Câncer de pele em trabalhadores rurais / Skin cancer in rural workers

Osdete Correa de Carvalho, Jaine Alves da Silva, Meire Branco, Letícia Karen Costa Brandão, Douglas Tassaro da Silva, Valeska Chalegra Gonzaga, Viviane Karolyne Silva Juvino, Bruana da Silva Rocha, Pamela Anália de Souza Alves, Cleone Zandonadi da Paixão, Alrislene Paulino de Souza Cardoso, Samara Vitória Inácio Bueno

Abstract


A exposição excessiva ao sol, sem proteção adequada e em horários inadequados, contribui para que os trabalhadores rurais sejam amplamente acometidos pelo câncer de pele. As principais causas advêm da falta de informação em relação às medidas protetivas. Pensando nisso, ao longo do artigo, buscou-se abordar os principais aspectos relacionados ao câncer de pele, tendo como público de estudo específico os trabalhadores rurais. Medidas de prevenção, diagnóstico e tratamento também foram discutidas. O estudo proposto trata-se de uma revisão de literatura, sendo este de caráter descritivo e com abordagens metodológicas qualitativas. A pesquisa foi formulada de abril do ano de 2020 a junho do ano de 2021, utilizando artigos publicados do ano de 1993 a 2020. Para sustentação, o artigo contou com os seguintes tópicos: câncer de pele, cenário epidemiológico, detecção precoce, tratamento, prevenção, câncer de pele em trabalhadores rurais e o papel da enfermagem, sendo os materiais utilizados para o suporte teórico encontrados em periódicos nacionais e internacionais. Conclui-se que o câncer de pele é uma realidade preocupante no público da zona rural. Medidas voltadas a prevenção deveriam ser trabalhadas com mais rigor pelos profissionais da saúde, para que a população não adoeça por falta de informação.

 


Keywords


Câncer de pele, Trabalhadores Rurais, Tratamento, Prevenção, Diagnóstico.

References


REFERÊNCIAS

American Cancer Society. Cancer Facts & Figures 2016. [Internet] Atlanta: Amerian Cancer Society; 2016.

NASCIMENTO, N.I. et al. A experiência da elaboração de um material didático sobre câncer de pele para trabalhadores rurais. Saúde em Redes. 2018; 4(3):143-152

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Instituto Nacional de Câncer. Coordenação de Prevenção e Vigilância. A situação do câncer no Brasil. -Rio de Janeiro: INCA, 2006.

CEZAR-VAZ, Marta Regina et al. Câncer de pele em trabalhadores rurais: conhecimento e intervenção em enfermagem. Revista de Enfermagem da USP , v. 49, n. 4, p. 0564-0571, 2015.

CRUZ, L.C. Câncer de pele causado pela radiação ultravioleta solar 2009. Trabalho de

conclusão de curso apresentado ao curso de física. Universidade estadual de Mato Grosso do Sul, Dourado 2009.

FRIGHETTO, A.V.; SCHIMIDT, R.B.; JACOMELI, M.D.; MILLAN, W.C. Câncer de pele: avaliação, conhecimento e identificação em agentes comunitários de saúde do município de Ji-Paraná-RO. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research – BJSCR. 2018. V.25,n2,pp.38-42.

GAETANO, Diana E. et al. Prevenção do câncer de pele em uma população agrícola: implementando intervenções baseadas em evidências. Aaohn Journal , v. 57, n. 1, p. 24-33, 2009.

Gallagher RP, Lee TK. Adverse effects of ultraviolet radiation: a brief review. Prog Biophys Mol Biol. 2006;92:119-31.

HORA, Clarissa. et al. Avaliação do conhecimento quanto a prevenção do câncer de pele e sua exposição solar em frequentadores de academia de ginastica em Recife, 2003.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA. Monitoramento das ações de controle do câncer de pele. Rio de Janeiro. 2016.

IRANZO, C.C. et al. Lesões cutâneas malignas e pré-malignas: conhecimentos, hábitos e campanhas de prevenção solar. Acta paul. enferm. [online]. 2015, vol.28, n.1, pp.2-6.

LEBLANC, William G. et al. Relato de rastreamento do câncer de pele de trabalhadores adultos dos EUA. Jornal da Academia Americana de Dermatologia , v. 59, n. 1, p. 55-63, 2008.

MAEDA, S.S. et al . The effect of sun exposure on 25-hydroxyvitamin D concentrations in young healthy subjects living in the city of São Paulo, Brazil. Braz J Med Biol Res, Ribeirão Preto , v. 40, n. 12, p. 1653-1659, Dec. 2007 .

Ministério do Trabalho e Emprego. NR 31 - Segurança e saúde no trabalho na agricultura, pecuária silvicultura, exploração florestal e aquicultura. Portaria GM n.º 86, de 03 de março de 2005. Portaria GM n.º 576, de 22 de novembro de 2007. Brasília: Diário Oficial da União; 2005.

NAHAR, Vinayak K. et al. Comportamentos preventivos do câncer de pele em trabalhadores de parques estaduais: um estudo piloto. Saúde ambiental e medicina preventiva , v. 19, n. 6, p. 467-474, 2014.

OKUNO, E.; VILELA, M. A. C. Radiação ultravioleta: Características e efeitos. 1. ed. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2005.

Oliveira, M. M. F. (2013) Radiação ultravioleta/ índice ultravioleta e câncer de pele no Brasil: condições ambientais e vulnerabilidades sociais. Revista Brasileira de Climatologia. Ano 9 – Vol. 13 – JUL/DEZ. 2013.

PAULA, L. L. R. J.; SILVA, A. P.; BRANDAO, J. C. Fatores de risco e ações preventivas para o câncer de pele em trabalhadores rurais. European Journal of Surgical Cancer, v. 41, supl.1, 2015.

ROSENMAN, Kenneth D. et al. Uso de estratégias de prevenção do câncer de pele entre agricultores e seus cônjuges. American journal of preventive medicine , v. 11, n. 5, p. 342-347, 1995.

SIMIS, T.; SIMIS, D.R.C. Doenças da pele relacionadas à radiação solar. Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba. 2006; 8(l)1-8. [10]

Simões TC, Souza NVDO, Shoji S, Peregrino AAF, Silva D. Medidas de prevenção contra câncer de pele em trabalhadores da construção civil: contribuição da enfermagem. Rev Gaúcha Enferm., Porto Alegre (RS) 2011 mar;32(1):100-6.

Silva PF, Sena CFA. A importância do uso de protetor solar na prevenção de alterações dermatológicas em trabalhadores sob fotoexposição excessiva. Revista Brasileira de Ciências da Vida, [S.l.], 2017; 5(1): 1-17.

Soares HB. Análise e Classificação de Imagens de Lesões da Pele por Atributos de Cor, Forma e Textura utilizando Máquina de Vetor de Suporte [tese]. Natal: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; 2008.

SOUZA, Sonia R. P. de; et al. Bronzeamento e risco de melanoma cutâneo: revisão da literatura, 2004.

SOUZA, T.F. et al. Avaliação de hábitos relativo a fotoexposição e sensibilização quanto a fatores de risco para câncer de pele em trabalhadores rurais. 2012.

Szklo AS, Almeida LM, Figueiredo V, Lozana JA, Mendonça GAS, Moura L, et al. Comportamento relativo à exposição e proteção solar na população de 15 anos ou mais de 15 capitais brasileiras e Distrito Federal, 2002-2003. Cad. Saúde Pública. 2007;23:823-34.

Vaz MRC, Bonow CA, Piexak DR, Kowalczk S, Vaz JC, Borges AM. Câncer de pele em trabalhadores rurais: conhecimento e intervenção de enfermagem. Rev. Esc. Enferm. USP. 2015;49(4):564-71.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-176

Refbacks

  • There are currently no refbacks.