Panorama dos resíduos sólidos urbanos sob a perspectiva de um grupo de moradores da Cidade de Areia - PB / Panorama of urban solid waste under the perspective of a group of residents in the City of Areia – PB

Daniel Epifânio Bezerra, Andreia Freitas Silva, Gabriel Roberto Borges da Silva, Hebert Jonathan Figueiredo Campos, Lucas Alves Batista Pequeno, Petra Rucielle Medeiros Marinho, Raphael Almeida de Lima, William de Paiva

Abstract


O homem em sua existência consume grande quantidade de recursos naturais para realização de suas atividades cotidianas, gerando cada vez mais Resíduos Sólidos Urbanos (RSU). De acordo com os dados da Associação Brasileira de Empresa Limpeza Pública e Resíduos Especiais (ABRELPE) no ano de 2017 o Brasil gerou 78,4 milhões de toneladas de resíduos, destes, 6,9 milhões de toneladas não foram coletadas e apenas 43,2 milhões de toneladas foram coletadas e destinadas a aterros sanitários. A lei 12.305/2010 instituiu a Política Nacional dos Resíduos Sólidos (PNRS) trazendo consigo grandes avanços relacionados as questões ambientais, sociais e econômicas que envolvem os resíduos sólidos, como por exemplos princípios de redução, reutilização reciclagem, logística reversa, dentre outros. Tendo em vista essa problemática, uma alternativa promissora para minimização dos resíduos gerados e dispostos para coleta pública é a educação ambiental, que visa conscientizar e disseminar ações e práticas que ajudem tanto o meio ambiente como a saúde humana. Portanto, este trabalho objetiva avaliar a percepção ambiental de um grupo de moradores do município de Areia-PB a respeito da problemática dos RSU. Usando-se uma metodologia descritiva e quantitativa foram coletados dados através de 55 questionários respondidos na plataforma virtual Google forms, durante o período de setembro a outubro de 2019. Portanto, observou-se a carência da disseminação do tema com a população, tendo em vista que os entrevistados demonstraram pouca preocupação com os resíduos sólidos, contribuindo negativamente para a qualidade do ambiente.


Keywords


Educação Ambiental, Gestão de resíduos, Meio Ambiente.

References


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. Apresentação de projetos de aterros sanitários de resíduos sólidos urbanos (NBR 8.419). Rio de Janeiro: ABNT, 1992.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10004. Resíduos sólidos: classificação. Rio de Janeiro, 2004a.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMPRESAS DE LIMPEZA PÚBLICA E RESÍDUOS ESPECIAIS - ABRELPE. Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil: 2017. Rio de Janeiro, 2018.

BRASIL. Lei nº. 9795 de 27 de Abril de 1999, que institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Oficia da União: Brasília, 27 de Abril de 1999.

BRASIL. Lei nº 12.305 de 02 de Agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei 9605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Diário Oficia da União: Brasília, 02 de Agosto de 2010.

CAMPOS, Heliana Kátia Tavares. Renda e evolução da geração per capita de resíduos sólidos no Brasil. Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 17, n. 2, p. 171-180, 2012.

DOMINGUES, Gabriela Santos; GUARNIERI, Patricia; STREIT, Jorge Alfredo Cerqueira. Princípios e Instrumentos da Política Nacional de Resíduos Sólidos: Educação Ambiental para a Implementação da Logística Reversa. Revista em Gestão, Inovação e Sustentabilidade, v. 2, n. 1, 2016.

GONÇALVES, Thais Helena; LEAL, Antonio Cezar. Gerenciamento integrado de resíduos sólidos urbanos, coleta seletiva e educação ambiental na UGRHI pontal do Paranapanema, São Paulo, e na microrregião de Ceres, em Goiás. CIPEEX, p. 1349-1357, 2019.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Cidades. Areia - PB. Disponível em: . Acessado em: 02 Out. 2019.

NASCIMENTO, Márcia Cristina Pinheiro; MARCHI, Cristina Maria Dacach Fernandez; PIMENTEL, Patrícia Carla Barbosa. Proposição de metodologia em educação ambiental para minimizar impactos de resíduos sólidos em ecossistema de manguezal. PerCursos, v. 19, n. 41, p. 158-178, 2019.

PRODANOV, C.C; FREITAS, E.C. Metodologia do trabalho científico: Métodos e Técnicas da Pesquisa e do Trabalho Acadêmico. 2ª ed. Universidade Feevale - Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, 2013.

RIBEIRO, Helena; BESEN, Gina Rizpah. Panorama da coleta seletiva no Brasil: desafios e perspectivas a partir de três estudos de caso. InterfacEHS, v. 2, n. 4, 2007.

SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÕES SOBRE SANEAMENTO - SNIS. Diagnóstico do manejo de resíduos sólidos urbanos – 2017. Brasília: SNIS, 2019. Disponível em: . Acessado em 14 Out. 2019.

THE WORLD BANK. What a Waste 2.0 - A Global Snapshot of Solid Waste Management to 2050. Washington, DC: World Bank Group, 2018.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n1-251

Refbacks

  • There are currently no refbacks.