Professores Iniciantes: em busca da construção da identidade / Beginning Teachers: in search of identity construction

Ana Lucia Cavalca Fernandes Franco de Oliveira, Fatima Roseni da Costa, Paula Regina da Costa, Virginia Mara Próspero da Cunha

Abstract


Esta investigação, de caráter qualitativo, teve como objetivo analisar a primeira experiência do professor em sala de aula. Pesquisas apontam a necessidade de estudos nessa fase inicial, em que os professores vivenciam o “choque da realidade”. No momento em que ele deixa de ser aluno e passa a ser professor, tendo que adequar teorias estudadas na formação inicial e às práticas em sala de aula. Foi selecionado um grupo de três professoras da rede municipal de uma cidade do interior do estado de São Paulo, do Ensino Fundamental que responderam a um roteiro de questões semiestruturadas, numa linguagem simples e direta. Observou-se no levantamento de dados a constância de palavras como: medo, insegurança, falta de apoio das gestões escolares, certeza e expectativa de progresso profissional, e clareza de que a formação inicial não prepara professores para a prática em sala de aula. Diante disso, é possível perceber a necessidade de novos estudos e propostas educacionais que direcionem e favoreçam o professor iniciante. Os estudos basearam no referencial bibliográfico: Gatti (2010), Huberman (2000), Tardiff (2002), Nóvoa (1992, 1995, 2000, 2002), Garcia (1993).


Keywords


Professores Iniciantes. Identidade Profissional. Prática Docente. Formação de Professores.

References


Brasil. Lei n. 9394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 23 dez. 1996. Disponível em < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em 09 de julho de 2019.

DEWEY, J. Logic: the theory of inquiry. Nova York: Henry Holt and Company, 1938

GARCIA, C. M. Formação de professores: para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora, 1999.

GARCIA, C. M. O professor iniciante, a prática pedagógica e o sentido da experiência. Autêntica, Universidad de Sevilla.,2010, p. 11-49.

GATTI, B. A. Licenciaturas: crise sem mudança? In: DALBEN, Ângela et al. (Org.). Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. p. 485-509. (Didática e prática de ensino).

GATTI, B. A. et al. Formação de professores para o ensino fundamental: instituições formadoras e seus currículos. Estudos & Pesquisas Educacionais, Fundação Victor Civita, São Paulo, n. 1, p. 95-138, 2010.

GATTI, B. A.; BARRETTO, E. S. de S.; ANDRÉ, M. E. D. A. Políticas docentes no Brasil: um estado da arte. Brasília, DF: UNESCO, 2011.

HUBERMAN, M. O ciclo de vida profissional dos professores. In: Nóvoa, Antonio (org.). Vidas de professores. Porto: Porto Editora, 2000. 214p. p.31-61.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. de A. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

LIBÂNEO, J. C. Organização e gestão da escola: teoria e prática. Goiânia: Alternativa, 2001.

NÓVOA, A. Formação de professores e formação docente. In: Os professores e a sua formação, do mesmo autor. Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1992.

NÓVOA, A. Formação de professores e trabalho pedagógico. Lisboa: Educa, 2002.

NÓVOA, A. Nada substitui um bom professor: propostas para uma revolução no campo da formação de professores. In: GATTI, B. A. et al (Org.). Por uma política nacional de formação de professores. São Paulo: Editora Unesp, 2013, p.199- 217.

NÓVOA, A. O passado e o presente dos professores. In: ______ (Org.). Profissão professor. 2. ed. Porto: Porto Editora, 1999, p. 13- 34.

NÓVOA, A. Os professores e as histórias da sua vida. In: ______. Vidas de professores. 2 ed. Porto: Porto Editora, 1995, p. 11-30.

NÓVOA, A. (org.). Vidas de professores. 2a ed. Porto: Porto Editora, 2000.

NÓVOA, A. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis/RJ: Vozes, 2002.

TARDIF, M. A profissionalização do ensino passados trinta anos: dois passos para frente, três para trás. Educação & Sociedade. Campinas/SP, v.34, n. 123, abr.- jun. 2013, p. 551- 571.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-034

Refbacks

  • There are currently no refbacks.