Aplicação de um modelo Multicriterial para auxiliar a seleção de tecnologias de tratamento de águas residuais em zonas urbanas. / Application of a Multicriteria model to assist in the selection of wastewater treatment technologies in urban areas

Educélio Gaspar Lisbôa, Érico Gaspar Lisbô, Marco Aurélio Arbage Lobo, Helena Lúcia Zagury Tourinho, Leonardo Augusto Lobato Bello, Fabrini Quadros Borges

Abstract


O objetivo deste artigo é selecionar uma tecnologia de maneira eficiente (“ideal”) para tratamento de águas residuais (IWTT), que deve ser priorizada e integrar-se à fase inicial de um planejamento estratégico para concepção do sistema de estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da Quintino em Belem/Pa. Para este fim, utilizou-se uma análise de um modelo multicriterial AHP, cuja aplicação foi condicionado por três contextos (ou cenários) a serem considerados à seleção de uma IWTT: (i) o impacto econômico e ênfase nos parâmetros que determinam as condições e padrões de lançamento de efluentes; (ii) a utilização de reúso da água para usos restritivos e não restritivos; e (iii); características urbanas . Em função destes cenários, considerando pelo menos onze critérios técnico-econômicos, ambientais e sociais, foi escolhido entre as seis alternativas tecnológicas de tratamento de águas residuais mais usados no município de Belém, especialmente na ETE da Quintino. Os resultados indicaram que, a aplicação de um modelo com enfoque em múltiplos critérios (econômicos, técnicos, ambientais e sociais) se apresentou como uma importante ferramenta a ser utilizado pelo gestor do município de Belém, na medida em que a tomada de decisões para selecionar uma IWTT possa minimizar os seus custos e otimizar os ganhos.


Keywords


Tecnologias de tratamento de águas residuais, tomadas de decisões, cenários, multicriterial, AHP, custos, média geométrica, Estação de Tratamento de Esgoto(ETE).

References


ABRELPE (2013). Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil. Relatório. Disponível em:

. Acesso em: 28 de janeiro de 2018.

ABRELPE (2016). Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil. Relatório. Disponível em:

. Acesso em: 28 de janeiro de 2018.

ANA (2012). Manual de operação - versão 2002.0. Programa de despoluição de bacias hidrográficas –

PRODES. 149p., 2002.

ANDREOLI, C. V.; GARBOSSA, L. H. P.; LUPATINI, G.; PEGORINI, E. S. (2008). Wastewater sludge

management: a brazilian approach. In: LeBLANC, R. J.; MATTHEWS, P.; RICHARD, R. P. (Eds.). Global atlas of excreta, wastewater sludge, and biosolids management: moving forward the sustainable and welcome uses a global resource. Nairobi: United Nations Human Settlements Programme (UN-HABITAT).

ANUÁRIO ESTATÍSTICO DO MUNICIPIO DE BELÉM. Belém: Secretaria Municipal de Coordenação Geral de Planejamento e Gestão, 2012.

ARAÚJO JR., MM. (2006). Reator combinado anaeróbio-aeróbio de leito fixo para remoção de matéria orgânica e nitrogênio de água residuária de indústria produtora de lisina. Tese (Doutorado). Escola de Engenharia de São Carlos-Universidade de São Paulo, 136p.

BALKEMA, A.J., PREISIG, H.A., OTTERPOHL, R., LAMBERT, F.J.D., (2002). Indicators for the sustainability assessment of wastewater treatment systems. Urban Water 4, 153-161.

BOVO, J. M. (1995). O conceito de capacidade de poupança própria na análise das finanças municipais. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, 29(1), 110-114.

BORSDORF, A. (2003). Como modelar o desenvolvimento e a dinâmica da cidade latino-americana. Santiago, revista Latino Americana de Estudos Urbanos Regionales vol 29: número 086.

BRASIL, Resolução CONAMA n°357, de 17 de março de 2005. Classificação de águas, doces, salobras e salinas do Território Nacional. Publicado no Diário Oficial da União (D.O.U).

BRASIL. LEI Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007. Estabelece diretrizes nacionais para o saneamento básico, Brasília,DF, jan 2017. Disponível em: . Acesso em 28 de maio de 2018.

BRASIL, Resolução CONAMA n°430, de 13 de novembro de 2011. Dispõe sobre condições e padrões de lançamento de efluentes, complementa e altera. Publicado no Diário Oficial da União (D.O.U).

CORREA, Roberto Lobato. (1999). O Espaço Urbano. São Paulo, Ática.

CHERNICHARO, C. A. L. (2001). Princípios do Tratamento Biológico de Águas Residuárias. 2º ed: Belo Horizonte. DESA-UFMG.

CHOGUILL, C.L., (1996). Ten steps to sustainable infrastructure. Habitat. Int. 20, 389-404

HUNT, C. C. (2013). Modelo Multicritério de Apoio à Decisão Aplicado à Seleção de Sistema de Tratamento de Esgoto para Pequenos Municípios. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) – Programa de Pós- graduação em Engenharia Ambiental, Escola Politécnica e Escola de Química, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

HWANG, C.L; YOON, K. (1981) Multiple Attribute Decision Making: Methods and Applications. Springer- Verlag, New York.

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). (2010). Pesquisa Nacional de Saneamento Básico. Rio de Janeiro. Brasil.

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). (2017). Pesquisa Nacional de Saneamento Básico. Rio de Janeiro. Brasil.

IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo). (1995). Lixo Municipal: manual de gerenciamento integrado. São Paulo: IPT/CEMPRE. 278p

KALBAR, P.P., KARMAKAR, S., ASOLEKAR, S.R., (2012). Estimation of Environmental Footprint of Municipal Wastewater Treatment in India: Life Cycle Approach in the Proceedings of International Conference on a Environmental Science and Technology, Chennai, India, March, 10-11, pp. 30-34.

MARX, K. (2000). O mistério do capital. São Paulo, nova cultural.

MOLINOS-SENANTE, M.; GÓMEZ, T.; CABALLERO, R.; HERNÁNDEZ-SANCHO, F.; SALA-GARRIDO, R.

(2015). Assessment of wastewater treatment alternatives for small communities: An analytic network process approach. Sci. Total Environ. 532, 676–687.

MUGA, H.E., MIHELCIC, J.R., 2008. Sustainability of wastewater treatment technologies. J. Environ. Manag. 88, 437-447.

NAGEL, C., MEYER, P. (1999). Caught between ecology and economy: end-of-life aspects of environmentally conscious manufacturing. Computers & Industrial Engineering, 36(4), 781-792.

NETTO, A.P. O. (2007). Reator Anaeróbio-Aeróbio de Leito Fixo, com Recirculação da fase líquida, aplicado ao tratamento de esgoto sanitário. 207 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil). Universidade de São Paulo.

OLIVEIRA, S. V. W. B. D. (2004). Modelo para tomada de decisão na escolha de sistema de tratamento de esgoto sanitário (Doctoral dissertation, Universidade de São Paulo).

ONU (Organização das Nações Unidas) (2015). Momento de ação global para as pessoas e o planeta. In: Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: 17 objetivos para transformar o nosso mundo. Disponível em: < https://nacoesunidas.org/poS2015/>. Acesso em: 28 de maio de 2018.

REMY, J; VOYE, L. (1994). A cidade: Rumo a uma nova definição?, Porto, afrontamento.

REZENDE, S.C. (2011). PANORAMA DO SANEAMENTO BÁSICO NO BRASIL: Investimentos em saneamento básico: análise histórica e estimativa de necessidades. Ministério das Cidades. Secretaria Nacional de

Saneamento Ambiental. Disponível em: < http://bibspi.planejamento.gov.br/bitstream/handle/iditem/271/PANORAMA_Vol_5.pdf?sequence=5&isAll owed=y>. Acesso em 29 de maio de 2018.

RODRIGUES, R. S. (2005). As dimensões legais e institucionais do reuso de água no Brasil: proposta de regulamentação do reuso no Brasil. Dissertação de Mestrado, Escola Politécnica, Universidade de São Paulo, São Paulo.

SAATY, T. L (1980), The Analytic Hierarchy Process. New York: McGraw-Hill International.

SNIS (Sistema Nacional de Informação sobre o Saneamento) (2016). Diagnóstico dos Serviços de Água e Esgotos. Disponível: < http://www.snis.gov.br/diagnostico-agua-e-esgotos/diagnostico-ae-2016>. Acesso em 28 de maio de 2018.

SINGER, P. (1998). Economia Política da Urbanização. São Paulo, Contexto.

VAN HAANDEL, A. C.; LETTINGA, G. F. (1994). Tratamento anaeróbio de esgotos: um manual para regiões de clima quente. In Tratamento anaeróbio de esgotos: um manual para regiões de clima quente. Epgraf.

VILLAÇA, Flávio. (1999). Uma contribuição para a história do planejamento urbano no Brasil. São Paulo, Edusp, P 172-243.

ZANIN, R. F. (2011). Seleção de processos de tratamento de esgoto sanitário utilizando análise multicritério. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Processos e Tecnologias Limpas) – Programa de Pós-graduação em Engenharia de Processos, Universidade da Região de Joinville, Santa Catarina.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-303

Refbacks

  • There are currently no refbacks.