Acesso tardio para consultas ortopedicas no sistema único de saúde: tipos de dor e uso de medicamentos / Late access for orthopedic consultations in the unique health system: types of pain and use of medicines

Adriano José da Silva, Pedro Bregola de Barros, Nelise Coelho, Janete Lane Amadei

Abstract


Estudo transversal realizado com usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) atendidos pelo Consorcio Público Intermunicipal de Saúde do Setentrião Paranaense (CISAMUSEP) para consulta especializada em ortopedia. Tem como objetivo estimar a prevalência de uso de medicamento e sua associação com fatores sociodemográficos, estilos de vida e escalas de dor. Foi utilizado instrumento em três partes: 1. Dados socioepidemiológicos e demográficos (idade, sexo, peso, grau de escolaridade e renda familiar) e de análise da prescrição de AINEs (medicamentos e sua forma farmacêutica usados, tempo de uso, frequência, local de obtenção); 2. Avaliação de dor validadas - Mcgill Pain Questionnaire (versão português); 3. Questionário Nórdico de sintomas osteomusculares. Foram avaliados 86 usuários SUS atendidos pela ortopedia no CISAMUSEP. Como resultado obteve-se 53,5% do sexo feminino e 46,5% do sexo masculino. A maioria, 48,8% tinha entre 30 e 60 anos. O tempo de estudo prevalente foi de 9 a 12 anos de estudo (40,7%). Com relação à renda referida e convertida em salários mínimos vigentes em maio/2015, 47,7% percebiam um salário. Na correlação entre o gênero dos entrevistados com as variáveis, ficou evidenciada associação estatística significativa entre gênero e tipo de aquisição de medicamento, tipo de dor, Índice Atual de Dor (IAD), sintomas que acompanham, sono, atividades e ingestão de alimentos. Os usuários não são iguais na maneira de representar seus problemas e suas necessidades.


Keywords


Medicamentos, Sistema Único de Saúde, Uso racional, Demanda de saúde.

References


DELLAROZA , Mara Solange Gomes; PIMENTA, Cibele Andrucioli de Mattos; LEBRÃO, Maria Lúcia; DUARTE, Yeda Aparecida. Associação de dor crônica com uso de serviços de saúde em idosos residentes em São Paulo. Rev Saúde Pública 2013;47(5):914-22

ERDMANN, A. L; ANDRADE, S. R; MELLO, A. L. S. F; DRAGO, L. C. A atenção secundária em saúde: melhores práticas na rede de serviços. Rev. Latino-Am. Enfermagem [Internet]. jan.-fev. 2013

KELLER, Clarissa ; PAIXÃO, Adriana; MORAES, Maria Antonieta; RABELO, Eneida Rejane; GOLDMEIER, Silvia Goldmeier. Escala da dor: implantação para pacientes em pós-operatório imediato de cirurgia cardíaca. Rev Esc Enferm USP 2013; 47(3):621-5

MOTA, P.M.; LIMA, A.L.Z.; COELHO, E.; PAULA, E.M.X.; FURINI, A.A.C.Estudo sobre a utilização de

antiinflamatórios não esteroidais prescritos em receitas para idosos da região Noroeste Paulista. Rev Ciênc Farm Básica Apl., 31(2):157-163, 2010.

SILVA, Flávia Helena Cabral; PIRES, Rômulo Cesar Rezzo; COSTA, Eliane dos Santos; CASTRO, Henilda Ferro Castro. Prevalência e Fatores Associados ao Uso de Antiinflamatórios Não-Esteroides por Clientes de Farmácias Comerciais de São Luís-MA. 65ª Reunião Anual da SBPC 2013. Disponível em http://www.sbpcnet.org.br/livro/65ra/resumos/resumos/8905.htm acesso aos 19/08/2015.

SILVA, Magda Carla de Oliveira Souza e; SILVA, Patrícia Aparecida Barbosa; SILVA, Líliam Barbosa; SOARES, Sônia Maria Soares. Instrumentos de Avaliação da Dor Crônica em Idosos e suas Implicações para a Enfermagem. R. Enferm. Cent. O. Min. 2011 out/dez; 1(4):560-570.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-254

Refbacks

  • There are currently no refbacks.