A participação popular na elaboração do plano plurianual em teresina-piauí: desafios para uma gestão participativa / Popular participation in the preparation of the multiannual plan in teresina-piauí: challenges for participatory management

Gilson Barbosa De Sousa, Virgínia Célia Cavalcante De Holanda

Abstract


O presente estudo pretende revelar como se deu a participação da população na elaboração do Planejamento urbano, bem como traçar o perfil dos participantes na elaboração do PPA (Plano Plurianual) 2018-2021. A intensificação dos problemas urbanos e a necessidade de adaptar as políticas federais e estaduais à realidade local, fez com que gestores municipais adotassem práticas inovadoras de gestão urbana, sendo assim este estudo buscará compreender a dinâmica entre o planejamento, ato de prever e de se organizar para o futuro e gestão voltada para a necessidade de realizar os desejos do planejamento urbano do município de Teresina. O trabalho empreendido busca compreender se o caminho que a administração Municipal de Teresina, vem traçando, se enquadra nesse novo contexto sociopolítico, onde os gestores locais estão frequentemente, buscando novas formas de enfrentar os problemas urbanos, observando, de um lado, a sustentabilidade ambiental e, de outro, as condições socioeconômicas de sua população, através da criação de mecanismos que, de alguma forma, estabeleçam um contato maior com a realidade urbana. Nesse contexto o Estatuto das Cidades (Lei n. 10.257/2001), revela diretrizes gerais de política urbana elencadas em seu artigo 2º, inciso II, Gestão democrática municipal. Que disponibiliza a participação popular na definição das tutelas jurídica de políticas municipais relativas ao aspecto orçamentário-financeiro e ao planejamento urbano. O trabalho tem como objetivo geral caracterizar o perfil dos cidadãos que participaram do Plano Plurianual PPA 2018 – 2021, por meio das consultas públicas viabilizadas pela gestão municipal. A investigação teve como técnica, a pesquisa bibliográfica documental com abordagem qualitativa e quantitativa, conclui-se que a participação popular é um instrumento indispensável no contexto atual do planejamento urbano.


Keywords


Planejamento e gestão urbana. Plano Plurianual 2018–2021. Participação. População.

References


BUARQUE, Sérgio C. Metodologia de planejamento do desenvolvimento local e municipal sustentável / Brasília: instituto interamericano de Cooperação para a agricultura (IICA) 1999.

BRASIL. Lei 10.257/2001- Regulamenta os arts. 182 e 183 da Constituição Federal estabelecem, diretrizes gerais da política urbana e dá outras providências. Brasília: [S.n],2001.

CARLOS, Ana Fani Alessandri. A produção do espaço urbano: agentes e processos, escalas e desafios. In: Marcelo Lopes de Sousa; Maria Encarnação Beltrão Sposito (org.) 1ª. Ed. 6ª reimpressão. São Paulo: Contexto, 2018.

CORRÊA, Roberto Lobato, O espaço Urbano, São Paulo: Editora Ática, 1989.

FAÇANHA, A evolução urbana em Teresina: agentes, processos e formas espaciais da cidade. Dissertação de mestrado em Geografia, UFPE, 1998.

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA. Brasil em Desenvolvimento: Estado, planejamento e políticas públicas / Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. - Brasília: Ipea, 2010.

LEFEBVRE, Henry. O direito a cidade, Tradução Rubens Eduardo Frias, São Paulo: Centauro, 2011.

MARICATO, Ermínia. Brasil, cidades: alternativas para a crise urbana. Petrópolis, RJ: Vozes, 2001. 204 p.

SANTOS, Milton. A urbanização brasileira.5ª.Ed, São Paulo: EDUSP. 2009.

SOUZA, Marcelo. Mudar a cidade: uma introdução crítica ao planejamento e à gestão urbanos. 4ª ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n1-038

Refbacks

  • There are currently no refbacks.