Desenvolvimento da cultura gastronômica: o bolo de noiva pernambucano/ Development of gastronomic culture: pernambuco’s wedding cake

Cristianne Boulitreau de Menezes Barros, Shirley Maria Silva da Costa, Diogenes Jose Gusmao Coutinho

Abstract


O presente artigo tem o objetivo de compreender o papel da educação cultural gastronômica do bolo de noiva no Estado de Pernambuco – Brasil, sua origem e consumo nas famílias. A gastronomia pernambucana carrega em suas raízes, tradições através de gerações nos preciosos cadernos de receitas, oriundas do passado açucareiro em uma atmosfera de miscigenação de etnias, costumes, culturas e sabores, estas herdadas pela colonização indígena, portuguesa, inglesa e holandesa. Desta forma, a pesquisa foi feita com base reflexiva de caráter bibliográfico em livros, dissertações, teses e artigos impressos e digitais, a fim de obter dados que descrevam o desenvolvimento destas influências nos costumes e economia da região, uma análise da introdução do bolo de noiva e como este é consumido nas famílias, mesmo se diferenciando dos demais tipos de bolos consumidos em casamentos no País, oriundo de uma massa simples de pão de ló recheado com diversos recheios, o de Pernambuco possui massa escura, com textura pesada feito com base frutas e vinho, sem adição de recheios, porém coberto com uma vasta cobertura de glacê de açúcar. Partindo desde princípio, compreende-se que este tipo de bolo é presença marcante em todos os eventos sociais nas famílias, tornando-se símbolo marcante nos eventos e seu consumo atinge democraticamente todas as classes sociais se tornando símbolo da gastronomia pernambucana.


Keywords


Educação Cultural; Gastronomia; Desenvolvimento; Bolo de noiva; Pernambuco.

References


Baltar, Carolina Spinola. “Livro de Cozinha”. Colombo. P. 327.1945.

Boccato, André. Bolo de Avó: 60 Receitas Fáceis Econômicas e Com Gosto de Infância, Senac. São Paulo, p.128 2012

Bonfante, Rosely. Feijó, Ateneia. “Bolos Preparo e Confeito. Senac Nacional, Rio de Janeiro, p.152. 2013.

Cavalcanti, Maria Lectícia Monteiro. História dos sabores Pernambucanos. Fundação Gilberto Freyre, p.255. 2009.

Castro, Francisco Nilton. “Comida se Tempera com Cultura” p.239, 2002

Cunha, Nininha Carneiro. “Comida & Tradição: Receita de Família. Cepe. P, 247. 2018.

Frazão, Ana Cláudia, “Comedoria Popular: receitas, feiras e Mercados do Recife”. Fundarpe. P.164. 2008.

Frazão, Ana Cláudia, “Comedoria Popular: receitas, engenhos e fazendas de Pernambuco” Fundarpe, 164. 2011.

Frazão, Ana Cláudia, “Comedoria Popular: Shakkar: A Cultura do Açúcar e Saberes tradicionais da Gastronomia de Pernambuco”. Fundarpe. P.50. 2016.

Frazão, Ana Cláudia, “Comedoria Popular: Shakkar: A Cultura do Açúcar e Saberes tradicionais da Gastronomia de Pernambuco”. Fundarpe. P.11. 2016.

Jucá, Yêda Rocha. (Organizadora). “Doçuras do Mundo”. Graciliano Ramos. P. 150. 2014.

Leal, Maria Leonor M. Soares. “A História da Gastronomia”. Senac Nacional. P. 137. 2004.

Leite, Morena. Sammavilla, Otávia. “Doce Brasil Bem Bolado” Gaia e Boccato. P. 127. 2011.

Lody, Raul. (organização). “A Mesa Com Gilberto Freyre”. Senac. P.128. 2009

Lody, Raul. “Vocabulário do Açúcar: histórias, cultura e gastronomia da cana sacarina no Brasil”. Senac. P. 197. 2011.

Lody, Raul. “Vocabulário do Açúcar: histórias, cultura e gastronomia da cana sacarina no Brasil”. Senac. P. 63. 2011.

Lody, Raul. “Onje Alé: receitas de matriz africana em Pernambuco.”. Sebrae. p. 96. 2012.

Mattoso, Maria. “Leonir: doces, encanto e Magia”. P. 205. 2019.

Piubelle, Lucas. “Pernambuco: rendas e arte em açúcar”. Fundarpe. P. 160. 2017

Piubelle, Lucas. “ Piubell’s Artistic Cakes. Recife P. 180. 2018

Quintas Fátima. (organização). Menezes, José Luiz Mota. Cavalcanti, Maria Lectícia Monteiro. Lody, Raul. Kaufman Tânia. “A Civilização do açúcar”. Fundação Gilberto Freyre. P.208. 2007.

Rego, Antônio José de Souza: organização de Raul Lody “Dicionário do Doceiro Brasileiro” pág., 20. 325. Senac.2010.

Saldanha, Roberta Malta. “Histórias, lendas e Curiosidades da Confeitaria ( Suas receitas). Senac Nacional. p.36. 2015.

Santaella, Lucia. Da cultura das mídias à cibercultura: o advento do pós-moderno. Revista Famecos, Porto Alegre, dez. 2003, p. 23-32.

Perrella, Angelo Sabatino, Perrella Myriam Castanheira. História da Confeitaria no Mundo. São Paulo. Livro Pleno, p. 221.1999.

Perrella, Angelo Sabatino, Perrella Myriam Castanheira. “Receitas Históricas da Confeitaria Mundial”. SENAC. p.318. 20

Wolffenbuttel, C.R. A inserção da música no projeto político pedagógico: o caso da rede municipal de ensino de Porto Alegre/RS. 2009. (Tese Doutorado). Programa de pós-graduação em Música/UFRG; Porto Alegre, 2009.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n1-006

Refbacks

  • There are currently no refbacks.