Diálogo entre lev vigotski e henri wallon sobre desenvolvimento e inclusão escolar da criança com o transtorno do espectro autista: uma proposta de referencial teórico / Dialogue between lev vigotski and henri wallon on the development and school inclusion of children with autistic spectrum disorder: a proposed theoretical reference

Vanessa Nicolau Freitas dos Santos

Abstract


O presente trabalho tem o objetivo discutir as principais contribuições da perspectiva Histórico-Cultural de Lev S. Vigotski e da Psicogênese da Pessoa Completa de Henri Wallon para a compreensão sobre o desenvolvimento atípico, nomeadamente, da criança que apresenta o Transtorno do Espectro Autista (TEA) e seu processo de inclusão escolar. Assim, de forma específica, é proposto uma análise sobre os pressupostos da perspectiva Histórico-Cultural fundamentada em Lev S. Vigotski que compreende e busca possibilitar caminhos possíveis de desenvolvimento, bem como refletir sobre as contribuições de Henri Wallon baseadas na Psicogênese da Pessoa Completa que possibilitam o desenvolvimento do homem unilateral. Por fim, ressalta-se a importância da instituição escolar  proporcionar, em todos os níveis de ensino, o desenvolvimento e a aprendizagem da criança autista, sendo o currículo acessível condição sine qua non para a inclusão escolar ser vivenciada no chão da sala de aula.


Keywords


Tea, Histórico-Cultural, Desenvolvimento, Inclusão Escolar.

References


ASSOCIAÇÃO PSIQUIÁTRICA AMERICANA (APA). Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais. Porto Alegre: Artes Médicas, 2013.

BAPTISTA, C. R. Autismo e educação: Reflexões e propostas de intervenção. Porto Alegre: Artmed, 2002.

CAMINHA, R. C. Autismo: Um transtorno de Natureza Sensorial? 2008. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – PUC–Rio, Rio de Janeiro, 2008.

_________. Investigação de Problemas Sensoriais em Crianças Autistas: Relações com o Grau de Severidade do Transtorno. 2013. Tese (Doutorado em Psicologia Clínica) – PUC–Rio, Rio de Janeiro, 2013.

DUARTE, N. A anatomia do homem é a chave da anatomia do macaco: a dialética em Vygotskiy e em Marx e a questão do saber objetivo na educação escolar. Educação & Sociedade, Campinas, vol. 21, nº 71, p. 79- 115, jul. 2000.

FAVORETTO, N. C.; LAMÔNICA, D. A. C. Conhecimentos e necessidades dos professores em relação aos transtornos do espectro autístico. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 20 n.1, p. 35- 46, Jan./Mar. 2014.

FERREIRA, J. R. Educação especial, inclusão e política educacional: notas brasileiras. In: RODRIGUES, D. (org.) Inclusão e educação: doze olhares sobre a educação inclusiva. São Paulo: Summus, 2006.

GALVÃO, I. Henri Wallon: Uma concepção dialética do desenvolvimento infantil. RJ: Vozes, 1995.

GUEBERT, M. C. C. Inclusão: uma realidade em discussão. Curitiba: Ibpex, 2007.

KANNER, L. Affective disturbances of affective contact. The Nervous Chil, 2, p. 217-250, 1943.

LAMPREIA, Carolina. et al. (2010). As falhas na emergência da autoconsciência na criança autista. Psicologia Clínica, Rio de Janeiro, v. 22, n. 2, p.99-121, fev./jun.

SANTOS, Vanessa N. F. (2017). Apego e Autismo: Uma análise sobre a relação de Apego de uma criança com TEA, seus pares e professoras no contexto inclusivo da educação infantil. 180 f. Departamento de Educação. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2017.

VIGOTSKI, Lev Semionovitch. (1995). Obras Completas. t. V. Fundamentos de Defectología. Pueblo y Educación.

VIGOTSKI, Lev Semionovitch (2011). A defectologia e o estudo do desenvolvimento e da educação da criança anormal. Educação e Pesquisa [online]. 37(4), pp. 839-869. [Acessado 13 Setembro 2021]. Disponível em: . Epub 15 Dez 2011. ISSN 1678-4634. https://doi.org/10.1590/S1517-97022011000400012.

WHITMAN, T. L. (2015). O desenvolvimento do autismo. São Paulo, M.Books do Brasil Editora Ltda.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n12-070

Refbacks

  • There are currently no refbacks.