Corporeidade feminina: uma visão pós-moderna em mademoiselle chanel, de Maria Adelaide Amaral / Female body: a post-modern vision in mademoiselle chanel, by Maria Adelaide Amaral

Jéssica Lima e Silva, Francisco das Chagas Silva de Jesus Hernandez, Eliane Ferreira de Araujo Alves, Margareth Torres de Alencar Costa

Abstract


As discussões voltadas para o contexto da pós-modernidade e as mudanças trazidas por este movimento nos diversos espaços socioculturais, econômicos e do saber, refletem socialmente em profusas esferas relacionadas ao indivíduo. Neste contexto, as questões relacionadas à corporeidade feminina, fazem emergir uma série de reflexões acerca destas discussões dentro da sociedade pós-modernista. Baseando-se nestas ponderações, o objetivo deste artigo é analisar de que forma as discussões relacionadas ao corpo feminino se apresentam na obra Mademoiselle Chanel, de Maria Adelaide Amaral (2004). Para tal análise, como aporte teórico têm-se Lyotard (2009) e Eagleton (1998) abordando os conceitos de pós-modernidade e suas implicações, Perrot (2007) e Beauvoir (2016) trazendo as questões históricas voltadas ao corpo feminino e Berger (2006) elencando as complexas contestações relacionadas à corporeidade física da mulher. Notou-se, a partir do estudo aqui realizado que, na obra, a personagem Chanel traz polêmicos temas e argumentos alusivos ao corpo feminino em uma época em que o pós-modernidade já despontava os primeiros movimentos culturais e econômicos.


Keywords


Pós-Modernismo, Corporeidade Feminina, Mademoiselle Chanel, Maria Adelaide Amaral.

References


ALVES, Fábio L.; BARROS, Eduardo P.; SCHROEDER, Tânia M. R. Discursos e representações sobre o corpo feminino e beleza no contexto da pós-modernidade. OPSIS, Catalão, v. 13, ed. 2, p. 233-247, dezembro 2013. Disponível em: https://r.search.yahoo.com/_ylt=AwrJ7F9I6u5ggosAPFDz6Qt.;_ylu=Y29sbwNiZjEEcG9zAzEEdnRpZAMEc2VjA3Ny/RV=2/RE=1626299081/RO=10/RU=https%3a%2f%2frevistas.ufg.br%2fOpsis%2farticle%2fdownload%2f20986%2f15917/RK=2/RS=vsrK1nVp0ovdBED.tRwsbpr9rh4-. Acesso em: 7 jul. 2021;

AMARAL, Maria. Mademoiselle Chanel. 1. ed. São Paulo: Globo, 2004;

BEAUVOIR, Simone de. O segundo sexo: A experiência vivida. 3. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2016. 559 p. v. 2

BERGER, Mirela. Corpo e Identidade Feminina. Orientador: Renato da Silva Queiroz. 2006. 312 f. Tese (Doutorado em Letras e Ciências Humanas) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: https://r.search.yahoo.com/_ylt=A2KLfRlJ7O5gPywAFhHz6Qt.;_ylu=Y29sbwNiZjEEcG9zAzIEdnRpZAMEc2VjA3Ny/RV=2/RE=1626299594/RO=10/RU=http%3a%2f%2fmirelaberger.com.br%2fmirela%2fdownload%2fsemana_cs_sessao_tematica.pdf/RK=2/RS=opnAcV9FReV1WtABwQsxnTC2vPQ-. Acesso em: 7 jul. 2021;

BERMAN, Marshall. Tudo que é sólido desmancha no ar. 1. ed. São Paulo: Schwarcz, 1982. 347 p. Disponível em: https://wikilivros.com/livros/tudo-que-e-solido-desmancha-no-ar-marshall-berman/baixar-pdf. Acesso em: 9 jul. 2021;

EAGLETON, Terry. As ilusões do pós-modernismo. São Paulo: Zahar, 1998. 144 p. E-book. ISBN-10: ‎ 8571104638. Disponível em: https://lelivros.love/book/baixar-livro-as-ilusoes-do-pos-modernismo-terry-eagleton-em-pdf-epub-e-mobi-ou-ler-online/. Acesso em: 7 jul. 2021;

FRANCO, Clarissa de. A crise criativa no morrer: A morte passa apressada na pós-modernidade. Kairós, São Paulo, v. 1, ed. 10, p. 109-120, 2007. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/kairos/article/view/2577. Acesso em: 8 jul. 2021;

HENNING, Carlos Eduardo; DEBERT, Guita Grin. Velhice, gênero e sexualidade: revisando debates e apresentando tendências contemporâneas. Ed. SESC, Local: São Paulo, Vol. 26, n. 63, 2015, pp. 8-31. Disponível em: https://r.search.yahoo.com/_ylt=A2KLfRkH8u5gjE8AOCzz6Qt.;_ylu=Y29sbwNiZjEEcG9zAzEEdnRpZAMEc2VjA3Ny/RV=2/RE=1626301063/RO=10/RU=https%3a%2f%2fwww.sescsp.org.br%2ffiles%2fartigo%2f6504a33a-ddc8-4efd-92e1-c1914a62f088.pdf/RK=2/RS=IZGI27CQTO6qf7_HpivUysFJErM-. Acesso em: 8 jul. 2021;

IANNI, Octavio. Enigmas da modernidade-mundo. 3. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003. 319 p. Disponível em: https://www.academia.edu/25031592/Enigmas_da_Modernidade_Mundo_Octavio_Ianni. Acesso em: 10 jul. 2021;

LYOTARD, Jean-François. A condição pós-moderna. 12. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2009. 131 p. Disponível em: https://r.search.yahoo.com/_ylt=AwrJ6y40.u5gixsAB8rz6Qt.;_ylu=Y29sbwNiZjEEcG9zAzYEdnRpZAMEc2VjA3Ny/RV=2/RE=1626303156/RO=10/RU=https%3a%2f%2fbaixardoc.com%2fpreview%2flyotard-jean-franois-a-condiao-pos-moderna-5c2fc24c29060/RK=2/RS=bxYwtZz9YNUYMqOQ6uM56a2bZaE-. Acesso em: 9 jul. 2021;

LIPOVETSKY, Gilles. A terceira mulher: permanência e revolução do feminino. São Paulo: Companhia das Letras, 2000;

MENDES, J. R. S. Uma breve introdução ao conceito de pós-modernidade. Kairós, Fortaleza, v. 17, n. 1, p. 163–177, 2021. Disponível em: https://ojs.catolicadefortaleza.edu.br/index.php/kairos/article/view/55. Acesso em: 10 jul. 2021;

OLINTO, Heidrun. Reflexões sobre uma falsa dicotomia: moderno/pós-moderno. Travessia, Santa Catarina, ed. 31, p. 39-63, 1996. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/travessia/article/view/16836/15415. Acesso em: 10 jul. 2021;

PERROT, Michelle. Minha história das mulheres. 1. ed. São Paulo: Contexto, 2007. 187 p. Disponível em: https://www.academia.edu/27869340/310564251_Minha_Historia_Das_Mulheres_Michelle_Perrot_pdf. Acesso em: 6 jul. 2021;

VATTIMO, Gianni. O fim da modernidade. São Paulo: Martins Fontes, 1996. 208 p. Disponível em: https://b-ok.lat/book/2778336/72ec2b. Acesso em: 10 jul. 2021;




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-309

Refbacks

  • There are currently no refbacks.