A Gestão de pessoas no terceiro setor e a satisfação no trabalho em serviços de saúde / People management in the third sector and job satisfaction in health services

Victor Paulo Kloeckner Pires, Bárbara Ilze Semensato, Andressa Rocha Lhamby

Abstract


Tem-se verificado que a práxis diária nas organizações é caracterizada por vários movimentos sociais e associações entre indivíduos (a sociedade civil) e que concentram seus esforços em criar espaços alternativos de atuação, buscando soluções para problemas que, originalmente, eram da alçada exclusiva do Estado ou empresas privadas. A partir destas premissas, este estudo tem como objetivo analisar a aplicabilidade dos processos propostos por Fischer, Comini e Bose (2009) na gestão de pessoas no Terceiro Setor e que envolvem a movimentação, o desenvolvimento e a remuneração em uma instituição de saúde. É preciso desvelar a perspectiva humana no âmbito das organizações do Terceiro Setor, uma vez que suas motivações múltiplas, altruístas e filantrópicas, impactam diretamente a administração deste tipo de atividade. A superação dos desafios havidos neste setor não se restringe apenas a adoção de novos métodos gerados a partir da especificidade de um determinado setor da economia, uma vez que é necessária a adaptação das ferramentas existentes, modelando-as, e adequando-as ao trabalho destas organizações, sublimando as características que lhes são intrínsecas e solidificando o compromisso e a identidade com os valores relacionados à missão, aos valores e aos ideais que são a razão de existência organizacional.


Keywords


Gestão de Pessoas, Administração, Terceiro Setor, Planejamento.

References


Albuquerque, A. C. C. (2006). Terceiro Setor: História e Gestão de Organizações. São Paulo: Summus.

Almeida, M. I. R. (2010). Manual de Planejamento Estratégico. 3.ed. São Paulo: Atlas.

Carvalho, A. V. & Nascimento, L. P. (2004). Administração de Recursos Humanos. São Paulo: Cengage Learning.

Coelho, S. C. T. (2000). Terceiro Setor: um Estudo Comparado entre Brasil e Estados Unidos. São Paulo: SENAC.

Comini, G. M., Fischer, R. M. & Bose, M. (2009). Gestão de Pessoas no Terceiro Setor. In: Albuquerque, L. G. & Leite, N. P. (orgs). Gestão de Pessoas: Perspectivas estratégicas. São Paulo: Atlas.

Drucker, P. (1989). What Business can Learn from Non-Profits. Harvard Business Review, Cambridge.

Drucker, P. F. (2006). Managing the Non-Profit Organization: Practices and Principles. NY: Harper Business.

Dualibi, R. & Simonsen Jr., H. (1990). Criatividade e Marketing. São Paulo: McGraw.

Fernandes, R. C. (1994). Privado porém público: o Terceiro Setor na América Latina. 2.ed. Rio de Janeiro: Relume.

Falconer, A. P. (1998) Um setor ou diversos? O Terceiro Setor no Brasil. São Paulo: FEA/USP, Anais. SEMEAD.

Fischmann, A. A. & Almeida, M. I. R. (2009). Planejamento Estratégico na Prática. 2.ed. São Paulo: Atlas.

Gil, A. C. (2007). Como Elaborar Projetos de Pesquisa. São Paulo. 5.ed. São Paulo: Atlas.

Gohn, M. G. (2001) Conselhos Gestores e Participação Sociopolítica. São Paulo: Cortez.

Hudson, M. (2009) Managing Without Profit: Leadership, Management and Governance of Third Sector Organizations. 3.ed. London.

Leite, N. P. & Albuquerque, L. G. Gestão Estratégica de Pessoas: Conceito, Evolução e Visão. In: Albuquerque, L. G. & Leite, N. P. (orgs) (2009). Gestão de Pessoas: Perspectivas estratégicas. São Paulo: Atlas.

Queiroz, A. C. & Leite, N. P. Programa de Sucessão na Visão Estratégica de Recursos Humanos. In: Albuquerque, L. G. & Leite, N. P. (orgs) (2009). Gestão de Pessoas: Perspectivas estratégicas. São Paulo: Atlas.

Rifkin, O. (1995). O Fim dos Empregos: o Declínio Inevitável dos Níveis dos Empregos e a Redução da Força Global de Trabalho. São Paulo: Makron.

Salomon, L. & Anheier, H. K. (1992) In Search of the Non-Profit Sector – the Question of Definitions. Manchester University Press.

Santa Casa de São Gabriel. (2021). Histórico. Disponível em: https://santacasasg.org.br/historico/>. Acesso em agosto/2021.

Senge, P. A. (2000) A Quinta Disciplina: a Arte e a Prática da Organização que Aprende. São Paulo: Best Seller.

Scherer-Warren, I. (1999). Cidadania sem Fronteiras: Ações Coletivas na Era da Globalização. São Paulo: Hucitec.

Teodósio, A. S. S. & Rezende, G. A. Desvendando o Terceiro Setor: Trabalho e Gestão em Organizações Não-Governamentais. In: Moreira Neto, A. C. & Nabuco, M. R. (orgs) (1999). Relações de Trabalho Contemporâneas. Instituto de Relações do Trabalho (IRT) da Pontífica Universidade Católica de Minas Gerais.

Toledo, F. (1982). O que são Recursos Humanos. São Paulo: Editora Brasiliense.

Yin, R. K. (2001) Estudo de Caso. Planejamento e Métodos. 4.ed. São Paulo: Bookman.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-194

Refbacks

  • There are currently no refbacks.