A produção científica e as áreas consideradas periféricas / Scientific production and areas considered peripheral

Paula Piva Linke, Thiago Silva Prado, Tiago Carvalho Sabatino

Abstract


O presente trabalho tem como objetivo compreender a produção científica em relação aos conceitos de áreas de conhecimento central e periférica. Tal discussão está amparada na obra de SKIDMORE, “Fato e Mito: Descobrindo um Problema Racial no Brasil”, que problematiza a produção do conhecimento em relação ao conceito de periferia. Em outras palavras há determinada áreas do conhecimento que ganham maior visibilidade, enquanto outras são deixadas de lado, ou são vistas como menos importantes, como as ciências humanas. A intenção deste texto é chamar a atenção para esse pré-conceito que não existe somente em relação à cultura, mas também na ciência, inclusive quando falamos de países mais desenvolvidos e aqueles ditos periféricos. Essa pesquisa foi desenvolvida por meio da pesquisa bibliográfica cujo autor central é Thomas Elliot Skidmore, historiador especializado na história do Brasil.


Keywords


Conhecimento; Países; Periferia.

References


BRITTO L.P.L; SILVA O.E; CASTILHO de C.K; ABREU M.T. Conhecimento e Formação nas IES Periféricas perfil do aluno “novo” da Educação Superior, Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v. 13, n. 3, p. 777-791, nov. 2008.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1998

LD CASTIEL; J SANZ-VALERO; R MEI-CYTED, Entre fetichismo e sobrevivência: o artigo científico é uma mercadoria acadêmica?, Cadernos de Saúde Pública, 2007

SKIDMORE, T. E. Fato e Mito: Descobrindo um Problema Racial no Brasil. Cad. Pesq., São Paulo, n.79, p.5-16, nov.1991.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-248

Refbacks

  • There are currently no refbacks.