Utilização de quitosana na conservação dos alimentos / Use of chitosan in food conservation

Dayane de Melo Barros, Ana Paula Ferreira da Silva, Danielle Feijó de Moura, Marcela de Albuquerque Melo, José Hélio Luna da Silva, Tamiris Alves Rocha, Francyelle Amorim Silva, Gerliny Bezerra de Oliveira, Sandrelli Meridiana de Fátima Ramos dos Santos Medeiros, Iago Dillion Lima Cavalcanti, Daniel Charles dos Santos Macêdo, José Cleberson Santos Soares, Silvio Assis de Oliveira Ferreira, Tâmara Thaiane Almeida Siqueira, Andreza Roberta de França Leite, Maurilia Palmeira da Costa, Marcelino Alberto Diniz, Amanda Suellen Santana Alves, Jaciane Maria Soares dos Santos, Roberta de Albuquerque Bento da Fonte

Abstract


Nos últimos anos, a quitosana tem sido referenciada como um importante biopolímero a ser utilizado na conservação de alimentos devido a sua propriedade antimicrobiana frente a microrganismos patogênicos e deteriorantes. Desse modo, o presente estudo teve como objetivo identificar evidências disponíveis na literatura acerca da utilização de quitosana no setor de alimentos com ênfase na sua propriedade conservante. Para isso, foi realizada uma revisão narrativa através de busca em bancos de dados eletrônicos sobre a quitosana e sua propriedade conservante (antimicrobiana) em alimentos. Através dos dados obtidos, pode-se verificar que a atividade antimicrobiana da quitosana avaliada in vitro difere quando adicionada na matriz alimentar, o que requer a utilização da mesma em concentrações específicas conforme o tipo de alimento. A quitosana demonstra eficiência na inibição de vários microrganismos de interesse em alimentos tais como: Staphylococcus aureus, Bacillus cereus, Escherichia coli, Listeria monocytogenes, Salmonella entérica, entre outros e tem sido utilizada na conservação de frutas, macarrão, sardinha, molho de soja e laticínios. Logo, a quitosana é uma substância natural com potencial promissor para assegurar a segurança microbiológica e qualidade dos alimentos.


Keywords


Biopolímero. Conservação de Alimentos. Quitosana. Propriedade antimicrobiana.

References


ABREU, F. O. M. S. et al. Propriedades e características da quitosana obtida a partir do exoesqueleto de caranguejo-uçá utilizando radiação de micro-ondas. Polímeros, v. 23, n.5, 2013.

AIROLDI, C. A. relevante potencialidade dos centros básicos nitrogenados disponíveis em polímeros inorgânicos e biopolímeros na remoção catiônica. Química Nova, v. 31, n. 1, p.144-153, 2008.

ALBUQUERQUE, R. B. et al. Perspectiva e potencial aplicação de quitosana como inibidor de Listeria monocytogenes em produtos cárneos. Revista Iberoamericana de Polímeros, v.10, p.260-274, 2009.

ALTIERI, C. et al. Use of Chitosan to Prolong Mozzarella Cheese Shelf Life. Journal of Dairy Science, v. 88, n. 8, p. 2683-2688. 2005.

ANDRADE, G. S. et al. Technological forecasting of Chitosan, Silk Fibroin and Xanthan Gum as biomaterials for Scaffolds-3D. Revista GEINTEC-Gestão, Inovação e Tecnologias, v. 10, n. 1, p. 5279-5288, 2020.

ASSIS, A. S. Produção e caracterização do biofilme de quitosana como envoltório protetor em morangos. 2009. 86 f. Tese (Doutorado em Nutrição). Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.

ASSIS, O. B. G.; LEONI, A. M. Filmes comestíveis de quitosana: ação biofungicida sobre frutas fatiadas. Revista de Biotecnologia, Ciência e Desenvolvimento, n. 30, p.33-38, 2003.

AVADI, M. R. et al. Diethylmethyl chitosan as na antimicrobial agent: Syntesis, characterization an antibacterial effects. European Polymer Journal, n. 40, p. 1355-1361, 2004.

BAUTISTA-BAÑOS, S. et al. Chitosan as a potencial natural compound to control pre and postharvest diseases of horticultural commodities. Crop Protection, v.25, p.108-118, 2006.

BAUTISTA-BAÑOS, S.; HERNÁNDEZ- LÓPEZ, M.; BOSQUEZ-MOLINA, E. Growth inhibition of selected fungi by chitosan and plants extracts. Journal of Phytopathology, v.22, p. 178-186, 2004.

BENTO, R.A.; STAMFORD T.L.M.; STAMFORD, T.C.M.; ANDRADE, S.A.C.; SOUZA, E.L. Sensory evaluation and inhibition of Listeria monocytogenes in bovine pâté added of chitosan from Mucorrouxii. Food Science and Technology, v. 44, n.2, p. 588-591, 2011.

BERTOLINO, J.F. Biomaterial de quitosana, gelatina e óleo de pequi: obtenção, caracterização, avaliação da biocompatibilidade e da atividade antimicrobiana. 2018. 71f. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal), Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018.

BOTREL, D. A. et al. Qualidade de alho (Allium sativum) minimamente processado envolvido com Revestimento comestível antimicrobiano. Ciências e Tecnologia dos Alimentos, v. 27, n. 1, 2007.

CAMPANA FILHO, S. P.; DESBRIÈRES, J. Chitin, Chitosan and Derivatives. Natural polymers and agrofibers based composites, p.41-71, 2000.

CAMPANA FILHO, S.P.; SIGNINI, R. Efeito de aditivos na desacetilação de quitina. Polímeros: Ciência e Tecnologia, v. 11, n.4, p. 169-173, 2001.

CAMPANA-FILHO, S.P. et al. Extração, estruturas e propriedades de α- e β-quitina. Química Nova, v.30, n.3, p.644-650, 2007.

CARDOSO, M. B. Contribuição ao estudo da reação de desacetilação de quitina: estudos de desacetilação assistida por ultra-som de alta potência. 2008. 102f.Tese (Doutorado em Ciências), Universidade de São Paulo, São Carlos, 2008.

CHUNG, Y-C. et al. Relationship between antibacterial activity of chitosan and surface characteristics of cell wall. Acta Pharmacologica Sinica, v. 25, n. 7, p.932-936, 2004.

COSTA SILVA, H. S. R.; SANTOS, K. S. C. R.; FERREIRA, E.I. Quitosana: derivados hidrossolúveis, aplicações farmacêuticas e avanços. Química Nova, v. 29, n. 4, p. 776-785, 2006.

DAMIAN, C. Efeito da quitosana na digestibilidade aparente da gordura e na qualidade de salsichas Frankfurt. 2005. 154f.Tese (Doutorado em Ciência dos Alimentos), Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005.

DASH, M. et al. Chitosan - A versatile semi-synthetic polymer in biomedical applications. Progress in Polymer Science, v. 36, n. 8, p. 981-1014, 2011.

DEVLIEGHERE, F.; VERMEIREN, A.; DEBEVERE, J. Chitosan: antimicrobial activity, interactions with food components and applicability as a coating on fruits and vegetable. Food Microbiology, v.21, p.703-714, 2004.

DRESSLER, A.C. Propriedades reológicas de compósitos sol-gel de quitosana/glicerol/nanoelementos. 2008.70f. Dissertação (Mestrado em Química), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.

FAI, A. E. C. Potencial do efeito antibacteriano in vitro de quitosana extraída de Mucor circinelloides UCP 050: uma abordagem para uso em teste de conservação de alimentos. 2008. 112 f. Dissertação (Mestrado em Nutrição), Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.

FAI, A. E. C.; STAMFORD, T. C. M.; STAMFORD, T. L. M. Potencial biotecnológico de quitosana em sistemas de conservação de alimentos. Revista Iberoamericana de Polímeros, v.9, n.5, p.435-451, 2008.

FAKHOURI, F. M; FONTES, L. C. B; GONÇALVES, P. V. M; MILANEZ, C.R; STEEL, C. J; COLLARES-QUEIROZ, F. P. Filmes e coberturas comestíveis compostas à base de amidos nativos e gelatinas na conservação e aceitação sensorial de uvas Crimson. Ciência e Tecnologia de Alimentos, v.27, n.2, p 369-375, 2007.

HAN, C; LEDERER, C; McDANIEL, M; ZHAO, Y. Sensory Evaluation of Fresh Strawberries (Fragaria ananassa) Coated with Chitosan-based Edible Coatings. Journal Of Food Science, v. 70, n. 3, p. S172-S178, 2005.

HARISH PRASHANTH, K. V.; THARANATHAN, R. N. Chitin/chitosan: modifications and their unlimited application potential-an overview. Trends in Food Science e Technology, v.18, n.3, p.117-131, 2007.

HELANDER, I. M. et al. Chitosan disrupts the barrier properties of the outer membrane of Gram-negative bacteria. International Journal of Food Microbiology, v.71, p.235-244, 2001.

JEON, Y.J.; PARK, P.J.; KIM, S.K. Antimicrobial effect of chitooligosaccharides produced by bioreactor. Carbohydrate Polymers, v.44, n.1, p.71-76, 2001.

JORGE, P.C.S. et al. Maçã “Royal Gala” revestida com quitosana estocada à temperatura ambiente. Boletim do Centro de Pesquisa e Processamento de Alimentos, v. 29, n. 2, p. 253-264, 2011.

KNOWLES, J. R.; ROLLER, S. Efficacy of chitosan, carvacrol and a hydrogen peroxide-based biocide against foodborne microorganisms in suspension and adhered to stainless steel. Journal of Food Protection, n. 64, p. 1.542 - 1.548, 2001.

KUBOTA, N. et al. A simple preparation of half Nacetylated chitosan highly soluble in water and aqueous organic solvents. Carbohydrate Reserach, v.324, n.4, p.268-274, 2000.

KUMAR, M. N. V. R. A review and chitosan applications. Reactive and Functional Polymers, v.46, p.1-27, 2000.

LARANJEIRA, M. C. M.; FÁVERE, V. T. Quitosana: biopolímero funcional com potencial industrial biomédico. Química Nova, v.32, n.3, p.672-678, 2009.

LI, Y.; CHEN, X. G.; LIU, N.; LIU, C. S.; LIU, C. G.; MENG, X. H.; YU, L. J.; KENEDY, J. F. Physicochemical characterization and antibacterial property of chitosan acetates. Carbohydrate Polymers, v.67, n. 2, p.227-232, 2007.

LIFENG, Q. et al. Preparation and antibacterial activity of chitosan nanoparticles. Carbohydrate Research, v. 339, p. 2693-2700, 2004.

MALMIRI, H. J. et al. Development of an edible coating based on chitosan-glycerol to delay ‘Berangan’ banana (Musa sapientum cv. Berangan) ripening process. International Food Research Journal, v. 18, n. 3, p. 989-997, 2011.

MAZARO, S. M. et al. Comportamento pós-colheita de frutos de morangueiro após aplicação pré-colheita de quitosana e acilbenzolar-s-metil. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 30, n. 1, p. 185-190, 2008.

MUZZARELLI, R. A. A. et al. Current views on fungal chitin/chitosan, human chitinases, food preservation, glucans, pectins and inulin: A tribute to Henri Braconnot, precursor of the carbohydrate polymers science, on the chitin bicentennial. Carbohydrate Polymers, v. 87, p. 995-1012, 2012.

OLIVEIRA, P.G. Bioatividade de quitosana como cobertura comestível na inibição de Listeria monocytogenes. 2015. 121f. Dissertação (Mestrado em Saúde Humana e Meio Ambiente), Universidade Federal de Pernambuco, Centro Acadêmico de Vitória, 2015.

OUATTARA, B. et al. Inhibition of surface spoilage bacteria in processed meats by application of antimicrobial films prepared with chitosan. International Journal of Food Microbiology, v. 62, n.1, p.12, 2000.

RHOADES, J.; ROLLER, S. Antimicrobial Actions of Degraded and Native Chitosan against Spoilage Organisms in Laboratory Media and Foods. Applied and Environmental Microbiology, v. 66, n.1, p. 80-86, 2000.

RHOADES, J.; ROLLER, S. Antimicrobial Actions of Degraded and Native Chitosan against Spoilage Organisms in Laboratory Media and Foods. Applied and Environmental Microbiology, v. 66, n.1, p. 80-86, 2000.

RINAUDO, M. Chitin and chitosan: Properties and applications. Progress in Polymer Science, v.31, n.7, p.603-632, 2006.

RODRÍGUEZ, M. S., CENTURIÓN, M. E., AGULLÓ, E. Chitosan-yeast interaction in cooked food: influence of the Maillard reaction. Journal of FoodScience, v. 67, p. 2576-2578. 2002.

SAGOO, S. K.; BOARD, R.; ROLLER, S. Chitosan potentiates the antimicrobial action of sodium benzoate on spoilage yeasts. Letters in Applied Microbiology, v.34, p.168-172, 2002.

SANTOS, C. A. A. et al. Uso de quitosana e embalagem plástica na conservação pós-colheita de pêssegos ‘Douradão’. Revista Brasileira de Fruticultura, v.30, p.88-93, 2008.

SANTOS, J. E. Preparação, caracterização e estudos termoanalíticos de bases de shiff biopoliméricas e seus complexos de cobre. 2004. 124f. Tese (Doutorado em Ciências), Universidade federal de São Carlos, São Carlos, 2004.

SHAHIDI, F.; KAMIL, J.; JEON, Y. J.; KIM, S.K. Antioxidant role of chitosan in a cooked cod (Gadus Morhua) model system. Journal of Food Lipids, v.9, p.57-65. 2002.

SINGH, T. et al. Effect of chitosan on physiological, morphological, and ultra structural characteristics of wood-degrading fungi. International Biodeterioration & Biodegradation, v. 62, n. 2, p. 116-124, 2008.

SINGH, T. et al. Effect of chitosan on physiological, morphological, and ultrastructural characteristics of wood-degrading fungi. International Biodeterioration & Biodegradation, v. 62, n. 2, p. 116-124, 2008.

SINGLA, A.K.; CHAWLA, M. Chitosan: some pharmaceutical and biological aspects-an update. Journal of Pharmacy and Pharmacology, v.53, p. 1047-1067, 2001.

SOARES, N. F. F. et al. Antimicrobial edible coating in post-harvest conservation of guava. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 33, n. 1, p. 281-289, 2011.

SOUZA, J. R. Estudo da desacetilação da quitosana e obtenção de suas nanopartículas para aplicação em Engenharia de tecidos. 2017. 144f. Dissertação (Mestrado em Ciências) Doutorado, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.

SYNOWIECKI, J.; AL-KHATTEB, N.A. A. Production, properties, and some new applications of chitin and its derivatives. Critical Reviews in Food Science and Nutrition, v. 43, p.144-171, 2003.

TANADA-PALMU, P.S. et al. Recobrimento de sementes de brócolos e salsa com coberturas e filmes biodegradáveis. Bragantia, v. 64, n. 2, p. 291-297, 2005.

THARANATHAN, R.N.; KITTUR, F.S. Chitin - the undisputed biomolecule of great potential. Critical Reviews in Food Science and Nutrition, v.43, n.1, p.61-87. 2003.

TONHI E.; PEPLIS A. M. G. Obtenção e caracterização de blendas colágenoquitosana. Química Nova, v.25, n.6, p.943-948, 2002.

TSAI, G. J.; HWANG, S. P. In vitro and in vivo antibacterial activity of shrimp chitosan against some intestinal bacteria. Fisheries Science, v. 70, p. 675-681, 2004.

VARMA, A. J.; DESHPANDE, S. V.; KENNEDY, J. F. Metal complexation by chitosan and its derivatives: a review. Carboydrate Polymers, v. 55, n. 1, p. 77-93, 2004.

VEIGA, P. C. S. Estudos físico-químicos de N-acetilação de quitosanas em meio homogêneo. 2011. 101f. Dissertação (Mestrado em Ciências), Universidade de São Paulo, São Carlos, 2011.

YADAV, A. V.; BHISE, S. B. Chitosan: a potencial biomaterial effective against from shiitake stipes. Current Science, v.87, n.9, p 1176-1178, 2004.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-081

Refbacks

  • There are currently no refbacks.