A relação entre orientador e orientando no processo de produção científica / The relationship between guiding and guiding in the scientific production process

Eli Fernanda Brandão Lopes, Geslaine Benevenuto de Souza, Leticia Szulczewski Antunes da Silva, Juliana Galete, Michael Wilian da Costa Cabanha, Joelson Henrique Martins De Oliveira, Alex Sander Cardoso de Souza Vieira, Raquel Santiago Hairrman, Izabela Rodrigues de Menezes, Letícia Nakamura, Giovana Ayumi Aoyagi, Maria de Fátima Bregolato Rubira de Assis, Edivania Anacleto Pinheiro Simões

Abstract


O processo de desenvolvimento científico e tecnológico tem como elemento fundamental a orientação. Ao mesmo tempo em que a relação orientador/orientando oferece benefícios, de forma bilateral, sendo eles o treinamento/formação de investigadores/pesquisadores e a produção científica, também gera tensões e conflitos que impactam na produtividade e qualidade da pesquisa acadêmica. Objetivo: Analisar a relação entre orientador e orientando na produção científica durante o processo de orientação. Método: Trata-se de um estudo de revisão de literatura que utilizou artigos da base de dados da Scielo e do Portal Periódicos CAPES. As palavras chaves utilizadas na busca foram “orientador”, “orientando”, “relação”. Sendo encontrados nove artigos na base de dados da Scielo e 76 no Portal de Periódicos da CAPES. Utilizando-se, para este estudo, os artigos científicos revisados por pares, relacionados ao tema, publicados no período de 1995 a 2019. Resultados: A relação entre orientador e orientando constitui-se de uma via de mão dupla que requer disponibilidade, dedicação, responsabilidade e o cumprimento dos prazos estabelecidos por ambas as partes. Conclusão: O processo de orientação é imprescindível para produção do conhecimento, que pode ser afetada se a relação entre orientador e orientando não for adequada e proveitosa. Neste sentido, ressalta-se a necessidade de fomento a novas pesquisas sobre a temática.


Keywords


Orientador, orientando, orientação, relação.

References


AMARAL, J. A.; AIRES, F. J. F.; LIMA, H.F. “Subindo a Ladeira” do Conhecimento: Reflexões Sobre Ciência e Método Científico no Ensino Médio do IFRN-MOSSORÓ. Holos, [S.l.], v. 5, p. 194-205, mar. 2011. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/571/400. Acesso em: 31 dez. 2019.

BRANDT, C. F.; LAROCCA, P. Changes in the research proposals of master students: a contribution to the training of researchers. Revista Brasileira de Pós-Graduação, Brasília, v. 6, n. 11, p. 144 -171, dez. 2009

COSTA, F. J.; SOUSA, S. C. T.; SILVA, A. B. Um modelo para o processo de orientação na pós-graduação. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 11, n. 25, p. 823–852, 2015.

DROESCHER, F. D.; SILVA, E. L. O pesquisador e a produção científica. Perspect. ciênc. inf.,Belo Horizonte, v. 19, n. 1, p. 170-189, mar. 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362014000100011&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 31 dez. 2019.

FERREIRA, L. M.; FURTADO, F.; SILVEIRA, T. S. Advisor-advisee relationship. The multiplier knowledge. Acta Cir. Bras., São Paulo, v. 24, n. 3, p. 170-172, jun. 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-86502009000300001&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 31 dez. 2019.

FILGUEIRA, J. M. et al. Metodologia de Ensino Orientada Para Projetos: Um Estudo de Caso da Disciplina de Estatística Aplicada do Curso de Gestão Ambiental do CEFET/RN. Holos, [S.l.], v. 1, p. 70-82, dez. 2007. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/7/8. Acesso em: 02 jan. 2020.

GANDRA, T. K.; ROCHA, J. A. P. Orientação acadêmica como espaço de integração intelectual, social e afetiva. Informação em Pauta, v. 4, n. Especial, p. 83-100, maio 2019. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/informacaoempauta/article/view/41208. Acesso em: 02 jan. 2020.

GIANEZINI, K. et. al. A formação da carreira científica no âmbito de grupos de pesquisa: percepções e práticas de iniciação científica em um curso de direito. Holos (Natal. Online), v. 4, p. 339-351, 2016.

GRÁCIO, M. C. C. Colaboração científica: indicadores relacionais de coautoria. Brazilian Journal of Information Studies: Research Trends, v. 12, n. 2, p. 24- 32, 2018. Disponível em: http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/bjis/article/view/7976/0. Acesso em: 03 dez. 2018

GULASSA, D. C. R. et. al. Considerações sobre o processo de orientação de monografia em Psicodrama. Rev. bras. psicodrama, São Paulo, v. 21, n. 1, p. 81-94, 2013. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-53932013000100007&lng=pt&nrm=iso. acessos em 31 dez. 2019.

HILÁRIO, C. M.; CASTANHA, R. F.; GRÁCIO, M. C. A influência da genealogia acadêmica na colaboração científica: um estudo no campo da Matemática no Brasil. Rev. Guillermo de Ockham, v.15, n. 2, p. 1-20, 2017.

LEITE FILHO, G. A.; MARTINS, G. A. Relação orientador-orientando e suas influências na elaboração de teses e dissertações. Rev. adm. empres., São Paulo , v. 46, n. spe, p. 99-109, Dec. 2006 . Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-75902006000500008&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 02 jan. 2020.

MARTIN, D. Refletindo a formação interdisciplinar na pós-graduação. Saúde soc., São Paulo, v. 20, n. 1, p. 57-65, mar. 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902011000100008&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 02 jan. 2020.

MEDEIROS, B. C.et.al. Dificuldades do processo de orientação em Trabalhos de Conclusão de Curso (tcc): um estudo com os docentes do curso de administração de uma instituição privada de ensino superior. Holos, [S.l.], v. 5, p. 242-255, out. 2015. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/1011/1147. Acesso em: 31 dez. 2019.

NOBREGA, M. H. Advisers and their Students in the 21st Century: challenges for the graduate programs. Educ. Real., Porto Alegre, v. 43, n. 3, p. 1055-1076, set. 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2175-62362018000301055&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 31 dez. 2019

SACARDO, M. S.; HAYASHI, M. C. P. I. Bibliometric balance of scientific literature in Physical Education and Special Education originating from theses and dissertations. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v.8, n. 15, p. 111-135, 2011

SANTOS, A. S.; PERRONE, C. M.; DIAS, A. C. G. Adaptação à pós-graduação stricto sensu: uma revisão sistemática de literatura. Psico-USF, Bragança Paulista, v. 20, n. 1, p. 141-152, jan./abr., 2015.

VIANA, C. M. Q. Q.;VEIGA, I. P. A. O dialogo acadêmico entre orientadores e orientandos. Educação, Porto Alegre, v. 33, n. 3, p. 222-226, set./dez. 2010. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/8079. Acesso em: 31 abr. 2015.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n1-273

Refbacks

  • There are currently no refbacks.