Manifestações bucais em pacientes com leucemia / Oral manifestation in patients with leukemia

Carolini de Oliveira Hernandes, Monica Moreno de Carvalho, Luciana Estevam Simonato

Abstract


Leucemia é uma patologia maligna que é a produção acelerada e descontrolada de células hematopoéticas. A quimioterapia causa complicações bucais e tendo consequência negativos na qualidade de vida do paciente. A leucemia é uma doença que pode levar em pouco tempo o paciente a óbito, os primeiro sinais e sintomas em pacientes com leucemia aparecem na cavidade bucal, por isso os pacientes geralmente vão atrás do cirurgião dentista por pensarem ser problemas bucais. METODOLOGIA: Foi utilizado para essa pesquisa artigos com base nos bancos de dados Pubmed, LILACS, SciELO e Google Acadêmico com os termos “manifestações bucais”,” leucemia” e “odontologia”. OBJETIVO: O objetivo do presente trabalho foi trazer mais informação para os estudantes de odontologia e cirurgiões dentistas para que tenham mais conhecimento para fechar um diagnostico, pois as manifestações orais são as primeiras a surgir em pacientes com leucemia. Em pacientes que fazer quimioterapia e tem complicações bucais tem que um acompanhamento odontológico. RESULTADOS: A etiologia da leucemia foi citada de maneiras diferente dependendo do autor, foi dito que serviços que trabalham com formol como fabricação de vidro, seda artificial, resina e corante entres outras profissões como as que recebem radiações tem uma grande predisposição de surgir um dos tipos de leucemia, outro autor citou ser uma predisposição genética associados com fatores ambientais. As principais manifestações da leucemia acontece na cavidade oral como as principais alterações bucais apresentadas foram morfologia anormal do esmalte e das raízes (taurodontia, hipodontia, microdontia, hipoplasia, raízes curtas), agenesias, sangramento gengival, mucosites, xerostomia e desenvolvimento dental tardio em casos pediátricos, em adultos tem poucas diferença alguns sintomas é aumento da papila interdental, sangramento pois normalmente desenvolve anemia tendo facilidade de ter hemorragia, mucosite é uma inflamação na mucosa oral, que é um efeito colateral do tratamento de quimioterapia que é feito para  controlar a leucemia. Para realizar os tratamentos na cavidade oral deve ser feito com muita cautela pela facilidade de ter hemorragia, mas é importante a remoção dos focos de infecção para evitar complicações. CONCLUSÃO: Podemos concluir que é importante termos conhecimento sobre as manifestações bucais em pacientes com leucemia assim podendo realizar o diagnostico precoce com as informações dos sinais e sintomas, por saber que a chance dos pacientes de ter um prognostico favorável é descobrindo o quanto antes e o cirurgião dentista pode fazer o diagnostico por as primeiras manifestações são na cavidade bucal.

 

 

 

 


Keywords


Manifestações Bucais, Leucemia, Odontologia.

References


Albuquerque RA, Morais VLL, Sobral APV. Protocolo de Atendimento Odontológico a Pacientes Oncológicos Pediátricos – Revisão da Literatura. Rev Odontol UNESP. 2007 36(3): 275-280.

Caldas LHTA, Ricarte RG, Souza SRS, Néri JSV. Alterações Orais da Quimioterapia em Pacientes Infantojuvenis com Leucemia Linfoide Aguda: Revisão de Literatura. Revista Brasileira de saúde funcional. 2021 9(1). DOI: 10.25194/rebrasf.v9i1.1447

Carneiro FM. Silva LCP, Cruz RA. Manifestações bucais das leucemias agudas na infância. Arq Bras Odontol. 2008 4(2): 40-54.

Costa SS. Odontologia do trabalho: nova área de atuação. Rev Assoc Paul Cir Dent.2005 Nov-dez 59:432-6.

Costa SS, Silva A, Macedo IAB. Conhecimento de manifestações orais da leucemia e protocolo de atendimento odontológico. Revista de odontologia da universidade cidade são Paulo. 2011 Jan;23(1):70-8.

Deliverksa E, G, Krasteva A. oral signs of leukemia and dental management –literature data and case report. Journal of IMAB - Annual Proceeding (Scientific Papers). 2013; (19)4: 388-91 DOI: 10.5272.

Ferreira NMLA, Scarpa A, Silva DA. Quimioterapia antineoplásica e nutrição: uma relação complexa. Rev Eletr Enf. 2008 10(4):1026-34. doi.org/10.5216

Gazzinelli LB, Costa BAO, Gonçalves CF, Junior LAVS, Santos PSS. Manejo odontológico em crianças com leucemia aguda sob tratamento antineoplasico. Revista UNINGÁ.2018Jan-mar55(1):121-133

Hauptmann M, Stewart PA, Lubin JH, Beane FREEMAN, Le Hornung RW, Herrick RF. et al. Mortality from lymphohematopoietic malignancies and brain cancer among embalmers exposed to formaldehyde. J Natl Cancer Inst. 2009 Dec-16;101(24):1696. doi.org/10.1093/jnci/djp416

Hespanhol FL, Tinico BEM, Teixeira HGC, Falabella MEV, Assis NMSP. Manifestações bucais em pacientes submetidos á quimioterapia. Ciência saúde coletiva. 2010 Jun15(1). doi.org/10.1590/S1413-81232010000700016

Inaoka C, Albuquerque C. Efetividade da intervenção fonoaudiológica na progressão da alimentação via oral em pacientes com disfagia orofaríngea pós ave. Rev CEFAC. 2014 16(1):187-196. doi.org/10.1590/1982-0216201413112

Lopes IA, Nogueira DN, Lopes IA. Manifestações orais decorrentes da quimioterapia em crianças de um centro de tratamento oncológico. Pesq Bras Odontoped Clinic Integ, 2012 12 (1):113-19. DOI: 10.4034/PBOCI.2012.121.18

Macedo RAP, Morais EF, Dantas NA, Morais MLSA. Uso da clorexidina no tratamento da mucosite oral em paciente com leucemia aguda: revisão sistemática. Ver. Dor. 2015 Jul-sep 16(3). doi.org/10.5935/1806-0013.20150044

Martins ACM, Caçador NP, Gaeti WP. Complicações bucais da quimioterapia antineoplásica. Acta Sci Health Sci. 2001 24(3):663-670. doi.org/10.4025/

Mathias JASD, Lemes DP, Sorgi CF, Rosa APB, Tempes LM. A importância do cirurgião-dentista na identificação das manifestações orais provenientes da leucemia. Rev. Odontol.UNESP,2017.46:0.

Miranda TV, Neves FMG, Costa GNR, Souza MAM. Estado nutricional e qualidade de vida de pacientes em tratamento quimioterápico. Rev Bras Cancerol; 2013 59(1):57-64.

Morais EF, Lira JAS, Macedo RAP, Santos KS. Elias CTV, Morais MLSA.de et al . Manifestações orais decorrentes da quimioterapia em crianças portadoras de leucemia linfocítica aguda. Braz. j. otorhinolaryngol., São Paulo. 2014 Feb:80(1):78-85. doi.org/10.5935/1808-8694.20140015

Neville B. Patologia oral e maxilofacial. 2 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2004.

Paiva MDEB, Biase RCCG, Moraes JJC, ÂNGELO, AR. HONORATO, MCTM. Complicações orais decorrentes da terapia antineoplásica. Arq Odontol. 2010 46(01):48-55.

Pinho AP, Misorelli JC, Montelli R, Longato SE. Mucosite no paciente em tratamento de câncer. Science Health2010 1(3):145-60.

Reolon LZ, Rigo L, Conto F, Cé LC. Impacto da laserterapia na qualidade de vida de pacientes oncológicos portadores de mucosite oral. Rev. Odontol. UNESP. 2017 Jan- Feb;46 (1). doi.org/10.1590/1807-2577.09116

Rodrigues, M. Navarro, CM. Pigmentação de palato por imatinibe em pacientes com leucemia mieloide crônica: revisão de literatura e relato de caso. Ver. Odontol. UNESP. 2020; 4l:60

Santos IV. Alves TDB, Falção MML, FREITAS VF. O papel do cirurgião-dentista em relação ao câncer de boca. Odontol. Clín.-Cient. (Online) Recife. 2011; Jul-Set 10(3 ).

Sousa RM, Santos FHE, Lopes MVO. Diagnósticos de enfermagem identificados em pacientes onco-hematólogicos: mapeamento cruzado. Esc Anna Nery 2015;19(1):54-65. DOI: 10.5935/1414-8145.20150008

Ventriglia M, Aznar L, Cardoso A, Diniz M, BAFFI. Manifestações orais em crianças portadoreas de leucemia/ oral manifestations in children with leucemia. Pediatr.mod. 2014 abr;50(4).




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n12-056

Refbacks

  • There are currently no refbacks.