Perfil epidemiológico dos casos notificados de sífilis na gestação no Brasil / Epidemiological profile of reported cases of syphilis in pregnancy in Brazil

Raul Costa Brito, Felipe Ferreira Dias, Nayara Freitas Azevedo, Divanice Contim, Torcata Amorim, Mariana Torreglosa Ruiz

Abstract


Conhecer o perfil epidemiológico dos casos notificados de sífilis na gestação no Brasil.Estudo quantitativo, baseado em dados secundários divulgados pelo Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS), entre 2016 a 2019.  Dados analisados através de estatística descritiva por meio do Statistical Package for the Social Sciences (SPSS), versão 23.0. Todas as regiões no país, apresentaram tendência crescente ou estável no número de casos e não houve declínio no número de notificações. Houve predomínio de infecções: na faixa etária dos 20 aos 29 anos; em mulheres com menor escolaridade e que se autodeclaram pardas. Notificou-se maior número de casos classificados como latentes, diagnosticados no início da gestação. Aponta-se tendência crescente ou estável do número de casos no país, assim como tendência a maior detecção de casos. O número de casos de sífilis congênita, também apresentou tendência crescente, retratando vulnerabilidades individuais e programáticas nacionais.


Keywords


Sífilis, Gravidez, Sífilis congênita, Epidemiologia.

References


- Brasil. Secretária de vigilância à Saúde. Boletim epidemiológico de sífilis. [Internet]. 2017 [acessado em 23 Out. 2020]. Disponível em: http://www.aids.gov.br/pt-br/pub/2017/boletim-epidemiologico-de-sifilis-2017

- Harmon ED, Robertson EW. Syphilis: A growing concern. Nurse Pract. 2019; 44(8):21-28. DOI: 10.1097/01.NPR.0000558159.61349.cb

- World Health Organization. Guidelines for the treatment of Treponema pallidum (syphilis). Geneva: WHO; 2016.

- Conceição HN, Câmara JT, Pereira BM. Análise epidemiológica e espacial dos casos de sífilis gestacional e congênita. Saúde em Debate. 2019; 43(123): 1145-1158. DOI: 10.1590/0103-1104201912313

- Padovani C, Oliveira RR, Pelloso SM. Syphilis in during pregnancy: association of maternal and perinatal characteristics in a region of southern Brazil. Rev Latino-Am Enfermagem. 2018; 26:e3019. DOI: 10.1590/1518-8345.2305.3019

- Reis GJ, Barcellos C, Pedroso MM, Xavier DR. Diferenciais intraurbanos da sífilis congênita: análise preditiva por bairros do Município do Rio de Janeiro, Brasil. Cad Saúde Pública. 2018; 34 (9). DOI: 10.1590/0102-311x00105517

- Figueiredo DCMM, Figueiredo AM, Souza TKB, Tavares G, Vianna RRT. Relationship between the supply of syphilis diagnosis and treatment in primary care and incidence of gestational and congenital syphilis. Cad Saúde Pública. 2020; 36 (3). DOI: 10.1590/0102-311x00074519

- Brasil. Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde. Indicadores e dados básicos da sífilis nos municípios brasileiros [Internet]. 2021 [acessado em 11 mar. 2021]. Disponível em: http://indicadoressifilis.aids.gov.br/

- Brasil. Ministério da Saúde. Guia de vigilância em saúde. 3ed. [Internet] 2019. [acessado em 11, mar. 2021]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_vigilancia_saude_3ed.pdf

- Brasil. Ministério da Saúde. Sistema de Informação de Agravos de Notificação. Ficha de Investigação. Sífilis em gestante. [Internet]. 2008. [acessado em 11. Mar. 2021]. Disponível em: https://www.cevs.rs.gov.br/upload/arquivos/201807/13093001-ficha-de-notificacao-sifilis-em-gestante-sinan.pdf

- Hailu K, Gebretsadik A. Determinants of gonorrhea and syphilis infections among pregnant women attending antenatal clinic at Dilla University Referral Hospital, Ethiopia: unmatched case-control study. Women’s Health. 2020; 16:1-7. DOI: 10.117/1745506520940095

- Wan Z, Zhang H, Xu H, Hu Y, Tan C, Tao Y. Maternal syphilis treatment and pregnancy outcomes: a retrospective study in Jiangxi Province, China. BMC Pregnancy and Childbirth. 2020; 20: 648. DOI: 10.1186/s12884-020-03314-y

- Adhikari EH. Syphilis in pregnancy. Obstet Gynecol. 2020; 135: 1121-1135. DOI: 10.1097/AOG.0000000000003788

- Liew ZQ, Li V, Olson-Chen C. An old disease on the rise: new approaches to syphilis in pregnancy. Curr Opin Obstet Gynecol. 2021; 32. DOI: 10.1097/GCO00000000000683

- O'Connor NP, Gonzalez BE, Esper FP, Tamburro J, Kadkhoda K, Foster CB. Congenital syphilis: missed opportunities and the case for rescreening during pregnancy and at delivery. IDCases. 2020; 22:e00964. DOI: 10.1016/j.idcr.2020.e00964

- Trivedi S, Taylor M, Kamb ML, Chou D. Evaluating coverage of maternal syphilis screening and treatment with antenatal care to guide service improvements for prevention of congenital syphilis in Countdown 2030 Countries. Journal of Global Health. 2020; 10 (1): 010504. DOI: 10.7189/jogh.10.010504

- Cesar JA, Camerini AV, Paulistch RG, Terlan RJ. Não realização de teste sorológico para sífilis durante o pré-natal: prevalência e fatores associados. Rev Bras Epidemiol. 2020; 23: e200012. DOI: 10.1590/1980-549720200012

- Marques dos Santos M, Lopes AKB, Roncalli AG, Lima KCD. Trends inf syphilis in Brazil: a groth portrait of the treponemic epidemic. PLoS ONE. 2020; 15 (4): e0231029. DOI: 10.1371/journal.pone.0231029

- Macedo VC, Romaguera LMD, Ramalho MOA, Vanderlei LCM, Frias PG, Lira PIC. Sífilis na gestação: barreiras na assistência pré-natal para o controle da transmissão vertical. Cad Saúde Coletiva. 2020; 28 (4): 518-528. DOI: 10.1590/1414-462x202028040395

- Ozelame JEEP, Frota OP, Ferreira Junior MA, Teston EF. Vulnerabilidade à sífilis gestacional e congênita: uma análise de 11 anos. Revista Enfermagem UERJ. 2020; 28: e50487. DOI: 10.12957/reuerj.2020.50487

- Silva JG da, Gomes GC, Ribeiro JP, Jung BC de, Norberg RK de O, Mota MS. Sífilis gestacional: repercussões para puérpera. Cogitare Enfermagem. 2019; 24. DOI:10.5380/ce.v24i0.65578

- Benkazen AS, Pereira GFM, Cunha ARC, Souza FMA, Saraceni V. Adequacy of prenatal care, diagnosis and treatment of syphilis in pregnancy: a study with open data from Brazilian state capitals. Cad Saúde Pública. 2020; 36 (1): e00057219. DOI: 10.1590/0102-311X00057219

– Malveira NAM, Dias JMG, Gaspar VK, Silva TSLB. Sífilis Congênita no Brasil no período de 2009 a 2019. Brazilian Journal od Development, Curitiba, v.7, n.8, p. 85290-85308 aug. 2021. DOI:10.34117/bjdv7n8-642

- Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Prevenção da Transmissão Vertical do HIV, Sífilis e Hepatites Virais. [Internet]. 2019 [acessado em 11 mar. 2021]. Disponível em: http://www.aids.gov.br/pt-br/pub/2015/protocolo-clinico-e-diretrizes-terapeuticas-para-prevencao-da-transmissao-vertical-de-hiv

– Pagnussat M, Assis, LP, Loca AP, Gomes CF, Marinheiro JC, Souza T. Análise da Adesão ao Tratamento dos Parceiros Sexuais de Gestantes com Sífilis Gestacional, na Região do ABC Paulista Braz. J. of Develop. Curitiba, v. 6, n. 9, p.68482 - 68486, sep. 2020. DOI:10.34117/bjdv6n9-332

- Daniels J, De Vos L, Mogos W, Olivier D, Shamu S, Mudau M, Klausner J, Medina-Marino A. Factors influencing sexually transmissible infection disclosure to male partners by HIV-positive pregnant women in Pretoria townships, South Africa: a qualitative study. Sex Health. 2019; 16(3): 274-281. DOI:10.1071/SH18177

- Medina-Marino A, Glockner K, Grew E, De Vos L, Olivier D, Klausner J, Daniels J. The role of trust and health literacy in nurse-delivered point-of- care TI testing for pregnant women living with HIV, Tshwane District, South Africa. BMC Public Health. 2020; 20(1): 577. DOI: 10.1186/s12889-020-08689-3




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-304

Refbacks

  • There are currently no refbacks.