Teoria das filas para a análise de estacionamento em centros universitários / Theory of queue for parking's university analysis

Willer Luciano Carvalho, Paulo Henrique Cândido Barbosa, Luís Felipe Cazorla Ciscar, Rafael Siqueira Telles de Souza Campos

Abstract


Nos grandes centros urbanos os problemas relacionados com a mobilidade têm sido crescentes. Dentre eles, está o intenso desenvolvimento de polos geradores de tráfego, como as universidades, sem planejamento prévio nos espaços destinados ao estacionamento de veículos, fazendo com que as vias urbanas sejam usadas para tal fim. Dessa forma, este trabalho teve como objetivo o estudo, por meio da Teoria das Filas, das áreas de estacionamentos existentes em centros universitários, a fim de avaliar a capacidade das mesmas e identificar possíveis déficits. Para tal, foi realizado um estudo de caso dentro da Escola de Engenharia da Universidade Federal de Goiás. Neste estudo, foi realizado um levantamento de dados de campo, aplicando-se um questionário com os usuários do estacionamento, e depois foi aplicada a Teoria das Filas para dimensionar o estacionamento. Assim, observou-se que dentro da Escola de Engenharia existe déficit de 36% no número de vagas oficiais.


Keywords


Teoria de Filas, Estacionamento, Centros Universitários.

References


ALMEIDA, C. F. Transporte e mobilidade urbana I. Notas de aula, 2010.

Brasil_2003, Estatuto do Idoso, LEI Nº10741. Brasília, 2003.

PEDOT, L. C. Parada e estacionamento de veículo: qual a diferença? Disponível em: Acesso em: out. 2014.

Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo, Polos Geradores e Certidão de Diretrizes, Informações Gerais, Disponível em: Acesso em: out. 2014.

CAJADO, L. Teoria das filas. 61 páginas. 2004. Graduação, Universidade Federal do Maranhão, Departamento de Informática.

DENATRAN/Fundação Getúlio Vargas, Manual de procedimentos para o tratamento de pólos geradores de tráfego, Brasília: DENATRAN, 2001. 84 p.

Distrito Federal, LEI COMPLEMENTAR Nº370. Distrito Federal, 2001, 23p.

Ernst & Young: Deficit de vagas de estacionamento em São Paulo é a segundo maior do mundo. Disponível em: Acesso em: Nov.2014

Florianópolis, LEI COMPLEMENTARN.482. Florianópolis, 2014, 110p.

Goiânia. LEINº8.617. Goiânia, 2008, 61p.

Kneib, E, C., P. W. G. TACO e P. C. M. SILVA: Análise de Impactos de Pólos Geradores de Viagens na Mobilidade Utilizando o Método de Análise Hierárquica. 10 páginas. 2007. 16º Congresso de Transporte e Trânsito – ANTP.Macéio, AL.

Lindau, Luis Antonio: Mobilidade Urbana.Disponível em: Acesso em: out. 2014.

Melo, João Eduardo: Estacionamento privado ou público: Como diferenciar? Disponível em: Acesso em: out. 2014.

Ministério das Cidades/Secretária Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana: PlanMob – Caderno de Referência para Elaboração de Plano de Mobilidade Urbana – Ministério das Cidades, Brasília, 2007. 184 p.

Mota, Bruna: Mobilidade Urbana. Disponível em: Acesso em: out. 2014.

Prado, Darci Santos do: Teoria das filas e da simulação. 5ª edição. Editora FALCONI, 2014.

SANTOS, Glauber Eduardo de Oliveira. Cálculo amostral: calculadora on-line. Disponível em: . Acesso em: mar. 2015.

SeMob: Secretaria Nacional de Transporte e Mobilidade Urbana, Caderno de referência para elaboração de plano de mobilidade urbana, Acesso em: Nov. 2014.

Widmer, João Alexandre. Contribuição à análise de problemas de filas e estoques nos transportes. São Carlos, 1989.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-342

Refbacks

  • There are currently no refbacks.