Parâmetros hematológicos do Matrinxã Brycon amazonicus (Characidae: Bryconinae) criados em cativeiro na região Amazônica/ Hematological parameters of Matrinxã Brycon amazonicus (Characidae: Bryconinae) created in captivity in the Amazon region

Geana Batalha do Nascimento, Lucivânia do Vale Amaral, Nathalie Catão Ramos, Nathalia Reis Litaiff, Maiko Willas Soares Ribeiro, Daniel da Silva Ladislau, Paulo Henrique Rocha Aride, Adriano Teixeira de Oliveira

Abstract


Dentre as espécies exploradas na piscicultura da região, o matrinxã, Brycon amazonicus vem se destacando com uma das espécies promissoras para a região. Apesar da importância, ainda são escassos os estudos sobre as propriedades do sangue para a espécie, pois, esses são fundamentais para a determinação das condições de saúde em população de peixes. O presente trabalho tem por objetivo determinar os parâmetros hematológicos de matrinxã B. amazonicus oriundo de sistema de criação em canal de igarapé do município de Manacapuru, Amazonas. Um total de 25 indivíduos foram capturados de uma fazenda situada no km 11 da AM-352, o sangue foi coletado por punção caudal, as variáveis referentes ao eritrograma e bioquímica plasmática foram determinadas de acordo com metodologia previamente descrita para peixes. Os animais apresentaram comprimento total ± desvio padrão (média ± DP) de 32,3 ± 1,5 cm e peso corpóreo de 373,8 ± 59,0 g. Os valores médio e o DP do hematócrito (42,8 ± 2,3 %), concentração de hemoglobina (2,8 ± 0,4 g/dL), contagem de eritrócitos (2,4 ± 0,4 milhões/ µL), volume corpuscular médio (286,1 ± 30,0 fL), hemoglobina corpuscular média (12,0 ± 2,8 pg) e concentração de hemoglobina corpuscular média (6,4 ± 0,9 %) indicam condições de anemia especialmente para a concentração de hemoglobina. Os valores de glicose (40,9 ± 12,7 mg/dL), triglicerídeos (340,0 ± 43,0 mg/dL), colesterol (133,5 ± 20,5 mg/dL), proteínas totais (2,5 ± 0,2 g/dL), uréia (1,1 ± 0,2 mmol/L) e cloretos (120,8 ± 10,2 mmol/L), demonstram que essas variáveis referentes aos constituintes plasmáticos indicam baixos níveis quando comparados a outros estudos, esses estão diretamente associados a dieta que conforme retratado anteriormente é insuficiente e deficiente o que associado ao eritrograma, ao peso e ao comprimento explicam essa característica. Os matrinxãs B. amazonicus oriundos de fazenda do km 11 da AM 352 apresentam condições de saúde deficiente em relação ao peso, comprimento, eritrograma e a bioquímica plasmática.


Keywords


teleósteos, piscicultura, sangue, comercial.

References


AFFONSO, E.G.; BRASIL, E.; SOUZA, R.Y.T.B.; ONO, E.A. Criação de Matrinxâ (Brycon amazonicus) em canais de igarapé no alto Rio Negro, AM. In: Luiz Augusto G. Souza; Eloy G. Castellon. (Org.). Desvendando as fronteiras do conhecimento na região Amazônica do alto rio Negro. 1ed.Manaus: v. 1, p. 85-97, 2012.

ALCANTARA, N.C.; GONCALVES, G.S.; BRAGA, T.M.P.; SANTOS, S.M.; ARAUJO, R.L.; PANTOJA-LIMA, J.; ARIDE, PAULO H.R.; OLIVEIRA, A.T. Avaliação do Desembarque Pesqueiro (2009-2010) no Município de Juruá, Amazonas, Brasil. Biota Amazônia, v. 5, p. 37-42, 2015.

ARÉOVALO, M.B.B.G.H.; CASTELANOS, J.A. Hematology and sanguine chemistry of yamú Brycon siebenthalae. Word Aquaculture, Salvador, BR. p. 50, 2003.

BRANDÃO, F.R.; GOMES, L.C.; CHAGAS, E. C.; ARAÚJO, L. D.; SILVA, A. L. S. Densidade de estocagem de matrinxã (Brycon amazonicus) na recria em taque-rede. Pesq. Agropec. Bras , 40(3): 299-303, 2005.

GRAEF, E.W. Considerações sobre a prática da piscicultura no Amazonas. Bases Científicas para Estratégias de Preservação e Desenvolvimento da Amazônia. Ferreira, E.J.G.; Santos, G.M. dos; Leão, E.L.M. e Oliveira, L.A. (ed) vol. 2. INPA. Manaus, AM. p. 345-360, 1993.

IBGE. 2017. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. www.ibge.gov.br .

MIKRYAKOV, V.R.; PONYAKINA, I.D.; LEBEDEV, K.A.; BALABANOVA, L.V.; LAPIROVA, T.B.; SILKINA, N.I. Analysis of blood leukocytes for populations screening in ecological studies using crucian carp, Carassius carassius. J. Ichthyol., 33(2): 151-158, 1993.

OLIVEIRA, A.T.; ARAÚJO, M.L.G.; LEMOS, J.R.G.; SANTOS, M.Q.C.; PANTOJA-LIMA, J.; ARIDE, P.H.R.; TAVARES-DIAS, M.; MARCON, J.L. Ecophysiological interactions and water-related physicochemical parameters among freshwater stingrays. Brazilian Journal of Biology, 77: 616-621, 2017.

OLIVEIRA, A.T.; ARAÚJO, M.L.G.; LEMOS, J.R.G.; SANTOS, M.Q.C.; PANTOJA-LIMA, J.; ARIDE, P.H.R.; TAVARES-DIAS, M.; MARCON, J.L. Ecophysiological interactions and water-related physicochemical parameters among freshwater stingrays. Brazilian Journal of Biology, 77: 616-621, 2017a.

OLIVEIRA, A.T.; SANTOS, M.Q.C.; ARAUJO, M.L.G.; LEMOS, J.R.G.; SALES, R.S.A.; PANTOJA-LIMA, J.; TAVARES-DIAS, M.; MARCON, J.L. Hematological parameters of three freshwater stingray species (Chondrichthyes: Potamotrygonidae) in the middle Rio Negro, Amazonas state. Biochemical Systematics and Ecology, 69: 33-40, 2016.

PANTOJA-LIMA, J.; SANTOS, S. M.; OLIVEIRA, A.T.; ARAUJO, R.L.; SILVA JUNIOR, J. A.L.; BERNARDINO, G.; ALVES, R.R.S.; FERRAZ FILHO, A.; GOMES, A.L.; ARIDE, P.H.R. Pesquisa e transferência de tecnologia aliadas para desenvolvimento da aquicultura no Estado do Amazonas. In: Marcos Tavares Dias, Wagner dos Santos Mariano. (Org.). Aquicultura no Brasil: novas perspectivas. 2ed.São Carlos: Pedro & João, 2015, v. 2, p. 313-332.

RANZANI-PAIVA, M.J.T. Características sanguíneas da pirapitinga do sul, Brycon sp., sob condições experimentais de criação intensiva. Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci., 28: 141 – 153, 1991.

SANTOS, N.C.P. Parâmetros hematólogicos e metabólicos de matrinxã (Brycon amazonicus) submetidos a diferentes manejos alimentares. Monografia do curso de Engenharia de Pesca da Faculdade de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Amazonas, 33 p., 2009.

SANTOS, G.; FERREIRA, E.; ZUANON, J. Peixes comerciais de Manaus. Manaus: IBAMA/AM, ProVárzea, 144 p, 2006.

TANDON, R.S.; JOSHI, B.D. Total red end white blood cell count of 33 species of fresh water teleosts. Z Tierphysiol. Tierernährg. Futtermittelkde, 37:293-297, 1976.

TAVARES-DIAS, M.; AFFONSO, E.G.; OLIVEIRA, S.R.; MARCON, J.L.; EGAMI, M.I. Comparative study on hematological parameters of farmed matrinxã, Brycon amazonicus Spix and Agassiz, 1829 (Characidae: Bryconinae) with others Bryconinae species. Acta Amazonica, 38(4): 799-806, 2008.

TAVARES-DIAS, M.; FRASCÁ-SCORVO, C.M.D.; MORAES, F.R.; CAMPOS-FILHO, E. Características hematológicas de teleósteos brasileiros.IV. Parâmetros eritroleucométricos, trombométricos e glicemia do matrinxã Brycon cephalus Günther, 1869 (Osteichthyes: Characidae). Ars Veterinaria 15:149-153, 1999.

TAVARES-DIAS, M.; MORAES, F.R. Hematologia de Peixes Teleósteos. Ribeirão Preto, São Paulo, M. Tavares-Dias, 144 p, 2004.

TAVARES-DIAS, M.; MORAES, F.R. Hematological parameters for the Brycon orbignyanus Valenciennes, 1850 (Osteichthyes: Characidae) intensively bred. Hidrobiológica, vol 16, 3: 272-274, 2006.

TAVARES-DIAS, M.; MORAES, F. R. Leukocyte and thrombocyte reference values for channel catfish (Ictalurus punctatus Raf.), with an assessment of morphological, cytochemical, and ultrastructural features. Veterinary Clinical Pathology, 36: 49-54, 2007.

TAVARES-DIAS, M.; SCHALCH, S.E.C.; MORAES, F.R. Hematological characteristics of Brazilian teleosts. VII. Parameters of seven species collected in Guariba, São Paulo State, Brazil. Boletim do Instituo de Pesca 29: 109-115, 2003.

URBINATI, E.C.; CARNEIRO, P.C.F. Sodium chloride added to transport water and physiological responses of matrinxã Brycon amazonicus (Teleost: Characidae). Acta Amazonica, 36: 569–572, 2006.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n1-238

Refbacks

  • There are currently no refbacks.