Comparações de cubagens de depósitos minerais geradas a partir de MDE do USGS e TOPODATA com topografia convencional: Um estudo de caso / Comparisons of cubes of mineral deposits generated from USGS DEM and TOPODATA with conventional topography: A case study

Emanuel Itaquê de Negreiros Moreira, Belarmino Barbosa Lira, Jayson Dagoberto dos Santos Carneiro, Júlio César de Souza, Leandro de Lima Maia, Luis Henrique Nery Januario, Rodrigo Luis de Souza

Abstract


A cubagem de depósito é uma etapa importante no processo decisório de um projeto de mineração. As tecnologias SIG podem ser aplicadas para tal, com uma determinada precisão. Os dados SIG são disponibilizados gratuitamente e fornecem uma base na fase de exploração de um depósito mineral. Softwares gratuitos, como o QGIS, podem ser utilizados no tratamento de dados georreferenciados, imageadores ou não, e gerar produtos interessantes que representem características da superfície terrestre. Neste trabalho foi executado um estudo de representação topográfica de uma área contendo os pegmatitos Facheiro, Mina do Meio e Mina Velha para cubagem dos seus afloramentos, onde também foram feitos cortes longitudinais aos mesmos para análise geomorfológica dos MDTs gerados através dos Modelos Digitais de Elevação (MDE), obtidas pelos sites do USGS e TOPODATA, em software DATAMINE. Como resultado viu-se que os MDTs gerados pelo MDE do USGS foram as que mais se aproximaram da realidade, sendo aplicáveis para depósitos de grande extensão; já as geradas pelo MDE do TOPODATA não produziram resultados satisfatórios.

 

 


Keywords


Cubagem, QGis, MDE, USGS, TOPODATA.

References


CÂMARA, Gilberto. CASANOVA, Marcos A. HEMERLY, Andrea S. MAGALHÃES, Geovane C. MEDEIROS, Cláudia M. B.. Anatomia de Sistemas de Informação Geográfica. Projeto GEOTEC, Escola de Computação, SBC, 1996, p. 193.

FLORENZANO, Teresa Gallotti. LIMA, Suely Franco Silveira. MORAES, Elisabete Caria. Formação de professores de Geotecnologias por meio de ensino a distância. Educar em Revista, Editora UFPR, Curitiba. 2011. n. 40, p. 69-84.

FILHO, Luís Fernando Dias. A Utilização de Open Source Gis na mineração: Prospecção regional de pegmatitos da Faixa Seridó paraibana. 2016. 106 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia) – Departamento de Engenharia de Minas do Centro de Tecnologia e Geociências, da Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2016.

MEDEIROS, L. C. FERREIRA, N. C. FERREIRA, L. G. (2009) Avaliação de Modelos Digitais de Elevação para Delimitação Automática de Bacias Hidrográficas. Revista Brasileira de Cartografia n61/02, 2009. p. 138-151

OLIVEIRA, Joyce Avila de. Mapeamento das feições superficiais da galeria grey, campo de gelo patagônico sul, com uso de imagens de alta resolução espacial. 2015. 129 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – do Instituto de Ciências Humanas e da Informação da Universidade Federal do Rio Grande, Rio Grande-RS, 2015.

TEIXEIRA, Renato Cardoso. BRITO, Gustavo Henrique Mendes. ANTUNES, Arlindo Modesto. ROCHA, Ivandro José de Freitas. Avaliação dos modelos digitais de elevação (mde) derivados de imagens de sensoriamento remoto orbital. Científica – Multidisciplinary Journal. 2018. P 45-51.

VALERIANO, Márcio de Morisson. ROSSETI, Dilce de Fátima. Topographic modeling of Marajó Island with SRTM data. Revista Brasileira de Geomorfologia. Vol 9. Nº1. 2008. P 53-64.

VALIN, Mariana Mello. Uso de Softwares Livres para o Desenvolvimento de SIG WEB de Acessibilidade a Atrativos Turísticos: Estudo de Caso da Cidade de Campinas - SP. 2009. 129 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – da Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2009.

VITAL, Saulo Roberto de Oliveira. SILVEIRA, Thyago de Almeida. ALENCAR, Heloísa Maria Quirino de. FERREIRA, Bruno. Uso de imagem SRTM (Shuttle Radar Topography Mission) para o mapeamento geomorfológico na microbacia do açude Taperoá ii, Paraíba, Brasil. III Simpósio Brasileiro de Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação. Recife – PE. 2010. P. 001-005.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n10-054

Refbacks

  • There are currently no refbacks.