Probabilidade: as relações entre conceitos e contextos a partir de um recurso didático / Probability: the relationships between concepts and contexts based on a teaching resource

Kátia Xavier Rodrigues Barbosa, Diógenes Maclyne Bezerra de Melo

Abstract


Esse artigo tem como objetivo analisar se o jogo da memória “será que vai acontecer?”, enquanto recurso didático, permite que os estudantes consigam transferir a aprendizagem de um determinado contexto para outro contexto. Tomamos como fundamentação teórica para análise, os tipos de contextos proposto por Ole Skovsmose (2000). No procedimento metodológico realizamos uma pesquisa de campo e organizamos em três momentos. O primeiro, consistiu na aplicação de uma atividade diagnóstica pré-jogo, no contexto da semi-realidade, para identificar que compreensão os alunos tinham sobre os conceitos de probabilidade. No segundo momento, foi aplicado o jogo Será que vai acontecer? no contexto da matemática pura para que os alunos fossem se apropriando dos conceitos e se familiarizando com os termos que representam os respectivos conceitos. Por fim, foi aplicada uma nova atividade diagnóstica no contexto da semi- realidade para verifica verificar se os alunos conseguiram transferir a aprendizagem de um determinado contexto para o outro. Os resultados dessa análise permitiram perceber que os estudantes tiveram 100% de aproveitamento no conceito certo, fazendo associação de um contexto da matemática pura para o contexto da semi-realidade. No entanto, não teve muita influência no conceito de talvez aconteça e impossível pela natureza particular das situações e distintas em cada um dos contextos.  

 

 


Keywords


Probabilidade, Contextos, Jogo.

References


BATANERO, C. Significados de la probabilidad en la educación secundaria. Revista Latino americana de Investigacion en Matemática Educativa. Vol. 8. Nº3. México. pp.247-263. 2005.

BRAGA, Elisabete Rambo; BALLEJO, Clarissa Coragem; VIALI, Lori. Minicurso de Probabilidade: uma Proposta de Formação Continuada para Docentes dos Anos Iniciais. JIEEM v.13, n.4, esp, p. 461-471, 2020.

BRASIL, Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Versão final. Brasília: MEC, dezembro de 2017.

BRASIL, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática, Ensino de 1a a 4a série. Brasília, MEC/ SEF, 1997.

CAMPOS, Tânia M. M. e CARVALHO, José Ivanildo Felisberto. Probabilidade nos anos iniciais da educação básica: contribuições de um programa de ensino. Revista de Educação Matemática e Tecnológica Iberoamericana - EM TEIA, v. 7, nº 1, 2016.

EUGÊNIO, Robson da Silva. Letramento probabilístico nos anos finais do ensino fundamental: um processo de formação dialógica com professores de matemática. Tese (Doutorado em Educação Matemática e Tecnológica) - Universidade Federal de Pernambuco. Recife, 2019.

FERNANDES, J. A. S. Instituições e aprendizagem de probabilidades - Uma Proposta de Ensino de Probabilidades no 9º Ano de Escolaridade. 1999. Tese (Doutorado em Educação) Universidade do Minho

GONSALVES, E. P. Iniciação à pesquisa científica. Campinas, SP, Alinea, 2001.

LOPES, C. E. O ensino de estatística e da probabilidade na educação básica e a formação dos professores. Cad. Cedes, Campinas, v.28, nº74, p.57-73, jan./abr. 2008. Disponível em http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 25 junho 2021.

LUCCAS, Simone. BATISTA, Irinéa de Lourdes. A Importância da Contextualização e da Descontextualização no Ensino de Matemática: uma Análise Epistemológica. In: Encontro Brasileiro de Estudantes de Pós Graduação Em Educação Matemática, 2008, São Paulo. Anais eletrônicos. Disponível em; http://www2.rc.unesp.br/eventos/matematica/ebrapen2008/uploud/205-1-A-Microsoft%20Word%20-%20gt2_luccas_ta.pdf Acesso em junho de 2021.

MIRANDA, Janete Fonseca. Jogos digitais educacionais: uma possibilidade para ensinar e aprender probabilidade nos anos iniciais do ensino fundamental. Dissertação (Mestrado profissional em Educação) - Universidade de Uberaba.Uberlândia-MG,2020.

NOVAES, D.; COUTINHO, C. Estatística para a educação profissional. São Paulo: Atlas, 2009.

SANTOS, Daniella Cristina Silva dos. O tema transversal meio ambiente na Abordagem dos blocos das grandezas ou medidas: contexto ou pretexto nos livros didáticos de matemática? Dissertação (mestrado) – Universidade Federal de Pernambuco. Recife, 2011.

SAMÁ, Suzi. SILVA, Rejane Conceição Silveira da. Probabilidade e Estatística nos anos iniciais do Ensino Fundamental a partir da Base Nacional Comum Curricular. Zetetiké, Campinas, SP, v.28, p.1-21, 2020.

SKOVSMOSE, O. Cenários para investigação. Bolema – Boletim de Educação Matemática, Rio Claro, n. 14, p. 66 – 91, 2000.

SOUZA, Maria Lúcia Ferreira de. Probabilidade: propostas para os anos iniciais a partir da BNCC. TCC (curso de Pedagogia em EAD) – Universidade Federal de Alagoas. Maceió, 2020.

______. Desafio da reflexão em educação matemática crítica. Tradução: Orlando Andrade Figueiredo, Jonei Cerqueira Barbosa – Campinas, SP: Papirus, 2008.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n10-139

Refbacks

  • There are currently no refbacks.