Avanço do neoconservadorismo na sociedade brasileira e as implicações para a formação profissional da/o assistente social / Advancement of neoconservation in brazilian society and the implications for the vocational training of social assistant

Daniella Miranda da Silva

Abstract


As transformações societárias, iniciadas na década de 1970 nos países de capitalismo central, chegam ao Brasil na década de 1990 e alteram as formas de regulação econômica, política, social e ideológica. Tal processo afeta tanto na formação profissional quanto nas condições de trabalho da/o assistente social exigindo novas requisições e habilidades, além de capacidade de leitura crítica e de proposição criativa frente a regressão dos direitos sociais. As transformações em curso do capitalismo contemporâneo impulsionam o avanço do neoconservadorismo e exigem da/o assistente social um arcabouço teórico denso para luta em defesa dos princípios que orientam o Projeto Ético-Político profissional.


Keywords


Neoconservadorismo. Serviço Social. Formação Profissional. Projeto Ético-Político Profissional.

References


ABEPSS. Diretrizes Gerais para o Curso de Serviço Social. Rio de Janeiro, 1996.

BARROCO, M. L.S. Barbárie e neoconservadorismo: os desafios do projeto ético político. In: Rev. Serviço Social e Sociedade nº 106, 2011.

BARROCO, M. L. S; TERRA, S. H. Código de Ética do/a Assistente Social comentado. São Paulo. Cortez,2012.

BEHRING, E. R. Brasil em contra-reforma: desestruturação do Estado e perda de direitos. São Paulo, Cortez,2008.

BONFIM, P. Conservadorismo moral e Serviço Social: a particularidade da formação moral e a sua influência no cotidiano de trabalho dos assistentes sociais. Rio de Janeiro, Lumen Juris, 2015.

BRAZ, M. Notas sobre o Projeto Ético-Político do Serviço Social, 2001.

CFESS. Sobre a incompatibilidade entre graduação à distância e Serviço Socialvolume 1, Brasília, 2015.

. Sobre a incompatibilidade entre graduação à distância e Serviço Social volume 2, Brasília, 2014.

Delgado, L. B. Espaço sócio ocupacional do assistente social: seu arcabouço jurídico- político. In: Rev. Serviço Social e Sociedade n° 113, 2013.

DOS SANTOS, D. J. Ong’s: perspectiva de mercado de trabalho para o Serviço Social? In. Serra, R. Espaços ocupacionais e Serviço Social, Jundiaí, Paco Editorial, 2012.

GUILHERME, R. C; NOGUEIRA, V. M. R. A reforma do Estado e suas implicações nas políticas sociais. In: Revista Políticas Públicas, v.14, p. 329-337, 2010.

IAMAMOTO, M. Os espaços sócio-ocupacionais do assistente social. In: Serviço Social: direitos e competências. CFESS: Brasília, 2009.

IAMAMOTO, M. V. Serviço Social em tempo de capital fetiche: capital finan-ceiro, trabalho e questão social. São Paulo, Cortez, 2014.

LESSA, S. Serviço Social e Trabalho: do que se trata? In: Revista Temporalis, n°1, 2000.

MANSUR, M. C. C. O Serviço Social nas fundações e instituições empresariais. In: Serra, R.

Espaços ocupacionais e Serviço Social, Jundiaí, Paco Editorial, 2012.

MARTINS, E. A. A ofensiva neoconservadora no Serviço Social contemporâneo: recomposição de velhos dilemas. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2012.

NETTO, J. P. Crise do capital e consequências societárias. In: Revista Serviço Social e Sociedade, n°111, 2012.

. Transformações societárias e Serviço Social – notas para uma análise prospectiva da profissão no Brasil. In: Revista Serviço Social e Sociedade, n° 50,1996.

NETTO, J. P; BRAZ, M. Economia política: uma introdução crítica. São Paulo, Cortez, 2012.

RAICHELIS, R. O trabalho do assistente social na esfera estatal. In. Serviço Social: Direitos Sociais e Competências profissionais. Brasília: CFESS/ABEPSS, 2009.

SANTOS, J. S. Neoconservadorismo pós–moderno e Serviço Social brasileiro. São Paulo, Cortez, 2007.

SIMIONATTO, I. Expressões ideoculturais da crise capitalista na atualidade e sua influência teórico–prática. In. Serviço Social: Direitos Sociais e Competências profissionais. Brasília: CFESS/ABEPSS, 2009.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-393

Refbacks

  • There are currently no refbacks.