Otimização experimental e avaliação do rendimento do processo de extração do óleo essencial da planta Otacanthus azureus / Experimental optimization and yield evaluation of the essential oil extraction process of the Otacanthus azureus plant

Luciedry Matheus Souza Carvalho, Beatriz Rafaela Varjão do Nascimento, Anne Caroline Gouvea Ferreira, Ari de Freitas Hidalgo, Anderson Mathias Pereira, Leiliane do Socorro Sodré Souza

Abstract


A diversidade de plantas amazônicas chega a ser imensurável, tendo em vista este ponto, há uma grande realização de estudos para a extração de óleos essenciais a partir de uma matéria-prima. Esses processos dependem de um meio de extração. A matéria-prima utilizada para obtenção de óleo essencial neste projeto foi a da espécie Otacanthus azureus, que pode ser extraído utilizando a destilação por arraste a vapor e a hidrodestilação, que são métodos simples e muito econômicos e é possível obter-se uma quantidade significativa deste óleo. Entretanto, estes processos de extração podem ser otimizados. Foi utilizada a hidrodestilação, em Clevenger, para o processo de extração. Para a realização dos testes foi aplicado um planejamento fatorial. Este teve o esquema fatorial 2k, sendo k o número de fatores, todos com dois níveis; foi realizada análise de variância (ANOVA) com p > 0,05, e também a construção de um modelo polinomial. Com a utilização da metodologia de superfície de resposta a condição ótima para o desenvolvimento do processo foi avaliada. O modelo polinomial proposto apresenta um R² igual a 0,98, o que sugere que o modelo é preditivo. A metodologia de superfície de resposta determinou as seguintes condições como ótimas: 20% (quantidade de biomassa) e 60 minutos (tempo).


Keywords


extração, planejamento, modelo

References


ANDERSON, R. G.; Brasilian Snapdragon (Otacanthus azureus) for the Cut Flower Market. Floriculture Research Report 15-04, 2004. Disponível em: /www.uky.edu/Ag/CDBREC/anderson/otacanthus.pdf> Acesso em: 14/03/2016.

ASSIS, I.M.; Veigas, V.; Serudo, R.N.; Hidalgo, A. F.; Silva, J. F. Variação química do óleo essencial de erva-copaíba (Otacanthus azureus) em relação ao uso de fertilizantes e ao grau de insolação. 34º Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Química, 2011.

ATKINS, P. W., 1990. Physical Chemistry. Oxford University Press, 5th Edition.

BAKKALI, F. et al. Biological effects of essential oils. Food and Chemical Toxicology, v. 46, n. 02, p. 446-475, 2008.

BIZZO, H.; HOVELL, A. M. C.; REZENDE, C. M. Óleos essenciais no Brasil: aspectos gerais, desenvolvimento e perspectivas. Quim. Nova, vol. 32, n. 3, 2009.

BURT, S. Essential oils: their antibacterial properties and potential applications in foods. International Journal of Food Microbiology, v. 94, n. 03, p. 223-253, 2004.

CASSEL, E.; VARGAS, R. M. F. Experiments and modeling of the Cymbopogon winterianus essential oil extraction by steam distillation. J. Mex. Chem. Soc. v. 55, p. 57-60, 2006.

COSTA, A. C. S.; LOPES, A.; BELTRAME, J. M.; VIEIRA, R. F.; AGNES, R. A.; BRITO, T. O.; MAYER, I.; ROSA, M. F.; LOBO, V. S. Estudo comparativo da quantificação de óleos essenciais de Eucalyptus citriodora e Eucalyptus grandis extraídos por hidrodestilação. Anais do I ENDICT - Encontro de divulgação Científica e Tecnológica. 8 p., 2009.

COSTA, A. F. Farmacognosia. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, v. 1, p. 1031, 1994.

GUENTHER, E. The essential oils. vols. 1, 2 e 3. Florida: Krieger Publishing Company, 1976.

HARRIS, D. C. Análise Química Quantitativa. 5ª ed. Rio de Janeiro: LTC – Livros Técnicos e Científicos S.A., 2001, p. 586-587.

HUET, R. Les huiles essentielles d’agrumes. Fruits, v. 46, n. 4, p. 501-513, 1991.

KOKETSU, M.; GONÇALVES, S.L. Óleos essenciais e sua extração por arraste a vapor. Rio de Janeiro : EMBRAPA – CTAA, 1991. 24p. (Documentos, 8).

MEIRELES, M.A.A. Extracting bioactive compounds for food products: theory and applications. Boca Ranton: CRC, 2009. 464p.

MONTGOMERY, Douglas C. Design and analysis of experiments. 3. ed. New York: J. Wiley, 649 p. 1991.

PIMENTAL, F. A. et al. Influência da temperatura de secagem sobre o rendimento e a composição química do óleo essencial de Tanaecium nocturnum. Revista Química Nova, São Paulo, v. 31, n. 3, p. 523-526, maio/jun. 2008.

POVH, N. P.; GARCIA, C. A.; MARQUES, M. O. M.; MEIRELES, M. A. A. Extraction of essential oil and oleoresin fram chamomile (Chamomilla recutita [L.] Rauschert) by steam distilation and extration with organic solvents: a process design approach. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, Botucatu, v. 4, n. 1, p. 1-8, 2001.

POZZATTI, P,; LORETO, E.S,; LOPES, P.G.M,; ATHAYDE, M.L,; SANTURIO, J.M,; ALVES, S.H.; Comparison of the susceptibilities of clinical isolates of Candida albicans and Candida dubliniensis to essential oils. Mycoses. 2009.

RONSE, A. C.; POOTER, H.; VYVER, A. V. et al. Biotechnology in Agriculture and Forestry, Medicinal and Aromatic Plants X. Springer-Verlag Berlim Heidelberg, Vol 41. p. 306-319, 1998.

ROSTAGNO, M.A.; PRADO, J.M. Natural product extraction: principles and applications. Londres: Royal Society of Chemistry, 2013. 500p.

SANTOS, A. S.; ANDRADE, E. H. A.; ZOGHBI, M. G. B.; LUZ, A. I. R.; MAIA, J. G. S. Sesquiterpenes on Amazonian Piper Species. Acta Amazonica, v. 28, n. 2, p. 127-130, 1998.

SERAFINI, L. A.; CASSEL, E. Produção de óleos essenciais: uma alternativa para a agroindústria nacional. In: SERAFINI, L. A.; BARROS, N. M.; AZEVEDO, J. L. Biotecnologia na agricultura e na agroindústria. Guaíba: Agropecuária, 2001.

SILVEIRA, J.C. et al. Levantamento e análise de métodos de extração de óleos essenciais. Enciclopédia Bioesfera, v.8, n.15, p.2038-2052, 2012.

SINGH, G. et al. A comparison of chemical, antioxidant and antimicrobial studies of cinnamon leaf and bark volatile oils, oleoresins and their constituents. Food and Chemical Toxicology, v. 45, n. 09, p. 1650-1661, 2007.

SOUZA, V. C.; GIULIETTI, A. M. Levantamento das espécies de scrophulariaceae sensu lato nativas do Brasil. Pesquisas, Botânica, nº 60, 7-288p. São Leopoldo: Instituto Anchietano de Pesquisas, 2009.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-180

Refbacks

  • There are currently no refbacks.