Percepção dos consumidores que frequentam os mercados públicos em São Luís – MA sobre a comercialização de produtos de origem animal / Perception of consumers attending public markets in São Luís - MA on the marketing of products of animal origin

Thayrlla Pinto da Silva, Nancyleni Pinto Chaves Bezerra, Danilo Cutrim Bezerra, Tania Maria Duarte Silva, Adriana Prazeres Paixão, Cristianne dos Santo Pinto, Viviane Correa Silva Coimbra

Abstract


O perfil de consumo dos frequentadores dos mercados públicos mudou devido ao acesso a informações, campanhas de educação sanitária e um trabalho em conjunto dos órgãos oficiais e governo para que hábitos de consumidores de comprarem produtos de origem animal em temperatura ambiente mude. O presente trabalho teve como objetivo identificar o perfil dos consumidores de produtos de origem animal que frequentam os mercados públicos do município de São Luís – MA e suas percepções quanto aos aspectos higiênico-sanitário da comercialização destes produtos. O estudo foi realizado por meio de entrevistas dos consumidores utilizando roteiro compostos por quatro blocos de perguntas: i) características socioeconômicas; ii) indicadores de consumo de produtos de origem animal; iii) procedência dos alimentos de origem animal; e iv) segurança do alimento. O estudo inlcuiu 12 mercados onde forem entrevistados um total de 175 consumidores, no período de fevereiro a maio de 2019. Com os resultados encontrado constatou-se que no bloco características socioeconômicas, a maioria dos entrevistados é do sexo feminino (50,3%,) acima dos 50 anos (39,4%), com apenas o ensino médio completo (56,6%). Para os indicadores de consumo, 42% dos entrevistados consomem produtos de origem animal semanalmente e 33% diariamente. Já a procedência dos alimentos de origem animal, apenas 9,3% não se informa da procedência dos alimentos de origem animal, e reconhecem um alimento inspecionado através dos selos/carimbos (31,1%). No que se refere segurança dos alimentos, 12,0% não conhecem as doenças transmitidas por alimentos e 28,0% acreditam que apenas a verminose é uma doença transmitida pelos alimentos. Conclui-se que o público consumidor dos mercados públicos do município de São Luís – MA carecem de mais informação e orientação para que possam selecionar melhor os produtos de origem animal que adquirem nestes mercados.


Keywords


produtos de origem animal, mercados públicos, perfil de consumo.

References


ABIEC. Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne. Perfil da Pecuária no Brasil – Relatório Anual 2018. São Paulo, 2018.

ALBUQUERQUE, I.R.R. de; GOIS, G.C.; CAMPOS, F.S.; SILVA, T.S.; MATIAS, A.G. da S. Pesquisa de mercado: hábitos de compra e consumo de carne em Senhor do Bonfim – Bahia. Nutritime Revista Eletrônica on line, Viçosa-MG, v.14, n.2, p.5024-5029, 2017.

ARAÚJO JÚNIOR, G. M. Diagnóstico Educativo como ferramenta para sensibilização de atores sociais sobre a qualidade da carne bovina comercializada em dois mercados municipais de São Luís - MA. 2018. 120 f. Dissertação (Mestrado) – Curso Profissional em Defesa Sanitária Animal. Universidade Estadual do Maranhão, 2018.

ARAÚJO JÚNIOR, G. M.; PEDROSA, K. Y. F.; SILVA, H. T.; BEZERRA, D.C.; COIMBRA, V. C. S.; BEZERRA, N. P. C. Condições de comercialização da carne bovina em mercados municipais e percepção de atores sociais sobre a qualidade. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v.6, n.3, p.15369-15386, mar., 2020. ISSN 2525-8761.

BALBINOT, C. B. A percepção da qualidade da carne bovina pelo consumidor curitibano de um bairro de alto padrão x baixo padrão. 2014. 87 f. Trabalho de conclusão de MBA em Gestão de Agronegócio da Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2014.

BRASIL. Decreto nº 9.013, de 29 de março de 2017. Regulamenta a Lei nº 1.283, de 18 de dezembro de 1950, e a Lei nº 7.889, de 23 de novembro de 1989, que dispõem sobre a inspeção industrial e sanitária de produtos de origem animal. Brasília: Casa Civil, Subchefia para Assuntos Jurídicos, 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução n. 196, de 10 de outubro de 1996. Aprova as diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Brasília, Diário Oficial da União, 16 out. 1996.

BRASIL. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução n. 466, de 12 de dezembro de 2012. Aprova diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Brasília, Diário Oficial da União, 12 dez. 2012.

CAMPOS, I. F.; SILVA, E. M. M.; PAULA, A. H.; BARBOSA, W. M. Condições higiênico-sanitárias do peixe peroá (balistes capriscus) comercializado no Mercado Municipal de Guarapari (ES), antes e após intervenção. Revista da Associação Brasileira de Nutrição. São Paulo, SP, Ano 7, n. 2, p. 56-65, Jul-Dez. 2016. ISSN 2177-7527 (online).

CHAVES, N. P.; BEZERRA, D. C.; GANDRA, T. K. V.; GANDRA, E. A. Condições higiênico-sanitárias da bebida guaraná da Amazônia comercializada por vendedores ambulantes na cidade de São Luís, MA. Arquivos do Instituto Biológico, São Paulo, v. 82, p. 1-7, 2015.

CUNHA, Wallington Pereira da et al. PERFIL DE PRODUTORES RURAIS FRENTE ÀS ZOONOSES E MEDIDAS PROFILÁTICAS DE DOENÇAS EM REBANHOS BOVINOS. Extensão Rural, [S.l.], v. 19, n. 2, p. 93-108, nov. 2012. ISSN 2318-1796. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2020.

DINIZ, W. J. S.; ALMEIDA, R. B.; LIMA, C. N.; OLIVEIRA, R. R.; QUIRINO, W. A.; BRANDESPIM, D. F. Perfil do consumidor e sua percepção sobre os aspectos higiênicos da comercialização de carnes em feiras livres. Acta Veterinária Brasílica, v.6, n.3, p.223-355, 2012.

BGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Indicadores Sociais Municipais: uma análise dos resultados do universo do Censo Demográfico 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2011.

LUNDGREN, P.U.; SILVA, J.A.; MACIEL, J.F.; FERNANDES, T.M. Profile of the hygienic-sanitary quality of bovine meat marketed at free markets and public markets of João Pessoa/PB-Brasil. Alimentos e Nutrição, Araraquara, v.20, n.1, p.113-119, 2009.

MACEDO, L. S. O.; ROCHA, T. S.; SILVA, M. J. M.; SOUZA, R. P.; DIAS, L. P. Avaliação microbiológica de bebida energética guaraná da Amazônia comercializada em Teresina, Piauí. In: IV CONGRESSO DE PESQUISA E INOVAÇÃO DA REDE NORTE E NORDESTE DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA, 2009, Belém. Anais...CONNEPI, 2009.

MARTINS, A. G.; FERREIRA, A. C. S. Caracterização das condições higiênico-sanitárias das feiras livres da cidade de Macapá e Santana-AP. Revista Arquivos Científicos, v. 1, n.1, p. 28-35, 2018.

NAVARRO, G.N.L. Diagnóstico educativo sobre a visão de clientes, açougueiros e proprietários de açougues/representantes do estabelecimento em relação aos Serviços de Inspeção na Região Central do município de Lauro de Freitas – BA. 2014. 72 f. Monografia (Especialização em Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal) – União Metropolitana para o Desenvolvimento da Educação e Cultura, Lauro de Freitas - BA, 2014.

OSHIIWA, M.; REPETTI, L.; TEMOTEO, M. M.; LABATE, B. Y.; PEREIRA, A. B.; NUNIS, J. B. Perfil e atributos que influenciam na decisão de compra dos consumidores de carnes em dois supermercados de médio porte na cidade de Marília/SP. UNIMAR CIÊNCIAS. Marília/SP, v. 26, (1-2), p. 95-113, 2017.

PINHEIRO, M. C.; GOMES, F. E; LOPES, G. N. Perfil e Preferência de Consumo da Carne Bovina na Cidade de Boa Vista-RR. ISSN 1982-8470. Agro@mbiente On-line. Boa Vista. vol.2, n. 1, jan/jun, 2008.

PUGA, L. C.; HERINGE, P. Serviço de inspeção estadual de produtos de origem anima: uma visão pela Coordenadoria Regional de Juiz de Fora – MG. 2008. Dissertação. Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos. Universidade Federal de Viçosa. Viçosa, 2008.

SANTOS, L. M.; ROCHA, J. R.; CASALE, D. S.; PINHEIRO JÚNIOR, O. A. Importância do médico veterinário na produção de alimentos de origem animal, para a saciedade: revisão de literatura. Revista científica eletrônica de medicina veterinária. v. 4, n. 8, 2007.

SILVA FILHO, A. B.; PONTES, J. F.; MOROTO FILHO, L. M.; CARNEIRO, M. P. L. S. F.; SILVA, T. B.; ALMEIDA, T. J. O.; SILVA, A. F. A. Percepção do consumidor sobre a higiene na comercialização de carnes em feira livre da cidade de Garanhuns – PE. Revista Brasileira de Higiene e Sanidade Animal. v.12, n.4, p. 428-436, 2018.

ZAR, J. H. Biostatistical analysis. Third editions Prentice-Hall International Editions, New Jersey. 1996.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-036

Refbacks

  • There are currently no refbacks.