Educação e disciplina baseadas na pedagogia de Kant/ Education and discipline based on Kant pedagogy

Ana Cláudia Sousa Mendonça, Rita de Cácia Santos Souza, Anderson de Araujo Reis

Abstract


O estudo apresentou Kant, utilizando como eixo norteador o nexo entre educação e disciplina. Através da afirmação do filósofo de que “o homem é a única criatura que precisa ser educada” e de que a educação dar-se-á através da disciplina e do constrangimento, objetiva-se discutir a educação como meio para o equilíbrio entre o mesmo e as suas ações dentro da sociedade. Trata-se de um estudo de cunho bibliográfico, onde filósofos como: Barreto (2009), Dalbosco (2004), Menezes (2000), Menezes e Boto (2014) e Menezes (1992) dialogam com Kant trazendo para a discussão a família e a religião como as instâncias máximas que têm relação com a moral, apesar de às vezes o indivíduo não cumpri-las. O filósofo afirma que a disciplina é necessária, contudo não pode exercer ou ter um caráter limitador por preservar a liberdade do ser humano e ser contra as ações que engessam a razão.


Keywords


Disciplina. Educação. Kant.

References


BARRETO, Sônia. Notas sobre educação e espaço público em Kant. Revista Tempos e Espaços em Educação, UFS, v. 3, p. 23-34, jul/dez. 2009.

DALBOSCO, Cláudio Almir. Da pressão disciplinada à obrigação moral: esboço sobre o significado e o papel da pedagogia no pensamento de Kant. Educ. Soc., Campinas, vol. 25, n. 89, p. 1333-1356, Set./Dez. 2004.

KANT, Immanuel. Sobre a Pedagogia. Trad. de Francisco C. Fontanella. 2ª ed. Piracicaba: Editora Unimep, 1999.

MENEZES, Edmilson. Kant e a ideia de educação das luzes. Educação e Filosofia, v.14, nº. 27/28, jan./jun e jul./dez. 2000. p. 113-126.

MENEZES, Edmilson. BOTO, Carlota. Algumas notas sobre educação e ética à luz do pensamento de Kant. Educação (Porto Alegre, impresso), v. 37, n. 3, p. 444-453, Set/Dez. 2014.

MENEZES, Edmilson. Kant e a Pedagogia. In: Educação & Sociedade: revista quadrimestral de Ciência da Educação/ Centro de Estudos de Educação e Sociedade (CEDES). n. 43, v.3. 1992.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n1-145