Indústria criativa: implementação da melhoria nos processos do grupo cultural Reconca-Rio com a utilização do ciclo PDCA/ Creative industry: implementing process improvement at the Reconca-Rio cultural group using the PDCA cycle

Marlene Jesus Soares Bezerra, Ilram Vitoriano de Albuquerque

Abstract


O presente trabalho tem por objetivo utilizar a metodologia do ciclo PDCA para a melhoria nos processos do grupo cultural Reconca Rio e de suas atividades produtivas que sugerem basicamente a integridade, propriedade e capital intelectual para a geração de valores. O Brasil se encaixa hoje potencial para este mercado e ocupa a quinta posição no ranking de países exportadores de criatividade no mundo. Para apresentarmos tal cenário iremos caracterizar os processos da criação e concepção que permeiam a gestão das atividades criativas do Grupo Cultural Reconca Rio. O trabalho trata-se de um estudo exploratório, adotado o método do estudo de caso de um grupo cultural. A coleta de dados compreendeu da observação e entrevistas semiestruturadas junto aos participantes do grupo. Após essas fases, concluiu-se que os documentos gerados a partir desta pesquisa são agora utilizados em todas as apresentações do grupo, bem como o aprendizado de como caracterizar e definir responsabilidades aos processos do grupo e a padronização dos mesmos.

 


Keywords


Indústria criativa, Processos produtivos, Ciclo PDCA.

References


ADORNO, T. W.; HORKHEIMER, M. Dialética do Esclarecimento: Fragmentos Filosóficos. 120f. Escola de Frankfurt, Alemanha, 1947. Disponível em:

Acesso em: 9 set. 2014

BENDASSOLLI et al. Indústrias Criativas: Definição, Limites e Possibilidades. Fórum, São Paulo, v.49, n.1, p.010-018, 2009.

CAMPOS, Vicente Falconi. TQC: Controle de Qualidade Total (no Estilo Japonês).

ª. ed. Belo Horizonte: Fundação Christiano Ottoni, 1992. (Rio de janeiro; Bloch Ed.)

CAVES, R. E. Organization of Arts and Entertainment Industries. Handbook of the Economics of Art and Culture, Harvard, USA, v.1, n.1, p.534-564, 2006.

COSTA, D. H. Gestão e Cultura: Um panorama dos argumentos pró e contra.. 2006. 11f.,Universidade Federal Fluminense, III Simpósio de excelência em gestão e tecnologia, 2006.

FONSECA, Augusto V.M & MIYAKE, Dario I. Uma análise sobre o Ciclo PDCA como método para solução de problemas da qualidade. XXVI ENEGEP. Ceará: 2006.

GIRARDI, B. A.; GIRARDI, A. M. O.; GONÇALVES, H. H. A. B. Q. Engenheiro de

produção na Indústria Criativa: um campo de possibilidades. Revista de Design, Inovação e Gestão Estratégica, SENAI, v.4, n.1, p.1-10, 2013.

HESMONDHALGH, D. Cultural and creative industries. The sage handbook of cultural analysis, Oxford, Inglaterra, n.1, p.552-569, 2007.

HOWKINS, J. The creative economy – How people make money from ideas. Londres. Peguin Books, 2001.

JEFFCUTT, P. Indústrias Criativas. GV Executivo/FGV., Quenn's University, Irlanda, v.3, n.4, p.37-41, 2005.

JURAN, J M. A qualidade desde o projeto: novos passos para o planejamento da qualidade em produtos e serviços. 3.ed. SÃO PAULO: Pioneira, 1997. 551.

KREINER, K. In search of relevance: Project management in drifting environments. scandinavian journal of management, Denmark, v.11, n.4, p.335-346, 1995.

ONU. UNCTAD: Creative economy report 2008 – Creative economy: A feasible development option. UN, 2008.

ORIBE, C. Y. PDCA: origem, conceitos e variantes dessa idéia de 70 anos. Qualypro,Brasil, v.1, n.1, p.1-11, 2009. Disponível em:

Acesso em: 9 set. 2014

SCHLAMOVITZ, J. Uncertainty in film production management: Production plannig and 'Social Uncertainty'. 2007. 16f. Copenhagen Business School, Denmark, 2007.

SISTEMA FIRJAN Mapeamento da Indústria Criativa no Brasil. Rio de Janeiro: SESI/SENAI Maracanã, 2012. 23p.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n10-092

Refbacks

  • There are currently no refbacks.