As externalidades negativas a partir do uso de agrotóxicos / Negative externalities from the use of agricultures

Milla Cristina Santos da Cruz, Raissa Jennifer da Silva de Sá, Ana Paula dos Santos Silva, Nathalia de Souza Lima, Sabrina Pereira de Assunção, Lucas Edward Nascimento Gomes, Maria José Conceição dos Santos, Paulo Sérgio Araújo da Silva

Abstract


O modelo agrícola brasileiro encontra-se altamente vinculado à utilização de grandes quantidades de agrotóxicos. Esta pesquisa objetivou discutir as externalidades negativas geradas para a saúde humana e para o meio ambiente decorrentes do uso de agrotóxicos no processo produtivo do agronegócio. O método utilizado nessa pesquisa foi o dedutivo, pois tem o objetivo de explicar o conteúdo por meio de duas premissas, que parte da análise do geral reconhecidos como verdadeiros e indiscutíveis, apresenta abrangência qualitativa, e possui natureza básica. E em relação à pesquisa, é classificada como exploratória, com procedimentos de pesquisa bibliográfica, sobre as externalidades negativas para o meio ambiente e a sociedade, cujo recorte temporal situou-se entre 2009 e 2019, excetua-se a (BRASIL, 1989) e (NEWMAN, 1978). Por meio das análises bibliográficas, pode-se afirmar que as principais externalidades encontradas e identificadas foram: impactos ocasionados na saúde humana e meio ambiente, causadas pela exposição e utilização de forma inadequada a compostos químicos, além da contaminação de solos e rios e danos a fauna aquática.


Keywords


Agronegócio. Agrotóxicos. Danos à saúde humana. Impactos ambientais

References


CALHEIROS, D. F.; FERRACINI, V. L.; QUEIROZ, S. C. N. Contaminação por agrotóxicos nas águas da bacia do Alto Paraguai. In: SEMINÁRIO DE AGROECOLOGIA DE MATO GROSSO DO SUL, 3.; ENCONTRO DE PRODUTORES AGROECOLÓGICOS DE MS, 2010, Corumbá, MS. Anais... Dourados: Embrapa Agropecuária Oeste; Corumbá: Embrapa Pantanal; Campo Grande: Embrapa Gado de Corte, 2010., 2010.

CASTRO, M. G. G. M.; FERREIRA, A. P.; MATTOS, I. E. Uso de agrotóxicos em assentamentos de reforma agrária no Município de Russas (Ceará, Brasil): um estudo de caso. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 20, n. 2, p. 245-254, 2011.

FERREIRA, M. L. P. C. A pulverização aérea de agrotóxicos no Brasil: cenário atual e desafios. Revista de Direito Sanitário, v. 15, n. 3, p. 18-45, 2014.

FRANCO, C. R.; PELAEZ, V. Antecedentes da Lei Federal de Agrotóxicos (7.802/89): o protagonismo do movimento ambientalista no Rio Grande do Sul. InterSciencePlace, v. 12, n. 4, 2017.

GERHARDT T. E.; SILVEIRA D. T. Métodos de pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

MOREIRA, J. C.; PERES, F.; SIMÕES, A. C.; PIGNATI, W. A.; DORES, E. C.; VIEIRA, S. N.; STRÜSSMANN, C.; MOTT, T. Contaminação de águas superficiais e de chuva por agrotóxicos em uma região do estado do Mato Grosso. Ciência & Saúde Coletiva, v. 17, p. 1557-1568, 2012.

NETO, E. N.; LACAZ, F. A. C.; PIGNATI, W. A. Vigilância em saúde e agronegócio: os impactos dos agrotóxicos na saúde e no ambiente. Perigo à vista. Ciência & Saúde Coletiva, v. 19, n. 12, p. 4709-4718, 2014.

NEWMAN, H. H. Strategic groups and the structure-performance relationship. The Review of Economics and Statistics, p. 417-427, 1978.

OLIVEIRA, N. P.; MOI, G. P.; SANTOS, M. A.; SILVA, A. M. C.; PIGNATI, W. A. Malformações congênitas em municípios de grande utilização de agrotóxicos em Mato Grosso, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, v. 19, p. 4123-4130, 2014.

PIGNATI, W. A.; LIMA, F. A. N. S.; LARA, S. S.; CORREA, M. L. M.; BARBOSA, J. R.; LEÃO, L. H. C.; PIGNATI, M. G. Distribuição espacial do uso de agrotóxicos no Brasil: uma ferramenta para a Vigilância em Saúde. Ciência & Saúde Coletiva, v. 22, p. 3281-3293, 2017.

PRODANOV C. C.; FREITAS E. C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico: 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

RIBEIRO, C. S.; ROCHA, E. G. Externalidades negativas decorrentes do uso de agrotóxicos e a insegurança alimentar: uma análise da atuação do Supremo Tribunal Federal. Revista de Direito Agrário e Agroambiental, v. 3, n. 1, p. 23-41, 2017.

SANTOS, J. C. O uso do agrotóxico: o caso do cultivo de abacaxi no município de Sapé PB. 2013. Monografia. (Graduação em Bacharelado e Licenciatura em Geografia) -

Universidade federal da Paraíba, 2013.

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2017.

SILVA, D. R. O.; AVILA, L. A.; AGOSTINETTO, D.; MAGRO, T. D.; OLIVEIRA, E.; ZANELLA, R.; NOLDIN J. A. Monitoramento de agrotóxicos em águas superficiais de regiões orizícolas no sul do Brasil. Ciência Rural, Santa Maria, v. 39, n. 9, p. 2283-2389, 2009.

SILVA, N. D. B. As externalidades negativas do uso de agrotóxicos e a qualidade de vida no trabalho: o caso dos produtores de morango do Assentamento Betinho–DF. 2017. Dissertação. (Mestrado em Agronegócios) - Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Universidade de Brasília, Brasília, 2017.

SILVEIRA, D. T.; CÓRDOVA, T. E. A pesquisa científica, em Gerhardt, T. E. e Silveira, D. T. (org.). Métodos de pesquisa. Editora de UFRGS, p. 31-42, 2009.

SOUZA, A.; MEDEIROS, A. R.; SOUZA, A. C.; WINK, M.; SIQUEIRA, I. R.; FERREIRA, M. B. C.; FERNANDES, L., HIDALGO, M. P. L.; TORRES, I. L. S. Avaliação do impacto da exposição a agrotóxicos sobre a saúde de população rural. Vale do Taquari (RS, Brasil). Ciencia & saude coletiva, v. 16, n. 8, p. 3519-3528, 2011.

SOUZA, J. L. N. O uso de agrotóxicos entre produtores de hortaliças na localidade rural do Passo do Vigário, Viamão/RS. 2011. Monografia. (Graduação Tecnológico em Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural – PLAGEDER) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2011.

TAVELLA, L. B.; SILVA, Í. N.; FONTES, L. O.; DIAS, J. R. M.; SILVA, M. I. L. O uso de agrotóxicos na agricultura e suas consequências toxicológicas e ambientais. Agropecuária Científica no Semiárido, v. 7, n. 2, p. 06-12




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-013

Refbacks

  • There are currently no refbacks.