Efeito da Adição de Resíduos Vegetais no Controle de Meloidogyne javanica na Cultura da Alface/ Effect of Plant Waste Addition on Control of Meloidogyne Javanica on Lettuce Crop

Nathália Nascimento Guimarães, Rodrigo Vieira da Silva, Lara Nascimento Guimarães, Brendhon Serafim de Oliveira, Brenda Karoline Silva Santos, Ygor Antônio de Oliveira

Abstract


Alface (Lactuca sativa) é uma das hortaliças de maior importância comercial e maior consumo em todo mundo. Em condições de elevadas temperaturas, a ocorrência de problemas com ataque de nematoides das galhas, do gênero Meloidogyne spp. Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de diferentes resíduos vegetais no controle de Meloidogyne javanica na cultura da alface. O experimento foi conduzido em casa-de-vegetação As mudas de alface cv. Tainá Sakata com 20 dias após a semeadura foram transplantadas em vasos plásticos de 1 L com a adição de resíduos culturais na proporção de 20 % do substrato comercial (Bioflora® Plant Ciclos Bio FFS), 95g de esterco bovino, solo previamente esterilizado: 1) testemunha (sem palhada); 2) palhada de crotalária (Crotalaria juncea, 90 g); 3) palhada de cravo-de-defunto (Tagetes erecta, 240 g); 4) palhada de mucuna preta (Mucuna pruriens, 190 g). Para a determinação da população final de nematoides por sistema radicular (PF) utilizou o método de Boneti & Ferraz (1981). Não houve diferença estatística (P > 0,05) entre os tratamentos nas variáveis relacionadas ao desenvolvimento das plantas de alface, massa da matéria fresca de raízes, parte aérea e total. Em relação a massa da matéria seca da parte aérea (cabeça) a testemunha e os tratamentos com adição de palhada de crotalária diferiram (P ? 0,05). Para o número de ovos/juvenis, os tratamentos foram significativos (P ?0,05), com destaque para a palhada de cravo-de-defunto. Onde apresentou uma maior redução na reprodução de ovos pelo nematoide. De acordo com os resultados, conclui-se que o resíduo vegetal de cravo-de-defunto com esterco bovino teve melhor resultado para reduzir o número de ovos e juvenis de nematoides. Provavelmente, a liberação de nutrientes, especialmente, o nitrogênio pelas palhadas de crotalária e cravo-de-defunto resultou em maior ganho de massa de matéria seca das plantas.  O uso dessas palhadas seria uma alternativa barata para os produtores de alface no controle de nematoides de galhas em áreas infestadas e na produtividade com aumento de massa vegetal.


Keywords


Lactuca sativa, matéria orgânica, nematoide das galhas, plantas antagônicas, plantio direto.

References


AGRIOS, G.N. Plant pathology. Burlington, MA: Elsevier Academic, 2005. 922p.

AKTAR, M.; MALIK, A. Roles oficial organic soil amendments and soil organisms in the biológicas control of plant-parasitic nematodes: a review. Bioresource Technology, v.74, p.35-47, 2000.

BIRD, G. Nematodes and soil ecology. In: Michigan Field Crop Ecology, Michigan State Universitário Extension, Bull. E-2704, p. 84-94, 2000.

BONETI, J.I.; FERRAZ, S. Modificações do método de Hussey & Barker para extração de ovos de Meloidogyne exigua em raízes de cafeeiro. In: CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE FITOPATOLOGIA, XIV, Porto Alegre, RS. Fitopatologia Brasileira, p.553, 1981.

CHARCHAR, J.M.; MOITA, A.W. Reação de cultivares de alface à infecção por misturas populacionais de Meloidogyne incognita raça 1 e Meloidogyne javanica em condições de campo. Horticultura Brasileira, Brasília, v.14, n.2, p.185-189, 1996.

INOMOTO, M. M. et al. Avaliação em casa de vegetação do uso de sorgo, milheto e crotálaria no manejo de Meloidogyne javanica. Tropical plant pathology, São paulo, v. 33, n. 3, p.125-129, 2013.

MACHADO, J. C. et al. Controle de Meloidogyne javanica com Pochonia chlamydosporia e esterco bovino. Bioscience Journal, Uberlândia, v. 29, n. 3, p.590-596, 2013.

MOREIRA, F. J. C.; FERREIRA, A. C. S. Controle alternativo de nematoide das galhas (Meloidogyne enterolobii) com cravo de defunto (Tagetes patula), incorporado ao solo. Holos Environment, Ceará, v. 31, n. 1, p.99-110, 2015.

PAULA JUNIOR, T.J. de; VENZON, M. (Org.). 101 Culturas: Manual tecnologias agrícolas. Belo Horizonte, MG: EPAMIG, 2007. 800p. Alface p.53-62.

PINHEIRO, J.B. Nematoides. Disponível em: . Acesso em: 29 ago. 2018.

PINOCHET, J. Management of plant parasitic nematodes in Central America The Panamá Experience. In: VEECH, J. A.; DICKSON, D. W. Vistas on nematology. Society if Nematologists, Maryland, p.105-113, 1987.

RODRÍGUEZ-KÁBANA, R.Organic and inorganic amendments to soil as nematode supressants. Journal of Nematology, v.18, n.2, p.129-135, 1986.

RUEDELL, J. Plantio Direto na Região de Cruz Alta. Ed. Cruz Alta RS. FUNDACEP & FECOTRIGO, 1995.

SANTOS, J. M. Doenças causadas por nematóides. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FITOPATOLOGIA, 33, Belém. Anais, p.311-317, 2000.

WANG, K. H.; B. S. SIPES; SCHMITT, D.P. Crotalaria as a acover Crop for nematode management. A review. Nematropica, v.32, p.35-57, 2002.

WILCKEN, S. R. S.; GARCIA, M. G. M.; SILVA, N. Resistência de alface tipo Americana a Meloidogyne incognita raça 2. Nematologia brasileira, v. 29, n. 2, p. 267-271, 2005.

WUTKE, E. B. Adubação verde, manejo da fitomassa e espécies utilizadas no Estado de São Paulo. In: WUTKE, E. B.; BULISANE, E. A.; MASCARENHAS, H. A. A. (Coord.). Curso sobre adubação verde no Instituto Agronômico. Campinas: Instituto Agronômico, p. 17-29, 1993.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n1-172

Refbacks

  • There are currently no refbacks.