“Diabético é custoso, a gente gasta saliva com eles”: o cuidado na perspectiva de enfermeiros / “Diabetics are expensive, we spend saliva on them”: care from the perspective of nurses

Camila Maria Silva Paraizo, Eliza Maria Rezende Dázio, Eliane Garcia Rezende, Helena Megumi Sonobe, Silvana Maria Coelho Leite Fava

Abstract


Objetivo: Compreender o significado do cuidado às pessoas com Diabetes Mellitus entre enfermeiros da atenção básica de saúde. Método: Etnografia ancorada na Antropologia Interpretativa, realizada entre setembro de 2016 a agosto 2017, com 16 enfermeiras da atenção primária de saúde, por meio de entrevista, observação participante e diário de campo. Resultados: Constatou-se que o modo como as participantes compreendem e desenvolvem o cuidado é orientado por uma teia de significados apreendidos e reelaborados, atribuídos aos significantes, cuidado, enfermeiro, diabetes e pessoa com diabetes Conclusão: O olhar semiótico possibilitou compreender a pluralidade de significados atribuídos ao cuidado e os intervenientes impostos pelas suas crenças que tem dificultado a sua práxis com as pessoas com Diabetes.


Keywords


Diabetes Mellitus, Atenção Primária a Saúde, Enfermagem, Antropologia Cultural

References


Oliveira, João Lucas Campos de, Toso, Beatriz Rosana Gonçalves de Oliveira e Matsuda, Laura Misue. (2018) Práticas avançadas para o gerenciamento do cuidado: reflexões sobre a enfermagem brasileira. Revista Brasileira de Enfermagem , 71 (4), 2060-2065. https://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0115

Sebold, Luciara Fabiane, Kempfer, Silvana Silveira, Radünz, Vera, Prado, Marta Lenise do, Tourinho, Francis Solange Vieira, & Girondi, Juliana Balbinot Reis. (2016). Cuidar é... percepções de estudantes de enfermagem: Um olhar heideggeriano. Escola Anna Nery, 20(2), 243-247. https://dx.doi.org/10.5935/1414-8145.20160032

Waldow VR. Enfermagem: a prática do cuidado sob o ponto de vista filosófico. Investigación en Enfermería: Imagen y Desarrollo. 2015; 17(1). [acesso em 10 Ago 2018]. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=145233516002

Silva DMGV, Almeida AM, Meirelles BHS, Alves, LMM, Vargas MAO, Zanetti ML, et al. Linhas de Cuidado em Enfermagem: Cronicidade e suas inter-relações na atenção à saúde. 2013 acesso em 20 Ago 2018]. Disponível em: https://unasus2.moodle.ufsc.br/pluginfile.php/11071/mod_resource/content/3/Modulo5_DoencasCronicas.pdf

Geertz C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC; 2008.

Chibante CLP, Espírito Santo FH. Etnografía en la investigación en enfermería: uma revisión integrativa. Cultura de los Cuidados. Año XVIII, n.40, p. 99-106, 2014.

Barbiani, Rosângela, Nora, Carlise Rigon Dalla e Schaefer, Rafaela. (2016). Práticas de enfermagem no contexto da atenção básica: uma revisão de escopo. Revista Latino-Americana de Enfermagem , 24 , e2721. Epub 29 de agosto de 2016. https://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.0880.2721

Braga LM, Torres LM, Ferreira VM. Condições de Trabalho e fazer em enfermagem. Rev. Enf. UFJF. 2015;1(1) [acesso em 20 Ago 2018]. Disponível em: https://enfermagem.ufjf.emnuvens.com.br/enfermagem/article/view/13

Ceolin S, Piriz MA, Mendieta MC, González JS, Heck RM. Elementos do paradigma sociocrítico nas práticas do cuidado de enfermagem: revisão integrativa. Rev. esc. enferm. USP. 2017; 51(03267) [acesso em 20 Ago 2018]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0080-62342017000100803&script=sci_abstract&tlng=pt

Queirós, Paulo Joaquim Pina, Fonseca, Elisabete Pinheiro Alves Mendes, Mariz, Manuel Augusto Duarte, Chaves, Manuel Carlos Rodrigues Fernandes, & Gómez Cantarino, Sagrario. (2016). Significados atribuídos ao conceito de cuidar. Revista de Enfermagem Referência, serIV(10), 85-94. https://dx.doi.org/10.12707/RIV16022

Silveira LC, Vieira AN, Monteiro ARM, Miranda KCL, Silva LF. Cuidado clínico em enfermagem: desenvolvimento de um conceito na perspectiva de reconstrução da prática profissional. Escola Anna Nery. 2013; 17(3) [acesso em 20 Ago 2018]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-81452013000300548&script=sci_abstract

Petermann XB, Machado IS, Pimentel BN, Miolo SB, Martins LR, Fedosse E. Epidemiologia e cuidado à Diabetes Mellitus praticado na Atenção Primária à Saúde: uma revisão narrativa. Saúde (Santa Maria). 2015; 41(1). [acesso em 20 Ago 2018]. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/revistasaude/article/view/14905/pdf

Castellanos MEP, Trad LAB, Jorge MSB, Leitão IMTA, organizadores. Cronicidade: Experiência de adoecimento e cuidado sob a ótica das ciências sociais. Fortaleza: Ed UECE, 2015.

Burille A, Gerhardt TE. Entre ressacas e marolas: um olhar para os itinerários terapêuticos e redes sociais de homens em situação de adoecimento crônico. In: Gerhardt T, Pinheiro, R, Francescato EN, Silva RAGJ. ITINERÁRIOS TERAPÊUTICOS: integralidade no cuidado, avaliação e formação em saúde. Rio de Janeiro: CEPESC Editora, 2016. p. 375-390.

Pereira LF, Paiva FAP, Silva AS, Sanches RS, Lima RS, Fava SMCL. Ações do enfermeiro na prevenção do pé diabético: o olhar da pessoa com diabetes mellitus. Rev. Cuidado é Fundamental. 2017; 9(4). [acesso em 20 Ago 2018]. Disponível em: http://seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/5702

Amaral IT, Abrahão AL. Consulta em enfermagem na Estratégia Saúde da Família, ampliando o reconhecimento das distintas formas de ação: uma revisão integrativa. Rev. Cuidado Fundamental. 2017; 9 (4). [acesso em 20 Ago 2018]. Disponível em: http://search.bvsalud.org/cvsp/resource/pt/bde-31862

Morais FRC, Silva CMC, Ribeiro MCM, Pinto NRS, Santos I. Resgatando o Cuidado de Enfermagem como Prática e Manutenção da Vida: Concepções de Collière. Rev. Enferm. UERJ. 2011; 19(2). [acesso em 20 Ago 2018]. Disponível em: http://www.facenf.uerj.br/v19n2/v19n2a22.pdf

Gama, CAP; Guimarães, DA; Rocha, GNG. Diabetes Mellitus e atenção primária: percepção dos profissionais sobre os problemas relacionados ao cuidado oferecido às pessoas com diabetes. Pesquisas e Práticas Psicossociais. 2017; 12 (3) [acesso em 20 Ago 2018]. Disponível em: [acesso em 20 Ago 2018]. Disponível em: http://www.seer.ufsj.edu.br/index.php/revista_ppp/article/view/2618

Cardoso CML, Pereira MO, Moreira DA, Tibães HBB, Ramos FRS, Brito MJM. Moral Distress in Family Health Strategy: experiences expressed by daily life. Rev Esc Enferm USP. 2016; 50(n.esp) [acesso em 20 Ago 2018]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342016001100089

Fernandes MC, Silva LMS, Silva MRF, Torres RAM, Dias MSA, Moreira TMM. Identidade do enfermeiro na Atenção Básica: percepção do “faz de tudo”. Rev Bras Enferm. 2018;71(1) [acesso em 20 Ago 2018]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v71n1/pt_0034-7167-reben-71-01-0142.pdf

Coêlho MCVS, Almeida CAPL, Silva ARV, Moura LKB , Feitosa LGGC, Nunes LB. Training in diabetes education: meanings attributed by primary care nurses. Rev Bras Enferm [Internet]. 2018;71(4) [acesso em 20 Ago 2018]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672018001001611




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n1-249

Refbacks

  • There are currently no refbacks.