do ser professor. Os resultados destacam a relevância dos princípios de pesquisa na formação de professores de Química, dado o movimento do ciclo dialético da Educação pela Pesquisa: no planejamento das aulas, nos relatórios críticos sobre o estágio de ensino e na interlocução de diferentes indivíduos, o que levanta questões, reflexões, novas ações e produção de conhecimento sobre o ensino. Essas reflexões e problematizações estão intrinsicamente ligadas ao processo de construção e reconstrução do ser professor.


Keywords


Educar pela Pesquisa; formação inicial; professor de Química.

References


BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial e Continuada dos Profissionais do Magistério da Educação Básica. Brasília: MEC, 2015.

BREDA, Adriana, et al. A investigação como princípio educativo na formação de professores de ciências e matemática. Caderno Pedagógico, v.13, n.1, p.107-123, 2016.

DEMO, Pedro. Educar pela pesquisa. 10. ed. Campinas: Autores Associados Ltda, 2015.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 18. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2001.

GALIAZZI, Maria do Carmo, et al. Aprender em rede na Educação em Ciências. Ijuí: UNIJUÍ, 2008.

GALIAZZI, Maria do Carmo; MORAES, Roque. Educação pela pesquisa como modo, tempo e espaço de qualificação da formação de professores de ciências. Ciência e Educação, v. 8, n. 2, p. 237-252, 2002.

GALLIAZZI, Maria do Carmo. Educar pela Pesquisa: Ambiente de Formação de Professores de Ciências. Ijuí: Unijuí, 2014. 288 p.

KIEREPKA, Janice Silvana Novakowski; ZANON, Lenir Basso. Problematização e reconhecimento de teorias e práticas de professores em formação para o ensino de Ciências com foco no educar pela pesquisa. Revista Insignare Scientia-RIS, v. 2, n. 1, p. 1-20, 2019.

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. 2 ed., São Paulo: Cortês, 2013.

LOPES, Alice R. C. Conhecimento escolar: ciência e cotidiano. Rio de Janeiro: UERJ, 1999.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MALDANER, Otavio A. A formação inicial e continuada de professores de química – professor/pesquisador. 2. ed. Ijuí: Unijuí, 2003.

MASSENA, Elisa P. A formação inicial de professores de química pensada a partir de alguns pressupostos do educar pela pesquisa. Educação Unisinos, v. 19, n. 1, p. 43-56, 2014.

MORAES, Roque. Educar pela pesquisa: exercício de aprender a aprender. In: MORAES, Roque; LIMA, Valderez M. (Org.). Pesquisa em Sala de Aula: Tendências para a educação em novos tempos. 3. ed. Porto Alegre: Edipucrs, 2012. p. 93-103.

MORAES, Roque; GALIAZZI, Maria do Carmo. Análise textual discursiva. 3. ed. Ijuí: Unijuí, 2016.

MORAES, Roque; GALIAZZI, Maria do Carmo; RAMOS, Maurivan G. Pesquisa em sala de Aula: fundamentos e pressupostos. In: MORAES, Roque; LIMA, Valderez Marina do Rosário (Org.). Pesquisa em Sala de Aula: tendências para a educação em novos tempos. 3. ed. Porto Alegre: Edipucrs, 2012. p. 11-20.

MORAES, Roque; MANCUSO, Ronaldo (Orgs.). Educação em Ciências: produção de currículos e formação de professores. Ijuí: Unijuí, 2004.

PAULETTI, Fabiana. A pesquisa como princípio educativo no ensino de ciências: concepções e práticas em contextos brasileiros. 2018. 132 f. Tese (Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2018.

RAMOS, Maurivan G. Educar pela pesquisa é educar para argumentação. In: MORAES, Roque; LIMA, Valderez M. (Org.). Pesquisa em sala de aula: tendências para a educação em novos tempos. 3. ed. Porto Alegre: Edipucrs, 2012. p. 21-38.

RODRIGUES, Salomão B. V.; DA-SILVA, Dayse C.; QUADROS, Ana L. O ensino superior de química: reflexões a partir de conceitos básicos para a química orgânica Química Nova, v. 34, n.10, 1840-1845, 2011.

SANGIOGO, Fábio A.; MARQUES, Carlos A. . Por que a pesquisa e as concepções pedagógicas e epistemológicas em espaços de formação docente?. In: GÜLLICH, Roque I. C; HERMEL, Erica do E. S. (Orgs.). Educação em ciências e matemática: pesquisa e formação de professores. Chapecó: UFFS, 2016, p. 215-232.

SANTOS, Wildson L. P; MALDANER, Otavio A (Orgs.). Ensino de química em foco. Ijuí: Unijuí, 2010.

SOARES, Marlon H. B.; MESQUITA, Nyuara A. S.; REZENDE, Daisy B. O Ensino de Química e os 40 anos da SBQ: o desafio do crescimento e os novos horizontes. Química Nova, v, 40, n. 6, p. 656-662, 2017.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 8. ed. Petrópolis: Vozes, 2007.

UFPEL. Projeto Político Pedagógico do Curso de Licenciatura em Química da Universidade Federal de Pelotas. Pelotas: UFPel, 2017.

VAZ, Sabrina B. O Educar pela Pesquisa no Contexto do Estágio Supervisionado de um Curso de Licenciatura em Química: implicações e possibilidades. 2018. 113 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Química) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2018.

VIGOTSKI, Lev S. A construção do pensamento e da linguagem. Tradução de Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

ZANON, Lenir B.; MALDANER, Otavio A. (Orgs.). Fundamentos e propostas de Ensino de Química para a Educação Básica do Brasil. Ijuí: Unijuí, 2007.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-420

Refbacks

  • There are currently no refbacks.