Fitoterápicos no tratamento da obesidade e suas enfermidades / Phytotherapics in the treatment of obesity and its diseases

Jemima Teixeira de Oliveira, Eric Henrique Araújo Rodrigues, Any Vitória Moura Silva Calmon, Francisca Marta Nascimento de Oliveira Freitas

Abstract


Introdução: A Obesidade é uma doença metabólica ocasionada pelo aumento excessivo de gordura corporal, decorrente do desequilíbrio da ingestão excessiva de calorias e gasto energético, com isso contribuindo para o avanço de outras patologias tais como: doenças cardiovasculares, hipertensão e diabetes melitus sendo assim um problema de saúde pública global. Uma das alternativas para um tratamento contínuo e eficaz tem se encontrado na Fitoterapia, plantas medicinais os quais são extraídos compostos que atuam tanto como moderador de apetite como aceleradores do metabolismo, dessa forma promovendo a redução da ingestão calórica. Objetivos: Avaliar a composição dos fitoterápicos, relacionando com as espécies vegetais como alternativa no tratamento da obesidade. Constatando a obesidade, suas causas, riscos e diagnósticos. Identificando as bases da fitoterapia e descrevendo a sua relação quanto à prevenção e tratamento da obesidade. Resultados: Com a pesquisa realizada, a Fitoterapia mostrou-se positiva na prevenção e tratamento das patologias relacionadas à obesidade. Conclusão: O trabalho traz uma correlação da eficácia entre o tratamento da obesidade com fitoterápicos e seus benefícios demonstrados com estudos realizados ao longo dos anos.


Keywords


Obesidade, Fitoterapia, Plantas-medicinais, Tratamento

References


ABESO. 2016. Diretrizes Brasileiras de Obesidade. Acesso em: 15/05/2021. Disponível em: www.abeso.org.br

ADRIOLO, Daniela Santos Maia et al. Investigação da presença de anorexígenos, benzodiaz epínicos e antidepressivos em formulações fitoterápicas e magrecedoras. Investigation on the occurrence of anorexigens, benz odiaz epines and antidepressants in the weight-reducer phytotherapy formulations. 2012. Revista instit uto Adolfo Lut z 2012.

ALMEIDA, M.F.S.; Marcellino, M.C.L.; Nicolielo, D.B.; Pedro, K.P.; Neves, F.T.A.; Moura, K.C.R.; Nunes, A.J.F.; Gonçalves, T.O.M. Avaliação do potencial termogênico e do perfil bioquímico de camundongos suíços submetidos ao uso diário de extrato aquoso do Citrus aurantium L. SALUSVITA. Vol. 34. Num. 3. 2015. p. 489-504.

ALVES, Cristiano Alberto de Lima. Revisão bibliográfica sobre caracterização de fitoterápicos com potencial de uso para emagrecimento. 2018.

ANDREAZZA, Geórgia Lucena et al. Efeitos da faseolamina, farinhas de feijão cru e cozido no perfil nutricional e bioquímico de ratos jovens saudáveis. Nutrire, v.40, n.2, 2015. Disponível em:< http://sban.cloudpainel.com.br/ files/revistas_ publica coes/ 459.pdf >.

ANVISA - Agencia Nacional de Vigilância Sanitária. 2016. Momento Fitoterápico Farmacopeia brasileira Primeira edição. Acesso em: 12/05/2021. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/

ANVISA. O que são fitoterápicos? Disponível em: http://www.anvisa.gov.br/medicamentos/fitoterápicos/poster-fitoterapicos.pdf. Acesso em: 12/05/2021.

ASBRAN. 2015. Título de Especialista em Nutrição incluirá Fitoterapia Acesso em: 12/05/2021. Disponível em: www.asbran.org.br

BADKE, M., Cogo, S., Ilha, A., Heisler, E., Schimith, M., & Sacramento, H. Panorama brasileiro dos serviços de plantas medicinais e fitoterápicos. Revista de Enfermagem da UFSM, 9, e64. (2019).

BARBIERI, A.F. As Causas Da Obesidade: Uma Análise Sob A Perspectiva Materialista Histórica. Revista da Faculdade de Educação Física da UNICAMP. Vol. 10. Num. 1. 2012. p. 133-153.

BARROSO, Taianah Almeida. Associação Entre a Obesidade Central e a Incidência de Doenças e Fatores de Risco Cardiovascular. International Journal of Cardiovascular Sciences. 2017; 30(5)416-424.

BARROSO, Weimar Kunz Sebba; SOUZA, Ana Luiza Lima. Obesidade, Sobrepeso, Adiposidade Corporal e Risco Cardiovascular em Crianças e Adolescentes. Arq. Bras. Cardiol. , São Paulo, v. 115, n. 2, pág. 172-173, agosto de 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos. Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. Brasília: Ministério da Saúde, 2006.

CONCEIÇÃO, Francileine Rodrigues et al. Terapia complementar: A comercialização de fitoterápicos para o controle do peso em um município do Maranhão. REAS, Revista Eletrônica Acervo Saúde, 2018. Disponível em:< https://www. acervo saude .com.br/doc/REAS188.pdf>.

CORTÊS, Daniela. A Fitoterapia no tratamento da obesidade. 2013. Acesso em: 12 de outubro de 2016. Disponível em: www.bdigital.ufp.pt/bitstream.

DE CAMPOS PIRES, Bruna et al. Camellia sinensis: benefícios no auxílio ao tratamento da obesidade. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 2, p. 15411-15420, 2021.

DE JESUS, Josimário Ferreira; REIS, Isabella Mary Alves; COSTA, Sônia Carine Cova. Avaliação da estabilidade de pastilha gomosa contendo extrato seco de citrus aurantium. Brazilian Journal of Health Review, v. 3, n. 3, p. 34327-4350, 2020.

DE OLIVEIRA, Thayse Wilma Nogueira et al. LARANJA AMARGA (Citrus aurantium) COMO COADJUVANTE NO TRATAMENTO DA OBESIDADE. Revista Saúde & Ciência Online, v. 6, n. 2, p. 114-126, 2017.

DIAS, Patricia Camacho et al . Obesidade e políticas públicas: concepções e estratégias adotadas pelo governo brasileiro. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro. v 33, n.7, e00006016, 2017.

FONSECA, Ana Beatriz Baptistella Lemeda .Legislação em fitoterapia. Fitoterapia Funcional:dos Princípios Ativos a Prescrição de Fitoterápicos. São Paulo: VP editora, 2008. Acesso em: 12/05/2021. Disponível em: www.cadernosdesaudepublica.

GHIOULEAS A, WANNMACHER L. Tratamento Medicamentoso de Obesidade. In: Fuchs FD, Wannmacher, L. Farmacologia Clínica. Fundamentos da terapêutica Racional. 4ª. Ed. Rio de janeiro: Guanabara Koogan; 2010:1073- 1087.

IBIAPINA, W. V. et. al. INSERÇÃO DA FITOTERAPIA NA ATENÇÃO PRIMÁRIA AOS USUÁRIOS DO SUS. Rev. Ciênc. Saúde Nova Esperança –v. 2, n.1, p.58-68, 2014.

LEITE, L.D.; Rocha, E. D. M.; Neto, J. B. Obesidade: uma doença inflamatória. Revista Ciência & Saúde. Vol. 2. Num. 2. 2009. p. 85- 95.

LIN JK, Lin-Shiau SY. Mechanismis of hypolipidemic and anti-obesity effects of tea and tea polyphenols. Mol. Nutr. Food Res. 2006; 50(2): 211-7.

LUCAS, Ricardo Rodrigues, et al. "HERBAL MEDICINES APPLIED TO OBESITY." DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde 11.2 (2016).

LUO, D.; CANIGGIA, I.; POST, M.2014. Hypoxia Inducible Regulation of Placental BOK Expression.Biochemical Journal. Immediate Publication, doi:10.1042/BJ20140066.

MACHADO, D. C, CZERMAINSKI, S. B. C, LOPES, E. C. Percepções de coordenadores de unidades de saúde sobre a fitoterapia e outras práticas integrativas e complementares. Saúde debate. [periódico na internet. 36(95):615-23. 2012.

MAZUR, Caryna Eurich. Efeitos do feijão branco (Phaseolus vulgaris L.) na perda de peso. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, São Paulo. v. 8, n. 48, 2014. Disponível em:< http:// www. rb ne. com.br / index. php/ rbne/ article/ view / 482/ 446 >.

MOLZ, Simone; CORDEIRO, Debora Nack. Efeito hipolipemiante da farinha de feijão branco (Phaseolus vulgaris) em camundongos hiperlipidêmicos. Saúde e Meio Ambiente, v. 3, n. 2, 2014. Disponível em:< www.periodicos.unc.br › Início › Arquivos › v. 3 n. 2 (2014)>.

NAMITA, Parmar; MUKESH, Rawat; VIJAY, Kumar J. Camellia sinensis (green tea): a review. Global journal of pharmacology, v. 6, n. 2, p. 52-59, 2012.

PEDROSO, Roberto Costa et al. Farmacoterapia da obesidade: Riscos e benefícios. Obesity Pharmacotherapy: Benefits and Risks. 2016. Revista de saúde e desenvolvimento humano. Disponível em: https://revistas.unilasalle.edu.br/index.php/saude_desenvolvimento/article/view/2613, Canoas, v. 4, n.1, 2016. Acesso em: 12/05/2021.

PESSOA, É. V. M; SOUSA, F. das C. A. Effect of garcinia's administration changes in weight reduction. Reonfacema, Maranhão, v.3, n.2, p.513-518, abr-jun. 2017.

REIS, Nelzir Trindade. Nutrição clínica: interações. In: Nutrição Clínica: Interações. 2004. p. 580-580. 2° Reimpressão 2009.

REZENDE, Amanda Alves et al. Nutritional and protein quality of dry Brazilian beans (Phaseolus vulgaris L.). Food Science and Technology, v. 38, n. 3, p. 421-427, 2018.

RIAZ, Ghazala; CHOPRA, Rajni. A review on phytochemistry and therapeutic uses of Hibiscus sabdariffa L. Biomedicine & Pharmacotherapy, v. 102, p. 575-586, 2018.

RODRIGUES, Dhulia Nogueira; RODRIGUES, Debora Fernandes. Fitoterapia como coadjuvante no tratamento da obesidade. Revista Brasileira de Ciências da Vida, v. 5, n. 4, p. 19-19, 2017.

SANTOS, Francielle Teixeira et al. HIBISCO SABDARRIFA NA OBESIDADE. ANAIS SIMPAC, v. 10, n. 1, 2019.

SEMWAL, Ruchi Badoni et al. A comprehensive scientific overview of Garcinia cambogia. Fitoterapia, v. 102, p. 134-148, 2015.

SOARES, M.B.; IZAGUIRRY, A.P.; VARGAS, L.M., et al. Catechins are not major components responsiblefor the beneficial effect of Camellia sinensis on the ovarian δALA-D activity inhibited by cadmium. Food and Chemical Toxicology, v.55, p.463-469, May 2013.

TISCHLER, A.B. Caracterização do perfil corporal de pacientes obesos e portadores de hipertensão arterial sistêmica admitidos em uma clínica-escola de nutrição no município de Lauro de Freitas-BA. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. Vol. 7. Num. 38. 2013. p. 27-34.

UYEDA; Mari. Hibisco e o processo de emagrecimento: uma revisão da literatura. 2015. Saúde em Foco, Edição nº: 07/Ano: 2015. Acesso em: 12/05/2021. Disponível em: www.unifia.edu.br

VERBINEN, Andressa; OLIVEIRA, Vinícius Bednarczuk. A Utilização da Garcinia cambogia como coadjuvante no tratamento da obesidade. Visão Acadêmica, v. 19, n. 3, 2018.

VERRENGIA, E.C.; Kinoshita, S.A.T.; Amadei, J.L. Medicamentos Fitoterápicos no Tratamento da Obesidade. UNICIÊNCIAS. Vol. 17. Num. 1. 2013. p. 53-58.

VERRENGIA, Elizabeth Cristina; KINOSHITA, Samara Alessandra Torquete; AMADEI, Janete Lane. Medicamentos fitoterápicos no tratamento da obesidade. Uniciências, v. 17, n. 1, 2013.

VIEIRA, Adna Rosanny dos Reis; MEDEIROS, Priscilla Ramos Mortate da Silva. A utilização de Fitoterápicos no Tratamento da Obesidade. REVISTA CIENTÍFICA DA ESCOLA ESTADUAL DE SAÚDE PÚBLICA DE GOIÁS" CÂNDIDO SANTIAGO", v. 5, n. 1, p. 44-57, 2019.

ZAMBON, Camila Pereira et al. O uso de medicamentos fitoterápicos no processo de emagrecimento em acadêmicos do curso de farmácia da faculdade de educação e meio ambiente–Faema. 2018.

ZAROS, Karin Juliana Bitencourt. O uso off label de medicamentos para obesidade. Boletim do Centro de Informação sobre Medicamentos, ed. 2, 2018. Disponível em:< https://crf-pr.org.br/uploads/revista/ 33657/ CeW0q ho1Z WuSJ g2 f4Ioml1hrF99F2Etv.pdf>.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-386

Refbacks

  • There are currently no refbacks.