O lúdico e o desenvolvimento afetivo e socioemocional / The playful and the affective and socioemotional development

Karla Andréa de Lima Silva do Nascimento, Diógenes José Gusmão Coutinho

Abstract


Pretendeu-se analisar as quantidades de teses e dissertações elaboradas no período de 2012 a 2019, abordando o lúdico como forma de auxiliar no aprendizado socioemocional. Buscou-se, especificamente, explanar sobre as vantagens de atividades lúdicas e compreender de que maneira o lúcido promove o desenvolvimento afetivo em sala de aula. Salienta-se que não foram estudados todos os aspectos que abordam o lúdico, ou seja, foram vistos 82 trabalhos e com critérios de inclusão e exclusão, determinou-se explorar as dissertações e teses. Desse modo, serão incluídos 34 trabalhos atendendo as abordagens em foco, tendo como objetivo desenvolver e analisar atividades lúdicas propostas para a adaptação das crianças no ambiente escolar.


Keywords


Lúdico- Desenvolvimento afetivo- socioemocional

References


Azevedo, Nair Correia Salgado de. Culturas lúdicas infantis na escola: entre a proibição e a criação. Presidente prudente, 2016.

Bacelar, Vera Lúcia da Encarnação. Professores de educação infantil: ludicidade, história de vida e formação inicial. Salvador, 2012.

Barros, Dayse do prado. Ludicidade como estratégia de inclusão social de estudantes surdos no contexto de uma escola pública. Brasília, 2017.

Bataglion, Giandra Anceski. O lúdico na reabilitação de crianças com deficiência. Florianópolis, 2016.

Bochorny, Jucileny. Cultura lúdica e televisão: mediações no contexto escolar. Presidente Prudente, 2012.

Bom, Francine Costa de. A produção da cultura lúdica infantil durante a rotina em sala de aula: os jogos do faz de conta em escolas de Criciúma/SC. Tubarão, 2014.

Bressan, João Carlos Martins. Concepções e práticas de professores sobre o lúdico nas escolas organizadas por ciclos de formação humana. Rondonópolis, 2014.

Britto, Letícia. Oficinas de arte contemporânea para crianças de pré-escola: a experiência estética e o lúdico na infância. Pelotas, 2014.

Cristino, Cláudia Susana. O uso da ludicidade no ensino de física. Ouro preto, 2016.

Estácio, Mércia Maria de Santi. Brincar, atividade humana e ferramenta pedagógica no contexto escolar da região metropolitana de natal. Natal, 2014.

Lapa, Luis Dionísio Paz. A ludicidade como ferramenta no processo de ensino-aprendizagem da matemática: passeando por Brasília e aprendendo geometria: experiências numa escola da periferia do Distrito Federal. Brasília, 2017.

Leandro, Tatiana Soares. Discursos e práticas discursivas em favor dos jogos educativos nos anos iniciais do ensino fundamental de uma escola pública do Recife. Recife, 2012.

Maciel, Jucileide do Socorro Tavares. Livro da vida: uma estratégia lúdica de intervenção em relação à violência na escola. São Paulo, 2014.

Marino, Ana Caroline. A infância, o lúdico e a transdisciplinaridade: refletindo sobre a necessidade de novo olhar para a criança na escola. Recife, 2017.

Marques, Anízia Araújo Nunes. A ludicidade e o simbolismo na infância: um estudo hermenêutico em uma brinquedoteca escolar do município de São Luís/MA. São luís, 2013.

Martins, Tatiane Marques de Oliveira. O lúdico como constituinte do fazer escolar: uma experiência no ensino de Língua Portuguesa. Rio de Janeiro, 2016.

Melo, Francis Aragão. O uso do lúdico como atividade significativa na interação comunicativa no ensino-aprendizagem do espanhol como lê no ciclo juvenil. Brasília, 2013.

Menezes, Regiane da Costa. Práticas lúdico-reflexivas na formação de professores. Brasília, 2015.

Nunes, Adriana de Lima. Ludicidade e produção de sentido nas práticas educativas. Canoas, 2013.

Orofino, Karin Zapelini. Crianças e arte contemporânea: experiências e interações lúdicas na escola e nos espaços expositivos. Florianópolis, 2017.

Pereira, Eugênio Tadeu. Práticas lúdicas na formação vocal em teatro. São Paulo, 2012.

Pereira, Larissa Santos. Ludicidade e TIC: caracterização da web Quest como uma metodologia lúdica no ensino de ciências. Goiânia, 2014.

Pereira, Maria de Lourdes e Silva. Entre o medo e a alegria: a retórica, as paixões e o lúdico nas oficinas pedagógicas. São Paulo, 2014.

Pinho, Mariana Campos. Contribuições do uso de atividades lúdicas em sala de aula, para o desenvolvimento e aprendizagem de uma criança com Transtorno do Espectro Autista (TEA): uma intervenção no contexto escolar. Pelotas, 2018.

Portela, Rodrigo Duarte. A cultura do lúdico [manuscrito]: brincadeiras musicais tradicionais da infância em um contexto do ensino fundamental. Belo Horizonte, 2018.

Ramos, Ingrid de Souza Cayres. O uso da tecnologia assistiva na educação física escolar, em uma perspectiva lúdica: desafios e possibilidades. Salvador, 2015.

Rodrigues, Sylvia Regina de Oliveira. Estratégia lúdica para a aprendizagem da diversidade de arranjos familiares na infância. Araraquara, 2018.

Santos, Gracineide barros. A ludicidade na aprendizagem matemática nos anos iniciais do ensino fundamental. São Cristóvão, 2016.

Santos, Mônica Regina Colaço dos. Dimensões lúdicas: prescrito, ensinado e vivido. Brasília, 2018.

Sartori, Alice Stephanie Tapia. O lúdico na educação matemática escolar: efeitos na constituição do sujeito infantil contemporâneo. Florianópolis, 2015.

Silva, Priscilla Lima da. As infâncias e o brincar no contexto escolar: alguns contrastes entre a cultura lúdica e as práticas pedagógicas. Manaus, 2014.

Silveira, Matheus Rego. Concepções e práticas docentes sobre o brincar em sala de aula no primeiro ano do Ensino Fundamental. Ribeirão preto, 2016.

Valio, Denise Teresa de Camargo. Frações: estratégias lúdicas no ensino da matemática. São Carlos, 2014.

Zambelli, Orlando Cesar. O lúdico na educação: a ruptura da ludicidade nos primeiros anos do ensino fundamental. São Bernardo do Campo, 2014.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n1-060