Influenza aviária: vigilância ativa em criações avícolas de subsistência no entorno do Sítio de aves migratórias de Panaquatira, Maranhão, Brasil / Avian influenza: active surveillance on subsistence poultry farms around the Panaquatira migratory bird site, Maranhão, Brazil

Assuero Batista Feitosa Junior, Nancyleni Pinto Chaves Bezerra, Danilo Cutrim Bezerra, Luciano Santos da Fonseca, Roberto Carlos de Arruda Negreiros, Daniela Póvoas Rios, Viviane Correa Silva Coimbra

Abstract


O objetivo do estudo foi realizar o monitoramento sorológico e molecular das aves de subsistência do entorno (raio de 10 km) do Sítio de aves migratórias de Panaquatira, Maranhão, Brasil. Realizou-se o monitoramento em 35 propriedades com exploração de aves, onde foram amostradas 10 aves por propriedade, totalizando 350 aves. As coletas foram realizadas no período de abril a maio de 2018. Coletou-se amostras de sangue para obtenção de soro e swabs de cloaca e traqueia. Os soros foram submetidos ao teste de ágar-gel imunodifusão (AGID) os swabs foram analisadas pelo teste de Real Time PCR (qPCR). Os resultados comprovaram a ausência de atividade viral da IA em 100% das amostras analisadas. Conclui-se que a vigilância ativa e o monitoramento contínuo no entorno dos sítios de aves migratórios são importantes para evitar a introdução da doença nos plantéis avícolas locais.

 

 


Keywords


gripe aviária, monitoramento, aves residentes.

References


ABPA. Associação Brasileira Proteína Animal. Relatório anual, 2017. ABPA, São Paulo. On line. Disponível em: . Acesso em: 20 mai. de 2019

AZEVEDO JÚNIOR, S. M. Aves migratórias e a influenza aviária no Brasil. Revista CFMV, Brasília/DF, v. 12, n. 37, p. 80, 2006. Disponível em: . Acesso em: 22 mai. de 2019

BRASIL. Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Departamento de Saúde Animal. Plano de Contingência para Influenza Aviária e Doença de Newcastle. Versão 1.4. Brasília, 2013.

BRASIL. Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Instrução Normativa n. 32 de 13 de maio de 2002. Normas Técnicas de Vigilância para doença de Newcastle e Influenza Aviária, e de controle e erradicação para a doença de Newcastle. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 14 mai. 2002, Seção 1, p. 28.

BRASIL. Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Manual do Sistema Nacional de Informação Zoossanitária - SIZ. Brasília: MAPA/ACS, 2013. Recuperado em 10 agosto, 2018, de http//: www.agricultura.gov.br/assuntos/sanidade-animal-e-vegetal/saude-animal/arquivos-das-publicacoes-de-saude-animal/manual_siz_09_12_2013.pdf/view.

BRASIL. Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Memo. Circular DSAV nº 58 de 10 setembro 2018. Minuta de Memorando Circular de encaminhamento do Relatório Final do Estudo para Avaliação de Circulação dos Vírus de Influenza Aviária (IA) e da Doença de Newcastle (DNC) em Plantéis Avícolas Industriais. Disppnível em: . Acesso em: 15 jan. de 2019.

CARVALHO, D. L. & RODRIGUES, A.A.F. Spatial and temporal distribution of migrant shorebirds (Charadriiformes) on Caranguejos Island in the Gulf of Maranhão, Brazil. Revista Brasileira de Ornitologia, Rio Grande/RS, v. 19, n. 4, p. 486-492, 2011.

COSTA, L. de S. et al. Indústria de frango de corte no mundo e no Brasil e a participação da indústria avícola paranaense neste complexo. Ciências Sociais em Perspectiva, Cascavel, v. 14, n. 27, p. 319-341, 2015. Disponível em: . Acesso em: 20 mai. de 2019. doi: 10.5935/rcsp.v14i27.13245.

EL-ZOGBY, E. F. et al. Active surveillance of avian influenza vírus in backyards in Egypt. Jornal of Applied Poutry Research, v. 20, n. 4, p. 584-588, 2011.

FRANCO, A. S. M. A avicultura no Brasil. Análise Conjuntural, Curitiba, v. 39, n. 1-2, p. 10-11, 2017. Disponível em: . Acesso em: 20 mai. de 2019.

GALVÃO JÚNIOR, J. G. B. et al. Diagnóstico da realidade dos criatórios de aves na comunidade base física – Ipanguaçu/RN. Holos, Natal, v. 4, p. 120-126, 2009. Disponível em: . Acesso em: 12 jun. de 2019. doi: 10.15628/holos.2009.354.

ICMBio - Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade. Relatório anual de rotas e áreas de concentração de aves migratórias no Brasil. Cabedelo, PB: CEMAVE/ ICMBio. 2016. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. de 2019.

HADIPOUR, M.M. et al. Prevalence of Antibodies to H9N2 Avian Influenza Virus in Backyard Chickens around Maharlou Lake in Iran. Pakistan Veterinary Journal, v. 31, n. 3, p. 192-194, 2011. Disponível em: . Acesso em: 22 mar. de 2019.

MARKS, F. S. Inquérito epidemiológico de doenças respiratórias em aves de subsistência e modelagem de espalhamento de influenza aviaria no Rio Grande do Sul. 2014. 143f. Tese (Doutorado em Ciências Veterinárias) – Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

OIE. Word Organisation for Animal Heath. Avian Influenza (infection with avian influenza viruses). In: Manual of diagnostic tests and vacines for terretrial animals. Paris: OIE, 2015. Disponível em: . Acesso em: 15 jan. de 2019.

OXFORD, J. S.; GILL, D. Unanswered questions about the 1918 influenza pandemic: Origin, pathology, and the virus itself. Lancet Infect. Dis, v. 18, n. 11, p. 348-354, 2018. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. de 2019. doi: 10.1016/S1473-3099(18)30359-1

PEDROSA, K. Y. F. et al. Characterizing the subsistance poultry breeding around a poultry matrix farm in Balsas county, Maranhão state, Brazil. Acta Veterinaria Brasilica, v. 13, p. 147-152, 2019. Disponível em: . Acesso em: 13 set. de 2019. doi: 10.1016/S1473-3099(18)30359-1.

REISCHAK, D. Virus da influenza aviária: monitoramento em aves de subsistência criadas no entorno de sítios migratórios no Brasil. 2016. 137f. Tese (Doutorado em Epidemiologia experimental aplicada às zoonoses) – Universidade de São Paulo.

SILVA FILHO, J. B. Ecobiologia de hemosporideos em aves silvestres coabitando com aves domésticas em povoados adjacentes ao sitio migratório de Panaquatira Município de São José de Ribamar. 2014. 89f. (Dissertação de Mestrado). Universidade Estadual do Maranhão - UEMA, São Luís, MA, Brasil.

SULTANA, R., et al. Backyard poutry raising in Bangladesh: a valued resource for the villagers and a setting for zoonotic transmission of avian influenza. A qualitative study. Rural Remote Health, v. 12 n. 3, p. 01-14, 2012. Disponível em: . Acesso em: 12 jun. de 2019.

WOROBEY, M. et al. A synchronized global sweep of the internal genes of modern avian influenza virus. Nature, v. 508, p. 254-257, 2014. Disponível em: . Acesso em: 12 jun. de 2019. doi: 10.1038/nature13016.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-085

Refbacks

  • There are currently no refbacks.