Desempenho agronômico do milho com uso de inseticidas e biorreguladores no tratamento de sementes / Agricultural performance of corn using insecticides and biorgulators in seed treatment

Mayara Brito Cunha, Reginaldo Martins Souza, Wilian Henrique Diniz Buso

Abstract


O milho é uma gramínea pertencente à família Poacea do gênero Zea espécie Zeamays, é considerado o cereal de maior produção mundial, com isto objetivou-se avaliar a eficiência do tratamento de sementes na cultura do milho com diferentes dosagens de biorreguladores, dois inseticidas em duas épocas de semeadura. O experimento foi conduzido em duas épocas nas áreas experimentais do Instituto Federal Goiano Campus Ceres – GO. O primeiro experimento ocorreu nos meses de maio a outubro de 2017, em regime de irrigação, por sistema de pivô central. O segundo ocorreu nos meses de novembro a maio de 2018 em sequeiro. Utilizou-se a cultivar 2M99 VIP 3 de ciclo precoce. O delineamento experimental utilizado foi de blocos ao acaso em esquema fatorial 5x2x2, sendo cinco doses de biorregulador (0; 0,5; 1,0; 1,5 e 2,0 L 100-1 kg de semente), dois inseticidas (Thiamethoxam 350 g L-1 e Imidacloprido 150 g L-1 + Tiodicarbe 450 g L-1), e duas épocas de semeadura (irrigado e sequeiro) com quatro repetições.Avaliou-se os parâmetros agronômicos: Altura de planta, Altura da primeira espiga, diâmetro do colmo, diâmetro da espiga, comprimento da espiga, número de fileiras de grãos por espiga, número de grãos na fileira, produtividade e massa de 1000 grãos. Os dados avaliados foram submetidos a análises de variância em função das doses de biorregulador e teste F para os inseticidas com o auxílio do software R. O tratamento de sementes com diferentes tipos de inseticidas e dosagens de biorregulador não obtiveram diferença, mas o sistema de produção sequeiro obteve os melhores resultados para as avaliações agronômicas número de fileira de grãos por espiga e número de grãos na fileira, comprimento de espiga, produtividade e diâmetro de colmo. E a dose 0,5 do biorregulador conseguiu uma produtividade de 12011,75 kg ha-1.

 

 


Keywords


biorreguladores, imidacloprido + tiodicarbe, thiamethoxam, Zeamays.

References


ALMEIDA, A. S.; CASTELLANOS, C. I. S.; DEUNER, C.; BORGES, C. T.; MENEGUELLO, G. R. Efeitos de inseticidas, fungicidas e biorreguladores na qualidade fisiológica de sementes de soja durante o armazenamento. Revista de Agricultura v.89, n.3, p. 172 - 182, 2014.

ALVES, M. E. B.; ANDRADE, C. L. T.; CÁRDENAS, R. R.; AMARAL, T. A.; SILVA, D. F. Identificação e quantificação do efeito de fatores ambientais na produtividade da cultura do milho na região de Janaúba, MG. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada-rbai, v. 5, n. 3, 2013.

BORÉM, A.; GALVÃO, J. C. C.; PIMENTEL, M. A. Milho: do plantio à colheita. 2. Ed. Atual. E ampl- Viçosa (MG): Ed. UFV, 2017. 382p. il.; 22 cm.

BRUSTOLIN, C.; BIANCO, R.; NEVES, P. M. O. J. INSETICIDAS EM PRÉ E PÓS-EMERGÊNCIA DO MILHO (Zeamays L.), ASSOCIADOS AO TRATAMENTO DE SEMENTES, SOBRE Dichelopsmelacanthus (DALLAS) (HEMIPTERA: PENTATOMIDAE). Revista Brasileira de Milho e Sorgo, v. 10, n. 3, p. 215-223, 2012.

CASTRO, P. R. C.; ARAÚJO, D. K.; ANGELINI, B. G.; MENDES, A. C. C. M.; Biorreguladores na agricultura -- Piracicaba: ESALQ - Divisão de Biblioteca, 2016. 154 p. (Série Produtor Rural, nº Especial) Bibliografia. ISSN: 1414-4530.

COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - Acomp. safra bras. grãos, v. 5 Safra 2017/18 - Quinto levantamento, Brasília, p. 1-140 fevereiro 2018.

CUNHA, R. G.; LIMA, S. F.; ALVAREZ, R. C. F.; SIMON, C. A.; CONTARDI, L. M. Arranjo espacial e biorreguladores de crescimento na produtividade de milho. Revista de Ciêncas Agroambientais, v.14, n.2, 2016.

DAN, L.G. de M.; DAN, H. de A.; BARROSO, A. L. de L.; BRACCINI, A. de L. Qualidade fisiológica de sementes de soja tratadas com inseticidas sob efeito do armazenamento. Revista Brasileira de Sementes, v. 32, n. 2, p. 131-139, 2010.

DAN, L.G. de M; DAN, H. de A.; PICCININ, G. G.; RICCI, T. T.; ORTIZ, A. H. T. Tratamento de sementes com inseticida e a qualidade fisiológica de sementes de soja. Revista Caatinga, v. 25, n. 1, p. 45-51, 2012.

DOURADO NETO, D.; DARIO, J. A.; BARBIERI, A. P. P.; MARTIN, T. N. Ação de bioestimulante no desempenho agronômico de milho e feijão. BioscienceJournal, v. 30, n. 3. 2014.

EMBRAPA Milho e Sorgo. Sistemas de Produção, 2, ISSN 1679-012X Versão Eletrônica - 6 ª edição, 2010.

GRISI, P. U.; SANTOS, C. M.; FERNANDES, J. J.; DE SÁ, A. J. Qualidade das sementes de girassol tratadas com inseticidas e fungicidas. BioscienceJournal, v. 25, n. 4, 2009.

INMET- Instituto Nacional de meteorologia. Disponível em: . Acessado em: 23/10/2018.

KOLLING, D. F.; SANGOI, L.; ARRUDA, de S. C.; SCHENATTO, D. E.; GIORDANI, W.; MAJOLO, B. C. Tratamento de sementes com bioestimulante ao milho submetido a diferentes variabilidades na distribuição espacial das plantas. Ciência Rural, v. 46, n. 2, p. 248-253, 2016.

MELO, L. F.; FAGIOLI, M.; SUSSTRUNK, T. F. Tratamento de sementes de milho com fipronil e thiamethoxam e sua influência fisiológica nas sementes. Agropecuária técnica, v. 31, n. 2, p. 49-56, 2010.

PARISI, J. J. D.; MEDINA, P. F. Tratamento de sementes. Instituto Agronômico de Campinas, 2013.

SCHLOSSER, J.; BALZAN, A. L.; MARCONDES, M. M.; ROSSI, E. S.; MENDES, M. C.; MATCHULA, P. H.; KRUPA, P.; FARIA, M. V. Efeito de Diferentes Princípios Ativos de Inseticidas em Tratamento de Sementes na Cultura do Milho. In: CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO. 2012.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. Porto Alegre: Artmed, 2009. 819p.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-141

Refbacks

  • There are currently no refbacks.