A concepção dos docentes de sala de aula regular sobre o ensino da língua portuguesa para estudantes surdos / The conception of the teachers of the regular classroom on the teaching of the portuguese language for deaf students

Luciana Lenira de Souza, Jucileide cazé Pessoa de Lima, Diógenes José Gusmão Coutinho

Abstract


O presente artigo aborda o resultado de um estudo que evidencia as concepções dos docentes de sala de aula regular, em relação ao ensino da Língua Portuguesa para estudantes surdos. Identifica as estratégias metodológicas utilizadas pelos docentes pesquisados, no ensino da Língua Portuguesa. Estabelece um paralelo entre a formação docente e a práxis pedagógica no ensino da referida Língua para surdos. Esta pesquisa foi motivada pelo desejo de querer saber: como os docentes do ensino regular compreendem o ensino de Língua portuguesa para surdos?  Ancorando-se na hipótese de que os docentes pesquisados têm a mesma compreensão com relação ao Ensino de Língua Portuguesa como (L2) para surdos e o Ensino de Língua Portuguesa (L1) para ouvintes. É um trabalho de caráter descritivo e explicativo, cuja obtenção dos dados ocorreu “em campo” por meio de questionários realizados com docentes de Língua Portuguesa do ensino regular de Escolas Públicas Municipais da cidade de Cumaru-PE. Para fundamentar teoricamente esse trabalho, utilizou-se as contribuições de Menezes (2007), Palha e Mineiro (2019), Pereira (2014), Quadros (2003), dentre outros teóricos. Os resultados da pesquisa evidenciam que, os sujeitos pesquisados, na tentativa de conceituarem o Ensino de Língua Portuguesa como (L2), apresentaram em suas falas elementos correlacionados ao referido ensino, sem clareza conceitual, implicando carência de conhecimento acerca do objeto de estudo. A relevância desta pesquisa consiste na emergente necessidade de refletir o ensino de Língua Portuguesa para surdos, no cenário das salas de aula regulares, no Brasil.


Keywords


Língua Portuguesa (L2) - Inclusão de Surdos - Concepção Docente.

References


BARRETTO. Elba Siqueira de Sá. Políticas de formação docente para a educação básica no Brasil: embates contemporâneos. Revista Brasileira de Educação v. 20 n. 62 jul.-set. 2015.

BRASIL. Decreto n° 5.626 de 22 de dez. 2005. Regulamenta a Lei n° 10.436 de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – Libras, e o art. 18 da Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Diário Oficial da União, Brasília, 23 de dez. de 2005.

DAMÁZIO, Mirlene Ferreira Macedo. Atendimento Educacional Especializado - Pessoa com Surdez.

DESLANDES, Suely Ferreira. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade / Suely Ferreira Deslandes, Romeu Gomes; Maria Cecília de Souza Minayo (organizadora). 34 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

GONSALES, Elisa Pereira. Conversas sobre Iniciação à pesquisa científica/ Elisa Pereira Gonsales. 3. Ed. Campinas, SP: Editora Alinea, 2003.

______LDB: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996.

MADEIRA, Fábio. Crenças de professores de Português sobre o papel da gramática no Ensino de Língua Portuguesa. Linguagem & Ensino, Pelotas, v. 8, n. 2, p. 17-38, jul./dez. 2005.

______MEC/SEESP. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva Inclusiva. Documento elaborado pelo Grupo de Trabalho nomeado pela Portaria Ministerial nº 555, de 5 de junho de 2007, prorrogada pela Portaria nº 948, de 09 de outubro de 2007.

MENEZES, Denise Costa. Letramento em comunidade de surdos/ Denise Costa Menezes. – Recife. O Autor, 2007. 152 folhas: il., fig., tab.

PALHA e MINEIRO. Sebastião. Ana. O Ensino de Português a Surdos em São tomé e Príncipe: de um paradigma de exclusão até a inclusão. Revista Educação Especial, 2019. http://dx.doi.org/105902/1984686X38355.

PEREIRA, Maria Cristina da Cunha. O ensino de português como segunda língua para surdos: princípios teóricos e metodológicos. Educar em Revista, Curitiba, Brasil, Edição Especial n. 2/2014, p. 143-157. Editora UFPR.

QUADROS, Ronice Müller de. Situando as diferenças implicadas na educação de surdos: inclusão/exclusão. Ponto de Vista, Florianópolis, n.05, p. 81-111, 2003.

TEIXEIRA, Elizabeth. As três metodologias: acadêmica, da ciência e da pesquisa/ Elizabeth Teixeira. 6. Ed. – Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

ZEICHNER e DINIZ-PEREIRA. Kenneth M., Júlio Emílio. Pesquisa dos Educadores e Formação Docente Voltada para a Transformação Social. Cadernos de Pesquisa, v. 35, n. 125, p. 63-80, maio/ago. 2005.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-325

Refbacks

  • There are currently no refbacks.