O abandono afetivo paterno-filial como causa de reparação à luz da teoria do desamor/ Paternal-branch affective abandonment as cause of reparation in the light of the theory of lovelessness

Adilto Luiz Dall’Oglio Júnior, Spencer dos Santos Ferreira Junior, Vanessa Therezinha Sousa de Almeida, Paulo Henrique Alves, Ronilson de Souza Luiz

Abstract


A partir da repersonalização do direito privado, o presente artigo trata dos deveres extrapatrimoniais inerentes ao poder familiar, dentre os quais o dever de formação da criança ou adolescente, a englobar a esfera da assistência afetiva e psicológica, analisando, ainda, as consequências da ausência de referida assistência, máxime o dano experimentado pelo descendente, o qual, em certas situações, mostra-se como indenizável. 


Keywords


dano mora, poder familiar, assistência afetiva, indenização.

References


AMIN, Andrea et al. Curso de direito da criança e do adolescente: aspectos teóricos e práticos. MACIEL, Kátia Regina Ferreira Lobo Andrade (Coord.). São Paulo: Saraiva, 2019.

CUNHA, Rodrigo da Cunha. Direito das Famílias. Rio de Janeiro: Forense, 2020.

GAGLIANO, Pablo Stolze; PAMPLONA FILHO, Rodolfo. Novo Curso de Direito Civil, vol. 3. São Paulo: Saraiva, 2006.

GONÇALVES, Carlos Roberto. Direito Civil Brasileiro, vol. 6. São Paulo: Saraiva, 2005.

HIRONAKA, Giselda Maria Fernandes Novaes. Os contornos jurídicos da responsabilidade afetiva na relação entre pais e filhos – além da obrigação legal de caráter material. Disponível em: www.flaviotartuce.adv.br. Acesso em: 09 abr. 2021.

TARTUCE, Flávio; SIMÃO, José Fernando. Direito Civil, vol. 5. Rio de Janeiro: Forense: 2008.

TARTUCE, Flávio. Novos Princípios do Direito de Família Brasileiro. Disponível em: www.flaviotartuce.adv.br. Acesso em: 06 abr. 2021.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-178

Refbacks

  • There are currently no refbacks.