Influência de um nutraceutico nos níveis de cortisol salivar e no perfil antropométrico de indivídos obesos / Influence of a nutraceutical on cortisol salivar levels and on the anthropometric profile of obese individuals

Luisa Wolpe, Rodrigo Granzoti, Anderson Kelvin Taporoski

Abstract


A obesidade é uma doença crônica caracterizado pelo excesso de gordura corporal. O excesso de adiposidade altera os padrões antropométricos e se associam com inúmeras comorbidades. Inúmeros fatores correlacionam-se com a obesidade e os hormônios podem exercer um papel importante na sua gênese. O cortisol é um hormônio regulador do metabolismo e quando elevados podem aumentar a gordura corporal. Nesse sentido, reduzir os níveis circulantes de cortisol pode configurar uma ferramenta eficiente no combate ao excesso de peso. Assim, o presente estudo teve por objetivo verificar a eficácia da suplementação de um nutracêutico na redução dos níveis de cortisol, bem como nos parâmetros antropométricos em indivíduos com sobrepeso e obesidade. Para o estudo foram recrutados 30 indivíduos, de ambos os sexos, no qual foram divididos de forma randomizada em dois grupos distintos: grupo placebo e grupo suplementado. O grupo suplementado. O grupo suplementado recebeu 200mg de Piroglutamilamidoetil indol durante 60 dias. Foram coletados os dados de cortisol salivar matinal e vespertino no tempo 0 (T0) e tempo 1 (T1). Os parâmetros antropométricos também foram mensurados no T0 e no T1. Como resultado, observou-se uma redução significativa nos níveis de cortisol salivar matutino, não havendo diferenças no cortisol vespertino. Com relação aos parâmetros antropométricos observou-se, no grupo suplementado, uma redução significativa na na dobra abdominal, circunferência abdominal, dobra da coxa, peso corporal e IMC. Não houve diferenças estatisticamente significativas no grupo placebo. Os resultados do presente estudo demostraram que a suplementação de 200mg de Piroglutamilamidoetil indol foi eficiente na redução dos níveis de cortisol salivar matutino e na redução dos parâmetros antropométricos.


References


AFOLABI, H. A. et al. The relationship between obesity and other medical comorbidities. Obesity Medicine, 17: 100164, 2020.

CERIT, H. et al. The effect of tryptophan on the cortisol response to social stress is modulated by the 5-HTTLPR genotype. Psychoneuroendocrinology, 38(2), 201–208, 2013.

GATHERCOLE, L. L. et al. Regulation of Lipogenesis by Glucocorticoids and Insulin in Human Adipose Tissue. PLoS ONE, 6(10): e26223, 2011.

GIAMMANCO, M. et al. Nutrition, obesity and hormones. Journal of Biological Research, 91:7755, 2018.

Herhaus, B. et al. High/low cortisol reactivity and food intake in people with obesity and healthy weight. . Translational Psychiatry, 10(40): 1-8, 2020.

JORGE, S. R. et al. O cortisol salivar como resposta fisiológica ao estresse competitivo: uma revisão sistemática. Journal of Physical Education, 21(4,): 677-686, 2010.

KOOPMANS, S. J. et al. Surplus dietary tryptophan reduces plasma cortisol and noradrenaline concentrations and enhances recovery after social stress in pigs. Physiology & Behavior, 85: 469 – 478, 2005.

MANGGE, H., K. L. et al. Obesity-related dysregulation of the tryptophan-kynurenine metabolism: role of age and parameters of the metabolic syndrome. Obesity (Silver Spring), 22:195–201, 2014.

PAPAFOTIOU, C. et al. Hair cortisol concentrations exhibit a positive association with salivary cortisol profiles and are increased in obese prepubertal girls. Stress, 20(2):217-222, 2017.

RANGEL DE ARAÚJO, Marcelo. A influência do treinamento de força e do treinamento aeróbio sobre as concentrações hormonais de testosterona e cortisol. Motricidade, 4(2), 2008.

RICHARD, D. M. et al. L-Tryptophan: Basic Metabolic Functions, Behavioral Research and Therapeutic Indications. International Journal of Tryptophan Research, 2: 45–60, 2009.

SANCHEZ, F. F. et al. Anthropometric midarm measurements can detect systemic fat-free mass depletion in patients with chronic obstructive pulmonary disease. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, 44: 453-459, 2011.

THAU, L. et al. Physiology, Cortisol. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2021. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK538239/ Acesso: 19/08/2021.

van der VALK, E. E. et al. Stress and Obesity: Are There More Susceptible Individuals? Curr Obes Rep., 7(2): 193–203, 2018.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-334

Refbacks

  • There are currently no refbacks.