Educação inclusiva, humanização e a psicologia escolar: uma discussão fundamental / Inclusive education, humanization and school psychology: a fundamental discussion

Rosane Nilse da Silva Moreira, Neyla Cristina de Oliveira, Mariana Lara Cabral Viana, Israel Barbosa Neto, Sarah neves Bezerra Fonseca, Mariana Cunha de Mello, Karen Lívia Costa Carvalho, Aleandra Carla Miranda de Lima Marinho

Abstract


O presente artigo possui como objetivo retratar de forma crítica o atual cenário da educação inclusiva, no ensino regular, especificamente e que frente a atual conjuntura, ainda é possível encontrar que a escola, o principal meio de inserção das crianças na sociedade, ainda encontra-se despreparada e carente para o acolhimento desse público-alvo, além disso, as unidades de educação que as recebem traz em seu cunho um ensino mecanicista, tal que retirando o direito de convívio de ir e vir das crianças para com as outras, ferramenta fundamental em seu desenvolvimento. Por conseguinte, a luz da fundamentação teórica, explanar que o trabalho da psicologia escolar educacional é necessário fazer-se presente no processo de inclusão das crianças e na humanização por parte da instituição para acolher de tal forma, onde nenhuma criança venha a sentir-se excluída. É possível concluir que a principal atitude para a quebra desse estigma vem-se por parte da conduta do próprio ensino regular, modificando o atual posicionamento, para então conseguir exercer com eficácia o real papel social das instituições, por fim atualizando-se no contexto estrutural, formativo, na equipe pedagógica e porque não política também.

 

 


Keywords


Crianças, Escola, Inclusão, Ensino.

References


Bock AMB. Psicologia da Educação: cumplicidade ideológica. In: Meira ME, Antunes MAM, eds. Psicologia escolar: teorias críticas. São Paulo: Casa do Psicólogo; 2003. p.79-103

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em:

Constituição da República Federativa do Brasil : texto constitucional promulgado em 5 de outubro de 1988, com as alterações determinadas pelas Emendas Constitucionais de Revisão nos 1 a 6/94, pelas Emendas Constitucionais nos 1/92 a 91/2016 e pelo Decreto Legislativo no 186/2008. – Brasília : Senado Federal, Coordenação de Edições Técnicas, 2016

DEL PRETTE, Zilda Aparecida. Psicologia, educação e LDB: novos desafios para velhas questões? In: GUZZO, Raquel Souza (Org.). Psicologia escolar: LDB e educação hoje. Campinas: Alínea, 2002. p. 11-34.

ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. LEI Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990. Disponivel em: Acesso em: 12/05/2019.

ESTEVE, José M. A terceira revolução educacional: a educação na sociedade do conhecimento. São Paulo: Moderna, 2004.

LACERDA JUNIOR, Fernando; GUZZO, Raquel. Prevenção primária: análise de um movimento e possibilidades para o Brasil. Interação em Psicologia, v. 9, n. 2, p. 239- 249, 2005.

LIMA, Aline. Breve histórico da psicologia escolar no Brasil. Psicologia Argumento, v. 23, n. 42, p. 17-23, 2005.

MACHADO, Adriana Marcondes. Crianças de classe especial: efeitos do encontro entre saúde e educação. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1994

MALUF, Maria Regina; CRUCES, Alacir. Psicologia educacional na contemporaneidade. Boletim da Academia Paulista de Psicologia, v. 28, n. 1, p. 87-99, 2008.

Matos, S. N., & Mendes, E. G. (2014). A proposta de inclusão escolar no contexto nacional de implementação das políticas educacionais. Práxis Educacional, Vitória da Conquista, 10(16), 35-59.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. São Paulo/Brasília: Cortez/UNESCO, 2002.

PATTO, Maria Helena Souza. A produção do fracasso escolar: histórias de submissão e rebeldia. São Paulo: T. A. Queiroz, 1990.

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Disponivel em: Acesso em:<12/05/2019.

Psicologia Escolar: que fazer é esse?/ FRANSCHINI, Rosângela; VIANA, Meire Nunes

Conselho Federal de Psicologia. - Brasília: CFP, 2016.

Sekkel, M. C. (2003). A construção de um ambiente inclusivo na educação infantil: relato e reflexão sobre uma experiência. Tese de Doutorado em Psicologia, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

SENADO NOTÍCIA. PROPOSTA ESTABELECE PRESENÇA OBRIGATÓRIA DE PSICÓLOGO EM ESCOLA PÚBLICA. Disponível em:

Acesso em 09/04/2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-445

Refbacks

  • There are currently no refbacks.