Profissionalização docente em pedagogia hospitalar / Teaching professionalization in hospital pedagogy

Leandro Pedroso Mota, Luciene Francisca de Azevedo de Azevedo, Renata Pantaleão Ubugata, Thalia Cristina Silva Ralha, Valquiria Gama de Souza

Abstract


O acesso à educação, mesmo em período de doença, tratamento médico em hospitais ou em domicílio, é um direito de todos, assegurado pelas legislações brasileiras, vigente desde a década de 1980. A área da pedagogia hospitalar vem crescendo gradativamente, devido ao aumento da demanda e ao mesmo tempo ao interesse dos profissionais de educação em se especializar neste segmento específico. Concomitantemente, algumas instituições de ensino oferecem formação na área de pedagogia hospitalar, abordando um currículo que prevê, principalmente, a flexibilização e/ou adaptação das atividades, os espaços não convencionais de aprendizado e projetos lúdicos-pedagógicos. Para atender a problematização da pesquisa: como a formação (inicial e continuada) garante ao pedagogo qualificação para atuação em ambiente hospitalar, trilhamos o caminho metodológico com a pesquisa qualitativa e análise documental, ampliando nosso referencial teórico consultando produções acadêmicas como artigos, teses e monografias. Concluímos que a área de pedagogia hospitalar é valiosa e necessária tendo em vista a eventual necessidade do afastamento da criança da escola regular, e ao mesmo tempo a necessidade de mantê-la motivada e participativa nas atividades escolares e pertencente a escola e a sociedade mesmo que em período de internação.


Keywords


Pedagogia, Pedagogia hospitalar, Formação continuada.

References


AVANZINI, Claudinéia M. V.: SILVA, Thais G. A educação hospitalar e domiciliar: a identidade pedagógica dos professores que atuam no SAREH / SEED / PARANÁ EDUCERE - CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 10, 2011, Curitiba, PUC, 2011. (15911 -15922) p.

BRANDÃO, Carlos, R. O que é Educação. São Paulo: Ed. Brasiliense, 2007, p 128.

BRASIL, CNE. Conselho Pleno. Projeto de Resolução. Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Pedagogia, março de 2005. Brasília: CNE, 2005.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Classe hospitalar e atendimento pedagógico domiciliar: estratégias e orientações. Brasília: MEC/SEESP, 2002, 35 p.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica. Brasília: MEC/SEESP, 2001.

BRASIL, CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Câmara de Educação Básica. Resolução CNE/CEB 2/2001. Diário Oficial da União, Brasília, 14 de setembro de 2001.

BRASIL. Lei nº 10.685/2000, de 30 de Novembro de 2000. Dispõe sobre o acompanhamento educacional da criança e do adolescente internados para tratamento de saúde. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Poder Legislativo, Brasília, DF, 30 nov. 2000, Art. 1 - Art. 4.

BRASIL. Lei nº 9.394/1996, de 20 de Dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Poder Legislativo, Brasília, DF, 20 dez. 1996, Art. 4.

BRASIL, CONSELHO NACIONAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. Aprova o texto da Sociedade Brasileira de Pediatria, relativo aos Direitos da Criança e do Adolescente Hospitalizados. Resolução nº 41 de 13 de Outubro de 1995. Disposto no Art. 3º da Lei 8.242, de 12 de outubro de 1991. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 13 out. 1995.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Política Nacional de Educação Especial. Brasília: MEC/SEESP, 1994. 20p.

CECCIM, Ricardo B.; Carvalho, Paulo R. A. Criança hospitalizada: atenção integral como escuta a vida. Porto Alegre. Ed. Rio Grande do Sul, 1997, 31p.

CHIQUITO, Ricardo. Pedagogia hospitalar, pedagogia domiciliar e outros rumos à pedagogia. Unidade Educacional XXIII Práticas Pedagógicas com Diferentes Sujeitos em Formação e em Diferentes Espaços Educacionais. Módulo 4. São Paulo. São Camilo, 2020

ESCOLA MÓVEL. Graac. Disponível em: . Acesso em: 31 ago. 2019.

FACULDADE UNYLEYA. Pós-Graduação EAD em Pedagogia Hospitalar.

Disponível em: . Acesso em: 01 out. 2019.

FONSECA, Eneida, S. Atendimento escolar no ambiente hospitalar. São Paulo: Ed. Memnon, 2003. 98p.

FONTES, Adriana, R. Pedagogia Hospitalar: Atividades Lúdico-Educativas no Processo de Humanização do Hospital Regional Amparo de Maria - Estância (SE). 2012. 168p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Tiradentes, Aracaju - SE, 2012.

FREITAS, Isabel, F. LIMAS, Walter, M. Pedagogia Hospitalar: Presença do tema no Projeto Pedagógico de Pedagogia da UFAL. Revista Saberes Docentes em Ação, Maceió, v. 03, n. 01, p. 7 - 14, set. 2017.

HOSPITAL ALBERT EINSTEIN. Iniciação à Pedagogia Hospitalar. Atualização Profissional. Disponível em: . Acesso em: 01 out. 2019.

IPED. Curso de Pedagogia Hospitalar EAD. Disponível em: . Acesso em: 01 out. 2019.

KISHIMOTO, Tizuko M. Jogo, Brinquedo e a Educação. 5 ed. São Paulo: Ed. Cortez, 2001. 208p

LOSS, Adriana, S. Para onde vai a Pedagogia? Os desafios da atuação profissional na pedagogia hospitalar. Curitiba: Ed. Appris, 2014, 121p..

MATOS, E. MUGIATTI, M. Pedagogia hospitalar. Curitiba: Ed. Univ. Champagnat, 2001. 90p.

MATOS, E. MUGIATTI, M. Pedagogia hospitalar: A humanização integrando educação e saúde. Petrópolis: Ed. Vozes, 2006. 147p.

PUC-SP. Pedagogia Hospitalar: Atuação do Educador no Atendimento Pedagógico Domiciliário e Hospitalar. Educação Continuada. Extensão. Disponível em: . Acesso em: 01 out. 2019.

REVISTA DO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE. Porto Alegre: Fundação Médica, 1981. 92p.

SANTOS. Lei nº 2.865/2012, de 16 de Outubro de 2012. Dispõe sobre a criação da escola hospitalar no município de Santos para alunos em tratamento de doenças crônicas e dá outras providências. Diário Oficial, Poder Legislativo, Santos, SP, 16 out. 2012.

SICSP, Governo do Estado de São Paulo. SICSP - Solicitação de Informação [mensagem pessoal]. Mensagem recebida por em 05 dez. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-353

Refbacks

  • There are currently no refbacks.