Hábitos de vida, sobrepeso e obesidade de um grupo de crianças em treinamento para corrida / Life habits, overweight and obesity of a group of children in training for running

Maria Luiza Costa Borim, Maria Antonia Ramos Costa, Heloá Costa Borim Christinelli, Elen Ferraz Teston, Edson Batista Borges, Dandara Novakowskispigolon, Neide Derenzo, Carlos Molena

Abstract


Objetivo: Identificar hábitos de vida e a prevalência de sobrepeso e obesidade entre crianças em treinamento para corrida. Metodologia: Pesquisa descritivo-exploratória, transversal com abordagem quantitativa. Realizada com 24 crianças entre 5 e 10 anos, participantes de um grupo de treinamento para corridas, de um município no noroeste do Paraná, no período de maio a junho de 2019. Os dados foram coletados a partir de um questionário de frequência alimentar semiquantitativo para crianças, adaptado para o objetivo do estudo, e coleta de medidas antropométricas. Para tratamento dos dados foi utilizada estatística descritiva. Resultados: Identificou-se que 50% das crianças encontram-se no grupo eutrófico, 20,8% estão com sobre peso, 29,2% como besidade. Constatou-se aindaqueentreas crianças do sexo feminino a prevalência de sobrepeso e obesidade representa 75% das participantes. A relação cintura quadril revelou que 75% das crianças estão classificadas como alto risco ou risco muito alto para desenvolvimento de síndrome metabólica. Sobre o hábito de vida verificou-se que 86,7% das crianças consomem carne suína duas vezes por semana,53,3% responderam comer pizzade uma aduas vezes por semana, 66,6% dos participantes disseram consumir sorvete entre uma a duas vezes por semana, 26,7% consomem refrigerantes duas vezes por semana. Conclusão: Conclui-se que parte das crianças realizam atividades fisicas fora do ambiente escolar, porém seus habitos alimentares são inadequados, além de estarem acima do peso, com risco elevado de síndrome metabolica.

 


Keywords


Crianças. Fatores de risco. Obesidade. Prevalência. Sobrepeso.

References


(AUTORES). O PAPEL DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR DIANTE DA EPIDEMIADA OBESIDADE EM CIRANÇAS E ADOLESCENTES. Educação Física em Revista ISSN: 1983-6643 Vol.4 Nº2 mai/jun/jul/ago – 2010.

(AUTORES). Educação física escolar: um olhar para a educação infantil. http://www.efdeportes.com/ Revista Digital - Buenos Aires - Año 13 - Nº 130 - Marzo de 2009.

(AUTORES). Consumo alimentar e prevalência de sobrepeso/obesidade em pré-escolares de uma escola infantil pública. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento, SãoPaulo.v.9.n.52.p.127-134. Jul./Ago. 2015.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Área Técnica de Saúde da Criança e Aleitamento Materno, 2013. Disponível em :http://bvsms.saude:http://bvsms.saude. gov.br/bvs/dicas/215_ obesidade.html. Acesso em 10 de abril de2019.

(AUTORES).Análise da prevalência de sobre peso e obesidade e do nível de atividade física em crianças e adolescentes de uma cidade dosudoeste de São Paulo. Rev.bras. crescimento desenvolv. hum. vol.24 no.1 São Paulo2014.

(AUTORES). Avaliação do estado nutricional de crianças respiradoras orais – sua relação com a obesidade. Revista Saúde e Pesquisa, v. 2, n. 2, p. 185-193, mai./ago. 2009.

(AUTORES). Fatores de risco associados à obesidade e atores de risco associados à obesidade e sobrepeso em crianças em idade escolar sobrepeso em crianças em idade escolar. Revista Brasileira de Enfermagem, vol. 63, núm. 1, enero-febrero, 2010, pp. 73-78.

(AUTORES) . Obesity and public policies: the Brazilian government’s definitions and strategies.Cad. Saúde Pública 2017; 33(7):e00006016.Disponivel em : doi: 10.1590/0102-311X00006016.Acesso em 10 de abril de 2019.

(AUTORES). Efeitos do exercício físico na aptidão física de crianças com sobrepeso.ConScientiaeSaúde, 2014.

(AUTORES). Intensidade e duração dos esforços físicos em aulas de Educação Física. Rev. Saúde Pública [online]. 2012.

(AUTORES). Prevalência de obesidade infantil e sobrepeso em escolares. Revista Interfaces: Saúde, Humanas e Tecnologia, Vol. 2, Nº 5, Ano 2, 2014.

(AUTORES).. Prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças de seis a dez anos de escolas municipais de área urbana. Rev Paul Pediatr 2010.

(AUTORES). Sobrepeso e obesidade em escolares de 10 a 14 anos. Rev Bras Promoc Saud, Fortaleza,26(2): 223-232, abr./jun.,2013.

(AUTORES).. Prevalência de obesidade em escolares de 7 a 12 anos de uma cidade Serrana do RS, Brasil. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum 2010, 12(2):90-97.

(AUTOR). Medicina do esporte: Princípios e prática. Porto Alegre: Artmed, 2005.

(AUTOR); Prevalência de distúrbios da composição corporal em escolares de Rio Negro – Pr. Saúde Meio Ambient. v. 2, n. 2, p. 84-97, dez. 2013.

(AUTORES).. Comportamentos sedentários associados ao excesso de peso corporal. Rev. bras. Educ. Fís. Esp., São Paulo, v.21, n.2, p.135- 41, abr./jun. 2007.

(AUTORES).; A. Deslocamento ativo no trajeto casa-escola em alunos de escolas do meio rural e urbano. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, São Paulo. v.12. n.79. Suplementar 2. p.953-961. Jul./Dez. 2018.

(AUTORES).. Sobrepeso e obesidade emuma escola do município de Três Barras – Sc.Revista Corpoconsciência, v. 21, nº3, set./dez.,2017.

(AUTORES).;Estado nutricional,práticas e conhecimentos alimentares de escolares. Cinergis, Santa Cruz do Sul, 18(3):226-232, jul./set.2017.

UNITED STATES. Department of Health and Human Services and U.S. Department of Agriculture.2015–2020 Dietary Guidelines for Americans.8th Edition. December 2015. Available at: http://health.gov/dietaryguidelines/2015/guidelines/.

(AUTORES). Obesidade como fator de risco para morbidade e mortalidade: evidências sobre o manejo com medidas não medicamentos as. OPAS/OMS. Vol. 1, No 7Brasília, maio de 2016. https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_docman&view=download&alias=1535-obesidade-como-fator-risco-para-morbidade-e-mortalidade-evidencias-sobre-o-manejo-com-medidas-nao-medicamentosas-5&category_slug=serie-uso-racional-medicamentos-284&Itemid=965

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Obesity: prevent-ing and managing the global epidemic.Gene-va:World Health Organization;2000.(WHOTechnicalReportSeries, 894).

WORLD HEALTH ORGANIZATION-OMS.Growth reference data for 5-19 years.v.85, n.9, p.660-7, 2007




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-182

Refbacks

  • There are currently no refbacks.