Existências ameaçadas: A Educação Ambiental em tempos de COVID-19 / Threatened existences: Environmental Education in times of COVID-19

Vilmar Alves Pereira

Abstract


Esse ensaio tem o propósito de refletir sobre a nossa condição existencial no contexto do COVID-19. Trata-se de um esforço hermenêutico, enquanto educador ambiental popular de refletir sobre o tempo presente. Desse modo, o ensaio passeia pela forma como vivemos a vida no sistema capitalista, num primeiro momento; num segundo, apresenta a percepção de indígenas e de um espiritualista de religião de matriz africana; posteriormente retoma algumas patologias socioambientais do capitalismo que ficam mais explícitas no contexto do COVID-19. Finalmente, apresenta alguns desafios e formas de cuidado, bem como, a reflexão sobre o papel da Educação Ambiental na atual conjuntura. O estudo reforça a importância da (EA) nas escolhas que estaremos fazendo na direção do futuro coletivo de nosso planeta.


Keywords


Educação. Ambiental. COVID-19. Existências. Ameaçadas.

References


BOFF, L. Saber cuidar: a ética do humano - compaixão pela terra. Petrópolis (RJ): Vozes, 1999.

CEPAL, Comissão Econômica para América Latina. Panorama Social da américa Latina 2019. https://www.cepal.org/es/publicaciones/44969-panorama-social-america-latina-2019. Acesso em março de 2020.

EMILIANO, D. Revitalização dos Saberes e Práticas Kaingang sobre as Plantas Tradicionais como Proposta de Educação Ambiental na Terra Indígena Ligeiro. Dissertação de mestrado. Ano de Obtenção: 2015. Disponível em: http://repositorio.furg.br/handle/1/6400. Acesso em abril de 2020.

FOSTER, J.B. Capitalismo de catástrofe: mudança climática, COVID-19 e crise econômica. Entrevista a Farooque Chowdhury. Disponível em: https://envolverde.cartacapital.com.br/capitalismo-de-catastrofe-mudanca-climatica-covid-19-e-crise-economica/. Acesso em: abril de 2020.

HEIDEGGER, M. Ser e Tempo. Tradução Márcia de Sá Cavalcante. 3 ed. Petrópolis: Vozes, 1989. T.1

HENNING, P. C; MUTZ, A. S. da C; VIEIRA, V. T. (Org.). Educações Ambientais Possíveis: ecos de Michel Foucault para pensar o presente. 1. ed. Curitiba: Appris Editora, 2018. v. 1. 248p.

LATOUR, B. Imaginar os gestos-barreiras contra o retorno da produção anterior à crise. Disponível em: http://www.ihu.unisinos.br/597852-imaginar-os-gestos-barreiras-contra-o-retorno-da-producao-anterior-a-crise-artigo-de-bruno-latour. Acesso em Abril de 2020

Monitoramento dos Direitos Humanos no Brasil. Pandemia COVID-19 e Direitos Humanos no Brasil. Disponível em: https://observatorioea.blogspot.com/2020/04/pandemia-covid-19-e-direitos-humanos-no.html. Acesso em: abril de 2020.

PEREIRA, V. A. Ecologia Cosmocena: a redefinição do espaço humano no cosmos. 1. ed. Juiz de Fora: Garcia Edizioni, 2016. 98p.

PEREIRA, V. A; FREIRE, S. G; SILVA, M. P. da. Ontoepistemologia ambiental: vestígios e deslocamentos no campo dos fundamentos da educação ambiental. Pro-Posições, Campinas v. 30, e 20180011, 2019. vailable from . access on 08 Apr. 2020. Epub Oct 21, 2019. https://doi.org/10.1590/1980-6248-2018-0011.

PEREIRA, V. A; MALTA, M. C. (Org.). Ontologia da Esperança: a Educação Ambiental em tempos de crise. 1. ed. Juiz de Fora: Editora Garcia, 2020. v. 1. 183p.

SARTRE, J.P. O existencialismo é um humanismo. Petrópolis RJ: Vozes, 2013.

SATO. M. Número de imigrantes deve aumentar e brasileiro se tornará mais xenófobo, alerta pós-doutora da UFMT. Disponível em: https://observatorioea.blogspot.com/2020/01/numero-de-imigrantes-deve-aumentar-e.html. Acesso em: abril de 2020.

Entrevistados:

Daniel do Bará. Espiritualista de Religião de Matriz Africana. Rio Grande, 2020.

Darci, Emiliano. Indígena Kaingang. Comunidade Ligeiro do Norte do Rio Grande do Sul, 2020.

Merong, Kamakã Líder indígena da aldeia Caramuru Pau Brasil Bahia com Sangue Pataxó hãhãhãe na família Kamakã.2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-337

Refbacks

  • There are currently no refbacks.