Estudo dos conceitos da burocracia no âmbito do serviço público / Study of the concepts of bureaucracy in the of public service

Paulo Henrique Corrêa Lemos, Frankalison Maribondo da Silva Ramos, Flávio de São Pedro Filho

Abstract


Geralmente ouve-se pessoas usando o termo burocracia com sentido pejorativo. Esta associação pode ser motivada pela falta de análise teórica a respeito do assunto. Objetivo geral do presente trabalho é estudar a burocracia no serviço público nos seus principais aspectos. Os objetivos específicos são:  apontar os principais benefícios da burocracia na organização pública (1), identificar os possíveis transtornos decorrentes da disfunção burocrática no serviço público (2) e analisar a relação entre burocracia e a eficiência no serviço público (3). Procura-se com esses objetivos responder à seguinte questão: qual o significado da adequada aplicação da burocracia na gestão pública? A resposta apresentada segue após a introdução, uma revisão teórica conceitual e metodológica; os resultados são propostos em tópicos e subtópicos; a conclusão e a indicação das referências utilizadas. Aplica-se o método de análise de conteúdo, um método estratégico cuja base operacional é tomar os elementos documentais coletados para o tratamento no contexto do seu significado, podendo envolver teste de hipótese, que nesta tarefa não foi praticado por se tratar de um estudo de natureza conceitual. A tarefa traz uma análise crítica aos fatores da relação entre burocracia e eficiência no serviço público. São apresentados os principais vícios e disfunções burocráticas que geram transtornos no serviço público. O estudo aponta que, devido ao seu alto grau de complexidade, o serviço público exige uma norma de padronização para que problemas como a corrupção e a improbidade administrativa sejam evitados. A burocracia tem como um de seus principais benefícios o combate a essas práticas.


Keywords


Administração Pública, Burocracia, Disfunção burocrática, Eficiência, Gestão.

References


ABDALLA, M. M.; ALTAF, J. G. Análise Crítica do Discurso em Administração/Gestão: sistematização de um framework metodológico. Revista ADM. MADE, v. 22, n. 2, p. 35-47, 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.21714/2237-51392018v22n2p035047 Disponível em: http://revistaadmmade.estacio.br/index.php/admmade/article/viewFile/5440/47965149. Acesso em: 19 jun. 2021.

ABRUCIO, F. L.; LOUREIRO, M. R. Burocracia e ordem democrática: desafios contemporâneos e experiência brasileira. 2018. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/8560 Acesso em: 19 jun. 2021.

APOLINÁRIO, V.Análise do Toyotismo e dos seus Princípios Racionalizantes Aplicados à Gestão da Produção e do Trabalho. Interface - Revista do Centro de Ciências Sociais Aplicadas, v. 13, n. 2, p. 5-19, 2016. Disponível em: https://ojs.ccsa.ufrn.br/index.php/interface/article/view/726. Acesso em: 19 jun. 2021.

BACHUR, J. P. Intersubjetividade ou Solipsismo? Aporias da Teoria do Agir Comunicativo de Jürgen Habermas. DADOS – Revista de Ciências Sociais, Rio de Janeiro, vol. 60, no 2, 2017, pp. 541 a 575. DOI: https://doi.org/10.1590/001152582017128. Disponível em: https://www.scielo.br/j/dados/a/VGbpNPk4J9Cd6btxhRvvVPQ/?lang=pt. Acesso em: 19 jun. 2021.

BERTOCHI, G.; NICODEM, V.; MARTINS MOSER, A. M. As teorias administrativas e suas influências na enfermagem. Anuário Pesquisa e Extensão Unoesc São Miguel do Oeste, [S. l.], v. 5, p. e26341, 2020. Disponível em: https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeusmo/article/view/26341. Acesso em: 19 jun. 2021.

Brasil. Ministério do Desenvolvimento Social. Concepção de convivência e fortalecimento de vínculos. Brasília: MDS, Secretaria Nacional de Assistência Social, 2017. 76 p.; ISBN: 978-85-5593-014-0

CAETANO, M. L. S.; BRITO, M. L. de A.; SILVA, S. M.; ARAÚJO, M. V. P. de. Clareza, atualização, acesso às informações e estética em sites de Organizações Não Governamentais. Research, Society and Development, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 80-92, 2016.

DOI: http://dx.doi.org/10.17648/rsd-v2i1.22. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/22. Acesso em: 21 jun. 2021.

CARDOSO, A. L. R. Burocracia e políticas públicas: reflexões sobre o campo da implementação. Revista Espacios, v. 38, n. 41, p. 3-14, 2017. Disponível em: https://www.revistaespacios.com/a17v38n41/17384103.html. Acesso em: 19 jun. 2021.

CARDOSO, V. V.; MUELLER, A. A. Racionalidade substantiva e racionalidade instrumental em licitações públicas: ganhos e perdas para a seleção da proposta mais vantajosa. Cadernos EBAPE.BR, v. 18, n. 3, p. 498-511, 30 jun. 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1679-395120190115 Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/81805. Acesso em: 19 jun. 2021.

CAVALCANTE, P.; CARVALHO, P. Profissionalização da burocracia federal brasileira (1995-2014): avanços e dilemas. Revista de Administração Pública, v. 51, n. 1, p. 1-26, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7612144002. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rap/a/V4hrrtrbXdkdWdGy69wtwyg/?lang=pt. Acesso em: 19 jun. 2021.

CORDEIRO, W. M. Burocracia na construção da administração pública do século XXI: uma reflexão teórica. IV Encontro Brasileiro de Administração Pública, João Pessoa. PB, v. 24, p. 851-867, 2017. Disponível em: http://150.165.254.38/ebap/contents/documentos/0851-867-burocracia-na-construcao-da.pdf. Acesso em: 19 jun. 2021.

FERNANDES, C. M. G.; MARTINS, A. S. R.; HORZ, V.; FRARE, A. B.; QUINTANA, A. C. Inovação Tecnológica em Escritórios de Contabilidade: Confiabilidade, Complexidade na Execução de Serviços e Eficiência Organizacional . Revista Brasileira de Gestão e Inovação, v. 8, n. 3, p. 64-88, 2021. DOI: https://doi.org/10.18226/23190639.v8n3.04. Disponível em: http://ucs.br/etc/revistas/index.php/RBGI/article/view/8472. Acesso em: 21 jun. 2021.

FONTES, P. V. A reflexão epistemológica de Habermas e a sua proposta de racionalidade comunicativa: Array. Griot : Revista de Filosofia, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 277-288, 2020. DOI: https://doi.org/10.31977/griff.v20i1.1356. Disponível em: http://www3.ufrb.edu.br/seer/index.php/griot/article/view/1356. Acesso em: 21 jun. 2021.

GIL, A. C.; REIS NETO, A. C. D. Survey de Experiência como Pesquisa Qualitativa Básica em Administração. Revista de Ciências da Administração, v. 22, n. 56, p. 125-167, 2020. DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8077.2020.e74026. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/adm/article/view/74026. Acesso em: 21 jun. 2021.

KOPROWSKI, S.; MAZZIONI, S.; MAGRO, C. B. D.; KREIN, V. Governança Corporativa e Conexões Políticas nas Práticas Anticorrupção. Revista de Administração de Empresas, v. 61, n. 2, p. 1-14, 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-759020210202. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rae/a/9xNfh3SfjrXzCZDXdTZzSKc/?lang=pt. Acesso em: 21 jun. 2021.

KUBO, M. H.; RODRIGUES, F. DA S. ONDE SOBRA "BUROCRACIA” OS EMPREENDEDORES DESAPARECEM: O que afasta novos investimentos/empreendedores de Naviraí?. Encontro Internacional de Gestão, Desenvolvimento e Inovação (EIGEDIN), v. 3, n. 1, 7 out. 2019. Disponível em: https://desafioonline.ufms.br/index.php/EIGEDIN/article/view/8696. Acesso em: 21 jun. 2021.

LANKA, E.; LANKA, S.; ROSTRON, A.; SINGH, P. Why we need qualitative research in management studies. Revista de Administração Contemporânea, v. 25, n. 2, p. 1-7, 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2021200297.en. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rac/a/7rtjHBPXpTz8zwqKBRCJHQx/?lang=en. Acesso em: 21 jun. 2021.

MARQUES, H. R.; GOMES, L. G.; ZAMBALDE, A. L.; GRÜTZMANN, A. Mineração de Dados Educacionais para Aperfeiçoamento da Gestão do E-learning: uma Revisão Sistemática de Literatura. Teoria e Prática em Administração, [S. l.], v. 10, n. 2, p. 42–57, 2020. DOI: https://doi.org/10.21714/2238-104X2020v10i2-48085. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/tpa/article/view/48085. Acesso em: 21 jun. 2021.

MEDEIROS, P. H. R.Do modelo racional-legal ao paradigma pós-burocrático: reflexões sobre a burocracia estatal. Organizações & Sociedade, v. 13, n. 37, p. 143-160, 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S1984-92302006000200008. Disponível em:https://www.scielo.br/j/osoc/a/TGMH4dYGRVykKs57VmNh8tN/?lang=pt. Acesso em: 21 jun. 2021.

MERTON, R. K. Sociologia: Teoria e Estrutura. Tradução de Miguel Maillet. São Paulo: Mestre Jou, 1970.

PATZLAFF, A. C.; SANTOS, G. D.; PATZLAFF, P. M. G. Análise acerca da essência burocrática weberiana e os pressupostos mecanicistas: a relação entre o perfil dos líderes e a incidência de disfunções burocráticas em uma instituição pública.

PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP, v. 8, n. 2, p. 09-36, 2016. Disponível em: https://periodicos.unifap.br/index.php/pracs/article/view/1796. Acesso em: 21 jun. 2021.

PIRES, Roberto Organizador et al. Burocracia e políticas públicas no Brasil: interseções analíticas. 2018.

PORTULHAK, H.; BARILLI, R. F. Motivações para a expulsão de contabilistas do serviço público federal brasileiro. RACE - Revista de Administração, Contabilidade e Economia, [S. l.], v. 15, n. 2, p. 685–704, 2016. DOI: https://doi.org/10.18593/race.v15i2.9929. Disponível em: https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/race/article/view/9929. Acesso em: 21 jun. 2021.

RAMOS, A. G.. Administração e Contexto brasileiro – esboço de uma teoria geral da administração. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora da Fundação Getúlio Vargas, 1983.

RAMOS, S. S.; VIEIRA, K. M. Matriz LIMPE: proposta de ferramenta gerencial para mensuração da governança pública municipal. Tecnologias de Administração e Contabilidade, v. 5, n. 1, p. 30-53, 2015. Disponível em: http://www.anpad.org.br/periodicos/arq_pdf/a_1601.pdf. Acesso em: 21 jun. 2021.

ROCHA, A. A. B. M.; TEIXEIRA, L. R. O papel do controle público na democratização da gestão pública: fatores críticos para a sua efetividade nos Conselhos de Alimentação Escolar. Reuna, v. 16, n. 3, p. 107-118, 2011. Disponível em: https://revistas.una.br/reuna/article/view/398. Acesso em: 21 jun. 2021.

RUSSO, Rosaria Fátima Segger Macri; DA SILVA, Luciano Ferreira; LARIEIRA, Claudio Luis Carvalho. Do manifesto ágil à agilidade organizacional. Revista de Gestão e Projetos, v. 12, n. 1, p. 1-10, 2021. DOI: https://doi.org/10.5585/gep.v12i1.19333. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/gep/article/view/19333. Acesso em: 21 jun. 2021.

SCHIAVINI, J. M.; GARRIDO, I. Análise de Conteúdo, Discurso ou Conversa? Similaridades e Diferenças entre os Métodos de Análise Qualitativa. Revista ADM.MADE, v. 22, n. 2, p. 1-12, 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.21714/2237-51392018v22n2p001012. Disponível em: http://revistaadmmade.estacio.br/index.php/admmade/article/viewFile/5225/47965142. Acesso em: 21 jun. 2021.

SILVA, L. M. T.; MACHADO, D. Q. Análise das Dimensões da Qualidade do Serviço na Uber a partir da Percepção dos seus Usuários. Revista Alcance, v. 28, n. 2, p. 179-196, 2021. DOI: https://doi.org/10.14210/alcance.v28n2(Mai/Ago).p179-196. Disponível em: https://www6.univali.br/seer/index.php/ra/article/view/14771. Acesso em: 19 jun. 2021.

SOARES, R. F.; GUARIDO FILHO, E. R. Enforcement Anticorrupção e Organizações: Uma Revisão Narrativa. Revista de Administração Contemporânea, v. 25, n. 6, p. 1-17, 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2021190149.en. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rac/a/Y35P5cKWGcn6vDfBQGztWRb/?lang=en. Acesso em: 19 jun. 2021.

TEIXEIRA, A. A.; SILVA, D. B. A Eficiência da Comunicação no Ambiente de Trabalho e a Eficácia Organizacional. Revista de Tecnologia Aplicada, v. 9, n. 3, p. 45-61, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.48005/2237-3713rta2020v9n3p4561. Disponível em: http://www.cc.faccamp.br/ojs-2.4.8-2/index.php/RTA/article/view/1605. Acesso em: 21 jun. 2021.

WEBER, Max. Burocracia, in: Ensaios de Sociologia. Rio de janeiro: LTC, 1946




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-193

Refbacks

  • There are currently no refbacks.