Níveis de ruídos em diferentes postos de trabalho em uma colhedora de tomate industrial / Noise levels in different jobs in an industrial tomato havester

Túlio de Almeida Machado, Anderson Gomide Costa, João Paulo Barreto Cunha, Amaury Paulo de Souza, Haroldo Carlos Fernandes

Abstract


O uso das máquinas agrícolas apresenta limitações quando analisamos a interação máquina-homem relacionadas à ergonomia e segurança de máquinas agrícolas. A exposição excessiva a determinados níveis de ruídos em uma jornada de trabalho acima dos valores regulamentados, provocam problemas a saúde auditiva do operador. Este trabalho teve como objetivo avaliar os níveis de ruído sonoros emitidos em diferentes postos de trabalho em uma colhedora de tomate, comparando-os com os níveis permitidos pelas normas vigentes no Brasil. Os níveis de ruídos foram monitorados na cabine de operação e em três pontos da esteira de seleção, locais estes onde se situam trabalhadores durante a operação de colheita. Foram avaliados os níveis de ruídos emitidos apenas pelo motor da colhedora e quando os demais mecanismos se encontravam em funcionamento. Os valores de ruídos foram calculados a partir de dez repetições em ambos os cenários. Os níveis encontrados foram comparados com os valores regimentados pelas normas vigentes. A partir dos resultados obtidos, pôde-se concluir que em todos os postos de trabalho analisados os níveis de ruídos ultrapassaram o limite de 85 dB(A) para 8 horas de exposição diária, sendo essencial o uso de protetor auricular adequado para este tipo de operação em todas as posições.


Keywords


ergonomia, exposição excessiva, máquinas agrícolas, regulamentação

References


ALVES, A. D. S.; COSTA, F. R. L.; CORTEZ, J. W.; DANTAS, A. C. S.; NAGAHAMA, H. J. Níveis de potência sonora emitidos por trator agrícola em condições estáticas e dinâmicas. Pesquisa Agropecuária Tropical, v.41, n.1, p. 110-119. 2011.

APA - Agência Portuguesa do Ambiente. Guia prático para medições de ruído ambiente no contexto do Regulamento Geral do Ruído tendo em conta a NP ISO 1996. Amadora, Portugal. 59 p. 2011.

ASTETE, M.G.W.; KITAMURA, S. Manual prático de avaliação do barulho industrial. 1ªEd. São Paulo: Fundacentro, 1978. 120p.

CORTEZ, J. W.; SILVA, R. P.; FURLANI, C. E. A. Nível de pressão sonora em tratores agrícolas com e sem cabine. Cultivar Máquinas, v.73, p.28-30. 2008.

CUNHA, J. P. A. R.; TEODORO, R. E. F. Avaliação do nível de ruído em derriçadores e pulverizadores motorizados portáteis utilizados em lavouras de café. Bioscience Journal, v.22, n.3, p. 71-77, 2006.

CUNHA, J. P. A.; DUARTE, R. M. A.; RODRIGUES, V. J. C. Avaliação dos níveis de vibração e ruído emitidos por um trator agrícola em preparo de solo. Pesquisa Agropecuária Tropical, v.39, n.4, p. 348-35, 2009.

CUNHA, J. P. A. R.; DUARTE, M. A. V.; SOUZA, C. M. A. Vibração e ruído emitidos por dois tratores agrícolas. Idesia, v.30, n.1, p. 25-34, 2012.

DANTAS, L.F.; MAINIER, F.B.; SOUZA, D.O.G.; PAIVA, V.W.M.M.C. Aplicação do Método de Análise Hierárquica na seleção de equipamentos de proteção auditiva para trabalhadores da construção civil. Engevista, v.20, n.1, p. 40-52. 2018.

EN N.P. 458. Protectores auditivos: recomendações relativas à selecção, à utilização, aos cuidados na utilização e à manutenção: Documento Guia. Lisboa: Instituto Português da Qualidade. 1996.

FERRAZ, S. G. A.; da SILVA, F. C.; NUNES, R. A.; PONCIANO, P. F. Variabilidade espacial do ruído geradopor uma derriçadora portátil em lavoura cafeeira. Coffee Science, v.8, n.3, p. 276-283, 2013.

FREDDI, O. S.; CARVALHO, M. P.; VERONESI JÚNIOR, V.; CARVALHO, G. J. Produtividade do milho relacionada com a resistência mecânica à penetração do solo sob preparo convencional. Engenharia Agrícola, v.26, n.1, p. 113-121, 2006.

MASSA, C. G. P.; RABELO, C. M.; MOREIRA, R. R.; MATAS, C. G.; SCHOCHAT, E.; SAMELLI, A. G. P300 in workers exposed to occupation al noise. Brazilian journal of otorhinolaryngology.v.78, n.6, p. 107-112, 2012.

Norma regulamentadora - NR 15. Atividades e operações insalubres. Segurança e Medicina do Trabalho. Lei 6.514 de 22 de dezembro de 1977. São Paulo. 2002. 99p.

OLIVEIRA, R.S. Prevenção da perda auditiva induzida por exposição a ruídos no local de trabalho. Rio de Janeiro:Centro Universitário Plínio Leite-Unipli/Niterói; 2009.

OLIVEIRA JÚNIOR, A.; ALVES, G. S.; CUNHA, J. P. A. Avaliação dos níveis de ruído emitido por um trator agrícola em diferentes operações mecanizadas. Enciclopédia Biosfera, v.7, p. 1-13, 2011.

PIMENTA JÚNIOR, C. G.; DELMOND, J. G.; CUNHA, J. P. B.; COUTO, R. F.; LEONÍDIO, D. M.; REIS. E. F. 2012. Análise espacial do nível de ruído emitido por trator agrícola. Revista Agrária, v.7,n.3,p. 514-520, 2012.

RIBAS, R. L.; SCHLOSSER, J. F.; FRANTZ, U. G.; de FARIAS, M. S.; RODRIGUES, F. A. Exposição humana a vibrações de corpo inteiro em um trator agrícola com pneus radiais. Ciência rural, v.44, n.9, p. 1589-1595, 2014.

RODRIGUES, M. A. G.; DEZAN, A. A.; MARCHIORI, L. L. M. Eficácia da escolha do protetor auditivo pequeno, médio e grande em programa de conservação auditiva. Revista Cefac, v.8, n.4, p. 543-547, 2006.

SILVA, R. P.; FONTANA, G.; LOPES, A.; FURLANI, C. E. A. Avaliação do nível de ruído em colhedoras combinadas. Engenharia Agrícola, v.24, n.2, p.381-387, 2004.

YANAGI JÚNIOR, T.; SCHIASSI, L.; ROSSONI, D. F.; PONCIANO, P. F.; LIMA, R. R. D. E. Spatial variability of noise level in agricultural machines. Engenharia Agrícola, v.32, n.2, p. 217-225. 2012.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-412

Refbacks

  • There are currently no refbacks.