Avaliação do método de tratamento de lixiviado do Aterro Sanitário de Campina Grande-PB, Brasil / Evaluation of the leachate treatment method at the Landfill in Campina Grande-PB, Brazil

Jéssica Araújo Leite Martildes, Pablo Rodrigues da Costa Florêncio, Andreia Freitas Silva, William de Paiva, Laércio Leal dos Santos, Salomão David Souto Menezes, Carlos Alberto Alves Barreto, Daniel Epifânio Bezerra

Abstract


A degradação física, química e biológica da matéria orgânica presente nos resíduos sólidos gera um subproduto altamente poluidor, denominado lixiviado. Várias técnicas de tratamento aplicadas a esse efluente vêm sendo investigadas a fim de adequá-lo ao lançamento no corpo receptor sem causar prejuízos ao meio ambiente.Objetivou-se neste trabalho efetuar uma avaliação sobre o tipo de tratamento utilizado no aterro sanitário de Campina Grande-PB. O estudo foi realizado em quatro etapas, onde a primeira constou de uma pesquisa bibliográfica com o objetivo de abranger os conceitos sobre o tema, na segunda etapa foi feita uma visita de campo com o objetivo de conhecer a área bem como os elementos que compõem o meio. Na terceira etapa foi feito um questionário de forma informal ao supervisor do aterro sanitário a respeito da técnica de tratamento utilizado. Na quarta e última etapa foi proposto melhorias para otimização desse processo. Foi observado que o tipo de técnica utilizado é o método de recirculação por pulverização. O método de recirculação do lixiviado no aterro sanitário contribui para aceleração do processo de degradação da matéria orgânica e no tratamento do lixiviado sendo importante devido ao seu alto potencial poluidor.

 


Keywords


Resíduos Sólidos, Recirculação, Pulverização.

References


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. Resíduos Sólidos – Classificação. – NBR – 10004. 63p. São Paulo. 1987.

BARALDI, R.C.O. Efeitos da recirculação de lixiviado na biodegradação de resíduos sólidos em uma célula do aterro da Muribeca/PE. Tese (Mestrado em Engenharia Civil) - Departamento de Engenharia Civil, Universidade Federal de Pernambuco, Recife.

BARROS, R.T.V. Resíduos Sólidos. Apostila da Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), 1998.

Blog Tera. Chorume de aterro sanitário: Por que o tratamento deve ser uma prioridade? Disponível em: . Acesso em: 28 de abril de 2019.

FARIA, L. Gestão de lixiviados.2016. Disponível em: . Acesso em: 9 de maio. 2019.

IBGE (2011). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas. Disponível em: Acesso em: 18jun. 2019.

JARDIM, Nilza Silva et al. Lixo Municipal: manual de gerenciamento integrado. São Paulo, IPT-CEMPRE, 2ª edição. 2000.

KGATHI, D.L.; BOLAANE, B. Instruments for sustainablesolidwaste management in Botswana.Wate management &research :journaloftheInternationalSolidWastes Association;19(4):342-53, Aug.2001.

LAY, J. J, LI, Y. Y, NOIKE, T. Dynamics ofMethanogenicActivities in a LandfillBioreactorTreatingtheOrganicFractionof Municipal SolidWastes. In: BIENNIAL CONFERENCE OF THE INTERNATIONAL ASSOCIATION ON WATER QUALITY, 19. 1998. Vancouver, Can. Proceedings. Water Science and Technology, v.38, n.2 pt.2, p.177-184, 1998.

MONTEIRO, José H. P. et al. Manual Integrado de Gerenciamento de Resíduos Sólidos. Rio de Janeiro. IBAM, 2001.

POHLAND, F. G & J. C (1999). In situ anaerobictreatmentofleachate in landfillbioreactors. Water Science and Technology 40 (8) 203-210.

Redação Pensamento Verde. Como funciona o tratamento do chorume.2013. Disponível em:. Acesso em: 29 de abril. 2019.

TCHOBANOGLOUS, G., THEISEN, H., VIGIL S.A. IntegratedSolidWaste Management – EngineeringPrinciplesand Management Issues. McGraw-Hill InternationalEditions, 978p., 1993.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-275

Refbacks

  • There are currently no refbacks.