A prática da agricultura familiar: Um estudo de caso no povoado flexal, Município de Penalva/MA / The practice of family farming: A case study in flexal village, Municipality of Penalva/MA

Lucilene Pinheiro Silva, Jonas Jansen Mendes, Raimundo Borba Lima, Claudilene Pinheiro Silva Rodrigues, Luciane Pinheiro Silva, Thaís Aguiar França

Abstract


A agricultura familiar é reconhecida como um segmento estratégico para o desenvolvimento rural sustentável, com a possibilidade de emprego e renda, e oferta de produtos orgânicos para o comércio local. Neste sentido, a pesquisa objetivou identificar as práticas da agricultura familiar, a partir do modo de vida camponês e do perfil dos jovens produtores rurais de modo a conhecer as perspectivas futuras da juventude na agricultura familiar. Trata-se de um estudo exploratório-descritivo com abordagem qualitativa, na qual foi utilizada a pesquisa bibliográfica e de campo. A técnica de pesquisa utilizada foi o roteiro semi-estrutura do em entrevistas com as famílias do povoado Flexal. A pesquisa mostrou que as famílias pesquisadas, utilizam trabalhos manuais e equipamentos rudimentares, práticas convencionais na lavoura, denominada roça de toco. Diante da falta de incentivos e de políticas públicas para manter o jovem no campo, provocando a saída do jovem do campo em busca de oportunidades nas cidades. Pois no campo além da lida difícil na lavoura, a falta de escolas para o jovem também se torna motivo para sua saída para a cidade em busca de escolaridade e, ainda por incentivo dos pais por desejarem ver seus filhos com estudos completos. Embora haja uma legislação específica para crianças e adolescentes, assim como para os jovens. Mas carecendo de efetividade para alcançar os mais distantes rincões do campo no Brasil.


Keywords


Agricultura familiar, Vida camponesa, Juventude rural.

References


BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Presidência da República, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 05 mar. 2020.

_______. Lei Nº 11.326, de 24 de julho de 2006. Estabelece as diretrizes para a formulação da Política Nacional da Agricultura Familiar e Empreendimentos Familiares Rurais. Brasília, DF, jul. 2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Lei/L11326.htm. Acesso em: 22 jan. 2020.

_______. Lei Nº 12.852 de 5 de agosto de 2013. Institui o Estatuto da Juventude e dispõe sobre os direitos dos jovens, os princípios e diretrizes das políticas públicas de juventude e o Sistema Nacional de Juventude - SINAJUVE. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2013/Lei/L12852.htm. Acesso em: 07 set. 2019.

_______. Lei Nº 4.504, de 30 de novembro de 1964. Dispõe sobre o Estatuto da Terra, e dá outras providências. Brasília, DF, jul. 2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l4504.htm. Acesso em: 11 fev. 2020.

_______. Lei Nº 41. 946, de 28 de junho de 1996. Dispõe sobre o Estatuto da Terra, e dá outras providências. Brasília, DF, jul. 2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l4504.htm. Acesso em: 11 fev. 2020.

_______. Lei Nº 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 16 jul. 1990. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm. Acesso em: 16 dez. 2019.

CARVALHO, H. M.; COSTA, F. A. Agricultura Camponesa. In: CALDART, R. S.; PEREIRA, I. B.; ALENTEJANO, P.; FRIGOTTO; G. (orgs.). Dicionário da Educação do Campo. Rio de Janeiro: São Paulo: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio: Expressão Popular, 2012. p. 26-31.

DELGADO, G. C.; BERGAMASCO, S. M. P. P (orgs.) Agricultura Familiar Brasileira: desafios e perspectivas de futuro. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário, 2017.

GIL, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Agropecuário - 2017. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/economicas/agricultura-e-pecuaria/21814-2017-censo-agropecuario.html. Acesso em: 02 set 2019.

_______. Cidades. Brasil/Maranhão. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ma/penalva/historico. Acesso em: 20 mar, 2020.

LAKATOS, E. M; MARCONI, M. A. Técnicas de Pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

MAZOYER, M.; ROUDART, L.. História das Agriculturas no Mundo: do neolítico à crise contemporânea. São Paulo: UNESP; Brasília, DF: NEAD, 2010.

MENDES, J. J. Dinâmica da paisagem na Bacia do Rio Aurá: um estudo a partir do modelo GTP. 2018. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Programa de Pós-Graduação em Geografia, Natureza e Dinâmica do Espaço, Universidade Estadual do Maranhão, São Luís, 2018.

MENEZES, M. A.; STROPASOLAS, V. L.; BARCELLOS, S. B. (orgs.). Juventude Rural e Políticas Públicas no Brasil. Brasília: Presidência da República, 2014.

MINAYO, M. C. S. (org.). Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 18 ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

OLIVEIRA, L. S.; SANTOS, E. M.; BRITO, L. C.; VIANA, A. P.; SOUSA, R. P. Caracterização dos sistemas produtivos do Sítio Renascer, Baião-Pará, baixo Tocantins. III Congresso Internacional das Ciências Agrárias. Castanhal, Pará: IFPA, 2018.

PASQUALOTO, N.; KAUFMANN, M. P.; WIZNIEWSKY, J. G. Agricultura familiar e desenvolvimento rural sustentável. Santa Maria, RS: UFSM, NTE, 2019.

SILVA, L. R. P.; DA SILVA, J. R.; DA SILVA, F. L; SOUZA, M. P. Agricultura familiar amazônica: Sistema de produção – Ilha de Campompema – Abaetuba - Pará. Fragmentos de Cultura, Goiânia, v.25, n.2, p.253-262, abr/jun.2015.

TARDIN, J. M. Cultura Camponesa. In: CALDART, R. S.; PEREIRA, I. B.; ALENTEJANO, P.; FRIGOTTO; G. (orgs.). Dicionário da Educação do Campo. Rio de Janeiro: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio; São Paulo: Expressão Popular, 2012. p. 178-186.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à Pesquisa em Ciências Sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 2007.

WANDERLEY. M. N. B. O campesinato brasileiro: uma história de resistência. Revista de Economia e Sociologia Rural. Brasília, v. 52, n. 1, 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20032014000600002. Acesso em: 23 out 2019.

_______. Raízes Históricas do Campesinato Brasileiro. In: ENCONTRO ANUAL DA ANPOCS, 20.; GT 17 - PROCESSOS SOCIAIS AGRÁRIOS, 1996, Caxambu. Anais [...]. Caxambu, MG, [s. n.], outubro, 1996.

WEISHEIMER, N. Juventudes Rurais: mapa de estudos recentes. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário, 2005.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n10-112

Refbacks

  • There are currently no refbacks.