“Estado da arte” sobre o cultivo de oliveiras: uma abordagem sobre a colheita /"State of art" on cultivation of olive trees: a harvest approach

Tiago Gonçalves Lopes, Airton dos Santos Alonço, Gessieli Possebom, Mayara Torres Mendonça, Rômulo Bock, Henrique Eguilhor Rodrigues, Wagner Alexandre Silveira da Cruz

Abstract


A conscientização da sociedade sobre a importância da alimentação saudável e dos benefícios que o azeite de oliva traz à saúde, têm aquecido a economia brasileira e motivado produtores, associações e empresas a investirem na implantação de novos olivais em todo o país. Em consequência, a cada nova safra ocorre a expansão da área de colheita, logo, dos custos de produção. Assim, levando em consideração que os custos de colheita representam um elevado percentual dos custos totais, é indispensável conhecer as características de cada método de colheita, e quais aspectos devem ser levados em consideração no momento de sua escolha. Para isso, o presente trabalho constitui-se de uma revisão narrativa descrevendo o estado da arte do cultivo de oliveiras com enfoque no processo de colheita, sob o ponto de vista teórico e contextual. Analisando criticamente, foi possível observar que os métodos de colheita manuais requerem abundância em mão de obra devido a sua baixa eficiência operacional. A colheita mecanizada, é uma alternativa a este problema, além de possibilitar redução dos custos de produção. No entanto, a escolha da colhedora ideal depende entre outros fatores, do objetivo de produção, da escala de área cultivada, bem como de mão de obra especializada.


Keywords


Mecanização agrícola. Colhedoras. Olea europaea.

References


BERNARDO, W. M; NOBRE, M. R. C; JANETE, F. B. A prática clínica baseada em evidências. Parte II: buscando as evidências em fontes de informação. Revista da Associação Médica Brasileira, São Paulo, v.50, n. 1, p. 1-9, 2004.

BOTELHO, L. L. R.; CUNHA, C. C. de A.; MACEDO, M. O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Gestão e Sociedade. Belo Horizonte, v.5, n. 11, p. 121-136, 2011.

ROTHER, E. T. Revisão sistemática x revisão narrativa. Acta Paulista de Enfermagem, São Paulo, v.20, n. 2, p. 5-6, 2007.

CATALÁN, H. La recolección de la aceituna y su incidencia en la rentabilidad del olivar Revista Agropecuária. 2009.

COUTINHO, E. F. et al. (org.). Oliveira: aspectos técnicos e cultivo no Sul do Brasil. Brasília: EMBRAPA, 2015. 196 p.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Oliveira: aspectos técnicos e cultivo no Sul do Brasil. Brasília, DF: Embrapa, 2016.

EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DE MINAS GERAIS - EPAMIG. Oliveira no Brasil: tecnologias de produção. Belo Horizonte, MG: Epamig, 2012.

GOMES, R. P. A olivicultura no Brasil. São Paulo, SP: Nodel, 1979.

IBRAOLIVA – Instituto Brasileiro de Olivicultura. Disponível em: < https://www.ibraoliva.com.br/>. Acesso em: out. 2019.

KIST, B. B. et. tal. Pioneirismo em grande estilo. Anuário Brasileiro das Oliveiras. Gazeta: Santa Cruz do Sul, 2019.

OLIVAPEDIA – Um blog para os entusiastas das oliveiras, azeites e azeitonas. Disponível em: < https://olivapedia.com/page/2/>. Acesso em: out. 2019.

VILAR J.; PEREIRA, J. E. La olivicultura internacional Difusión histórica, análisis estratégico y visión descriptiva. Fundación Caja Rural de Jaén. Espanhã, 2018. Disponível em: Acesso em set. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n4-009

Refbacks

  • There are currently no refbacks.