Percepção dos alunos da eja do colégio Anibal Cesar sobre as transformações no mundo do trabalho / Perception of eja students at Anibal Cesar college on transformations in the world of work

Nara Cavalcante Serpa

Abstract


Este artigo buscou investigar a percepção dos alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação

Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (PROEJA) do Colégio Aníbal Cesar de Itajaí-SC, sobre as transformações no mundo do trabalho. Diante da demanda da reestruturação produtiva, a evasão escolar começa a ficar mais evidente, mais cedo, os jovens começam a exercer as atividades laborais para auxiliarem suas famílias na renda familiar. Assim, definiu-se como objetivo de estudo “Analisar a percepção de sujeitos da EJA diante das transformações no mundo do trabalho”. Utilizou-se, a metodologia de abordagem qualitativa, sendo que, para o aprimoramento de ideias e para obterem-se informações sobre a percepção dos alunos entrevistados, fez-se uso da pesquisa exploratória e descritiva. Igualmente a pesquisa bibliográfica ocorreu, visto que através desta, adquire-se maior compreensão do tema e auxílio na interpretação dos resultados. Na pesquisa de campo, teve-se entrevista semiestruturada com 20 alunos do curso da EJA, de ambos os sexos, na faixa etária de 17 a 50 anos da referida instituição. Para estes é perceptível que a reestruturação do trabalho passou a exigir do trabalhador maiores qualificações profissionais, especializações nos cargos requalificados da estrutura ocupacional, o que acaba segregando a força de trabalho com base na educação, a qual, nem todos têm acesso.

 

Palavras-chave: Trabalho. Reestruturação do Trabalho. Educação. EJA.


Keywords


Trabalho. Reestruturação do Trabalho. Educação. EJA.

References


AMARAL, Ângela Santana do; CESAR, Mônica. O trabalho do assistente social nas empresas capitalistas. In: Serviço Social: direitos e competências profissionais. Brasília: CFESS, 2009.

ANDRADE, Fabrício Fontes de. Reestruturação Produtiva: dos novos padrões de acumulação capitalista ao novo parâmetro de políticas sociais. Revista Urutagua. Nº 10. Quadrimestral Ago/Set/Out/Nov. Paraná, 2011.

ANTUNES, Ricardo. Adeus ao trabalho?: ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho. 15. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

CAMARA, Rosana Hoffman. Análise de conteúdo: da teoria à prática em pesquisas sociais aplicadas às organizações. Gerais. Rev. Interinst. Psicol. Belo Horizonte, v. 6, n. 2, p. 179-191, jul. 2013. Disponível em: . Acesso em: abr./2018.

CUNHA, Antônio Geraldo da. Dicionário etimológico da língua portuguesa. 4. ed. Rio de Janeiro: Lexicom Editorial, 2010.

DANTAS, Priscila Monick de Araújo Barbosa. Mundo do trabalho, reestruturação produtiva e gestão de pessoas: elementos de debate. VI Jornada Internacional de Políticas Públicas: O desenvolvimento da crise capitalista e a atualização das lutas contra a exploração, a dominação e a humilhação. 20 a 23 de ago./2013. Cidade Universitária da UFMA. São Luiz, Maranhão, 2013.

DRUCK, MG.; FRANCO, T. (Org). A perda da razão social do trabalho: terceirização e precarização. São Paulo: Boitempo, 2007.

FARIA, José Henrique de; e KREMER, Antônio. Reestruturação produtiva e precarização do trabalho: O mundo do trabalho em transformação. REAd, ed. 41, v. 10, n. 5, set-out/2014.

FRAGA, Paulo Denisar. Necessidades humanas e relação dos homens entre si nos escritos de Marx em Paris. 6º Colóquio Internacional Marx e Engels – GT 1. A obra teórica de Marx de 03 a 05 de novembro de 2009. Campinas (SP), p. 2. Disponível em:

. Acesso em: Abr./2018.

FREIRE, Lúcia M. B. O serviço social na Reestruturação Produtiva: espaços, programas e trabalho profissional. 2 ed. São Paulo: Cortez, 2006.

GIL, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

GUERRA FILHO, Willis Santiago, p. 133 (apud GOMES, Dinaura Godinho Pimentel. Direito do trabalho e dignidade da pessoa humana, no contexto da globalização econômica. São Paulo: LTr, 2005.

KAVANAGH, M.H.; DRENNAN, L. What skills and attributes does an accounting graduate need? Evidence from student perceptions and employer expectations. Accounting and Finance, v. 48, n. 2, p. 279-300, 2008.

LANGE, P.; JACKLING, B.; GUT, A.M. Accounting graduates’ perceptions of skills emphasis in undergraduate courses: an investigation from two Victorian universities. Accounting and Finance, v. 46, n. 3, p. 365-386, 2006.

LAKATOS, E.M.; MARCONI, MA. Metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

LEITE, Marcia de Paula. Reestruturação produtiva, novas tecnologias e novas formas de gestão da mão-de-obra. In:_______. O mundo do trabalho: crise e mudança no final do século. Campinas: Scritta, 1994, p. 563-587.

MACIEL, JAC. Flexibilização da CLT, um tiro nos direitos dos trabalhadores. Revista Jurídica Consulex. N. 115. p. 47. 31 de outubro de 2002.

MINAYO, M.C.de S. (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 29. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

MONTEIRO, Lilian. Mercado de trabalho exige novo perfil de profissional, saiba como se atualizar. Jornal Estado de Minas. Carreira. 26.04.2017. Disponível em: . Acesso em: fev./2019.

NASCIMENTO, Amauri Mascaro. Iniciação ao Direito do Trabalho. 34. ed. São Paulo: LTr, 2009.

NETTO, José Paulo; BRAZ, Marcelo. Economia política: uma introdução crítica. 4 ed. São Paulo: Cortez, 2008.

PALASSI, Márcia Prezotti. Ações coletivas e consciência política no mundo do trabalho. Curitiba: Juruá, 2011.

ROESCH, SMA. Projetos de estágios e de pesquisa em administração. 3. ed. (reimpressão). São Paulo: Atlas, 2009.

SERPA, N. C. Modernização do trabalho numa organização pública: CELESC como estudo de caso. 2007. 182 fl. Dissertação. (Mestre Profissionalizante em Gestão de Políticas Públicas). Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI. Itajaí, 2007.

SILVEIRA, Daniel e GAZZONI, Marina. Desemprego fica em 12,2% em janeiro de 2018 e atinge 12,7 milhões de pessoas. G1. Globo. Economia. Rio e São Paulo, Jan./2018. Disponível em: < https://g1.globo.com/economia/concursos-e-emprego/noticia/desemprego-fica-em-122-em-janeiro-de2018.ghtml>. Acesso em: mai./2018.

SOARES JÚNIOR, A. A flexibilização no Direito do Trabalho enquanto instrumento de mudanças nas relações de trabalho. Disponível em: . Acesso em: mai./2018.

TRIVIÑOS, A.N.S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: A pesquisa qualitativa em educação – o positivismo, a fenomenologia, o marxismo. 5 ed. (18 reimpr.). São Paulo: Atlas, 2009.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-179

Refbacks

  • There are currently no refbacks.