Políticas públicas e proteção social ao adolescente infrator no município de Serra-ES / Public policies and social protection to the adolescent adolescent in the municipality of Serra-ES

Maria José Coelho dos Santos, César Albenes de Mendonça Cruz

Abstract


Este artigo é parte de uma dissertação de mestrado em andamento e está sendo realizado com o apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) – Brasil – Código de financiamento 001. O objetivo é analisar as medidas socioeducativas em meio aberto previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente, bem como sua aplicabilidade. As medidas socioeducativas possuem finalidades pedagógica educativa e levam em consideração a vulnerabilidade do público a qual se destina. O estudo tem como objetivo trazer algumas reflexões sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECRIAD), o ato infracional, medidas socioeducativas e o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE) como instrumento jurídico-político para concretização dos direitos dos adolescentes autores de ato infracional. O presente estudo se propõe a uma abordagem qualitativa de caráter documental e de pesquisa empírica de campo.


Keywords


Código de Menores. ECRIAD. SINASE. Medida Socioeducativa. Política de Atenção ao Adolescente.

References


BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, 1988.

______. Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente. Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo – SINASE. Brasília: Conanda, 2006.

______. Lei 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 13 jul. 1990.

______. Lei 12.594, de 18 de janeiro de 2012. Institui o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE). Diário Oficial da União, Brasília, 18 jan. 2012.

______. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Política Nacional de Assistência Social. Brasília: Secretaria Nacional de Assistência Social, 2004.

BUJES, M. I. E. O fio e a trama: as crianças nas malhas do poder. Educação e Realidade, v. 25, n. 1, p. 25-44, jan. /jun. 2000.

FALEIROS, V. P. Infância e processo político no Brasil. In: PILOTTI, F.; RIZZINI, I. (Org.). A Arte de governar crianças: a história das políticas sociais, da legislação e da assistência à infância no Brasil. 3. Ed. São Paulo: Cortez, 2011. Pp. 33-96.

LIMA, R. S. Crianças e Adolescentes em Situação de Abrigo: A Atuação do Assistente Social na Reintegração Familiar. 94 f. Trabalho de conclusão de curso de Graduação, Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro-UFRJ. Rio de Janeiro. Dezembro/2007.

MATOS, P. S. Aplicabilidade e eficácia das medidas socioeducativas impostas ao adolescente infrator. Curitiba 2011.

PRADO, A.C.G.C. O jovem egresso do sistema socioeducativo e seu acesso a políticas sociais: como prossegue a história? / Anihelen Cristine Gonçalves Cordeiro Prado. Franca: [s.n.], 2014. 129 f.

PRATES, F. C. Adolescente infrator: A prestação do Serviço à Comunidade. 1ª ed. Curitiba: Juruá, 2012. Rede AICA.

Rede de Atendimento Integral à Criança e ao Adolescente. Disponível em:. Acesso em: 6 mar. 2019.

RICARDO, J. S. O Acolhimento Institucional de Crianças e Adolescentes com Deficiência em face ao Direito à Convivência Familiar e Comunitária: Uma Análise do Contexto do Município do Rio de Janeiro. 2011. 112 f. Dissertação (mestrado) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, 2011.

RIZZINI, I. Crianças e menores: do pátrio poder ao pátrio dever. Um histórico da legislação para a infância no Brasil. In: RIZZINI, I. e PILOTTI, F. (orgs). A arte de governar crianças: a história das Políticas Sociais, da legislação e da assistência à infância no Brasil. 3. Ed. São Paulo: Cortez, 2011. Pp. 97-149.

______. A institucionalização de crianças no Brasil: percurso histórico e desafios do presente / Irene Rizzini, Irma Rizzini – Rio de Janeiro: Ed. PUC-Rio: São Paulo: Loyola, 2004.

SARAIVA, J. B. C. Adolescente em conflito com a lei: da indiferença à proteção integral: uma abordagem sobre a responsabilidade penal juvenil / Porto Alegre: livraria do Advogado, 2003.

SECRETARIA DE AÇÃO SOCIAL. Prefeitura Municipal de Serra. PMAS: Plano Municipal de Assistência Social, 2014 – 2017.

SILVA, M.L.O. Entre a proteção e punição: o controle sociopenal dos adolescentes. São Paulo, SP: Unifesp, 2011.

SPOSATO, K. (2013) Direito penal de adolescentes: elementos para uma teoria garantista. São Paulo: Saraiva.

TEJADAS, S. da S. Juventude e ato infracional: as múltiplas determinações da reincidência. Porto Alegre: Edipucrs, 2007.

VOLPI, M. O Adolescente e o ato infracional. 10. Ed. – São Paulo: Cortez, 2015.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-082

Refbacks

  • There are currently no refbacks.