Tratamento de fístula oroantral atráves da tecnica do retalho vestibular com rotação de corpo adiposo bucal pediculado: relato de caso / Treatment of the oroantral fistula through the vestibular flap technique with rotation of the pediculated body: case report

Rafael Zenatti, Jéssica Larissa Brandalise, Eleonor Álvaro Garbin Júnior, Geraldo Luiz Griza, Ricardo Augusto Conci, Natasha Magro Érnica

Abstract


As comunicações bucossinusais ou comunicação oroantrais são ocorrências comuns que acometem o seio maxilar, geralmente estão associadas a exodontias de elementos dentários superiores posteriores devido ao íntimo contato dos ápices radiculares com o assoalho do seio maxilar. Estas comunicações consistem na formação de um trajeto direto entre a cavidade oral e o seio maxilar, onde ocorre o rompimento da membrana sinusal com perda de tecido mole e duro. O presente trabalho tem como objetivo relatar um caso clínico de fistula bucal tratada pela técnica de retalho vestibular com rotação de corpo adiposo bucal pediculado. Paciente do sexo masculino, 64 anos, compareceu ao serviço de residência em cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial - UNIOESTE, queixando-se de ferida que surgiu há mais de 7 meses, após extração dentária, sendo que a mesma não cicatrizava, relatava uma ardência e também desconforto na região nasal após ingerir substâncias de consistência líquida. Ao exame clínico, notou-se presença de uma lesão epitelizada, sendo a região interna com características semelhantes a membrana de revestimento sinusal. Após a realização da manobra de Valsalva e exame de imagem, confirmou-se o diagnóstico de fístula buco-sinusal. Foi então optada pela cirurgia para o tratamento da comunicação oroantral, utilizando a rotação do corpo adiposo da bochecha, que se mostrou uma excelente alternativa para a resolução do caso.


Keywords


Corpo Adiposo, Fistula Bucal, Manobra de Valsalva, Seio Maxilar.

References


Freitas TMC, Farias JG, Mendonça RG, Alves MF, Ramos Jr RP, Câncio AV. Fístulas oroantrais: diagnóstico e propostas de tratamento. Rev. Bras. Otorrinolaringol. 2003;69(6):838-44.

Khandelwal p, Hajira N. Management of Oro-antral Communication and Fistula: Various Surgical Options. World J. Plast Surg. 2017;6(1):3-8.

Farias JG, Câncio AV, Barros LF. Fechamento de fístula bucossinusal utilizando o corpo adiposo bucal - Técnica convencional x técnica do túnel - Relato de casos clínicos. Rev. cir. traumatol. buco-maxilo-fac.2015;15(3):25-30.

Gheisari R, Zadeh HH, Tavanafar S. Oro-Antral Fistula Repair With Different Surgical Methods: a Retrospective Analysis of 147 Cases. Journal of Dentistry. 2019;20(2):107-12.

Magomedov MM, Khelminskaya NM, Goncharova AV, Starostina AE. The modern strategy for the treatment of the patients presenting with odontogenic maxillary sinusitis and the oroantral fistula. Journal of Otorhinolaryngology. 2015;58(2):75-80.

Parvini P, Obreja K, Begic A, Schwarz F, Becker J Sader R. Salti L. Decision-making in closure of oroantral communication and fistula. Int J Implant Dent. 2019;5(13):1-11.

Moreira TG, Giongo CC, Monteiro ACC, Canellas JVS. Tratamento cirúrgico de fístula bucossinusal com fibrina rica em plaquetas e leucócito: relato de caso. Rev. Naval de Odontol. 2018;45(1):48-54.

Scartenizi GR, Oliveira CFP. Fechamento de comunicação buco-sinusal extensa com bola de bichat: relato de caso. Rev. Odontol. Bras. Central. 2016; 74(25):143-47.

Ferreira GZ, Aita TG, Cerqueira GF, Daniel AN, Filho LI, Farah GJ. Tratamento da fístula bucosinusal pela técnica do retalho pediculado do corpo adiposo bucal: relato de caso. Arq. Odontol. 2011;47(3):162-69.

Magro Filho O, Garbin Jr EA, Ribeiro Jr PD, Felipetti FA. Fechamento de Fístula Buco-Sinusal Usando Tecido Adiposo Bucal. Rev. Odontol. Bras. Central. 2010;50(19):275-79.

Park J, Chun B, Kim UK, Chol NR, Chol HS, Hwang DS. Versatility of the pedicled buccal fat pad flap for the management of oroantral fistula: a retrospective study of 25 cases. Maxillofacial Plastic and Reconstructive Surgery. 2019;50(41):1-6.

Abuabara A, Cortez ALV, Passeri LA, De Moraes M, Moreira RWF. Evaluation of diferente treatments for oroantral/oronasal communications: experience of 112 cases. Int J Oral Maxillofac. Surg. 2006;35(2):155-58.

Skoglund LA, Pedersen SS, Holst E. Surgical management of 85 perforations to the maxillary sinus. Int. J. Oral Surg. 1983;12(1):1-5.

Awang MN. Closure of oroantral fistula. International Journal of Oral and Maxillofacial Surgery. 1988;17(2):110-15.

Franco-Carro B, Dorado CB, González MJSM, Alonso LJR. Meta-analytic study on the frequency and treatment of oral antral communications. Med Oral Patol Oral Cir Bucal. 2011;16(5):682-67.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-177

Refbacks

  • There are currently no refbacks.