Gravidez na adolescência e indicadores de desenvolvimento: análise baseada em mineração de dados / Adolescent pregnancy and development indicators: analysis based on data mining

Thaynara Cristina Maia dos Santos, Thalynny Rayssy Rabelo da Silva, Barbara Kathellen Andrade Porfirio, Aleksandra do Socorro da Silva, Silvana Rossy de Brito

Abstract


Evidenciar os principais fatores associados ao alto índice de gravidez na adolescência nos municípios da Amazônia legal brasileira – formada pelos municípios da Região Norte e alguns da Região Nordeste. Esta pesquisa é baseada em estudos prévios realizados em (BRITO et al. 2016a; BRITO et al., 2016b; SILVA et al., 2016), que usaram duas áreas de referência (Brasil e Amazônia Legal). Utilizou-se de dados oriundos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas, do Atlas de Desenvolvimento Humano do Brasil  e do Sistema Único de Saúde. Aplicamos um método computacional diferente dos trabalhos anteriores, sendo estas tratadas e executadas com auxílio da linguagem R, com um método de mineração de dados chamado Árvore de Decisão. Os resultados mostram que mesmo com o acréscimo de três novas variáveis, os indicadores de educação e renda ainda se apresentam como determinantes para a disparidade no nível de adolescentes grávidas na Amazônia, em comparação a totalidade brasileira, acrescentando uma nova variável de desenvolvimento para o debate sobre a relação da gravidez na adolescência com indicadores de desenvolvimento. A posse de computador com Internet é também um indicador de desenvolvimento relevante para o debate que busca apoiar as considerações analíticas de especialistas com vistas a fundamentar a construção de políticas públicas de enfrentamento da gravidez na adolescência.


Keywords


gravidez na adolescência, Amazônia legal brasileira, mineração de dados.

References


Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. 2013. http://www.atlasbrasil.org.br/2013/

BOUZAS, I.C.S., CADER, A.S., LEÃO, L. Gravidez na adolescência: uma revisão sistemática do impacto da idade materna nas complicações clínicas, obstétricas e neonatais na primeira fase da adolescência. Adolesc Saude. 2014,11(3):7-21.

BRASIL. Ministério da Saúde. Gravidez na adolescência tem queda de 17% no Brasil. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/gravidez-na-adolescencia-tem-queda-de-17-no-brasil. Publicado em 10/05/2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Mais de 20 mil meninas com menos de 15 anos engravidam todos os anos. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/mais-de-20-mil-meninas-com-menos-de-15-anos-engravidam-todos-os-anos. Publicado em 07/02/2020

BRASIL. Ministério da Saúde. Saúde faz levantamento inédito para acompanhar gravidez em escolares. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/saude-faz-levantamento-inedito-para-acompanhar-gravidez-em-escolares. Publicado em Publicado em 25/02/2019.

BRITO, S. R., SILVA, A. S., CRUZ, A. G., BARROSO, R. F. F., MONTEIRO, M. A., COSTA, J. C. W. A., FRANCÊS, C. R. L. Gravidez na adolescência e o acesso às Tecnologias de Informação e Comunicação na Amazônia. Mundo Amazónico, v. 6, n. 2, p. 87, 2016a.

BRITO, S.R. S., SILVA, A. S., CRUZ, A. G., MONTEIRO, M. A., VIJAYKUMAR, N. L., SILVA, M. S., COSTA, J. C. W. A., FRANCÊS, C. R. L. (2016). Concentration of access to information and communication technologies in the Municipalities of the Brazilian Legal Amazon. PloS ONE, Croatia, v. 11, n. 4, 2016b.

CHEN, X.K., WEN, S.W., FLEMING, N., DEMISSIE, K., RHOADS, G.G., WALKER, M. Teenage pregnancy and adverse birth outcomes: a large population based retrospective cohort study. Int J Epidemiol, v. 36, n. 2, 2007.

COATES, V., SANT’ANNA, M.J.C. Impacto da atenção integral à mãe adolescente como fator de proteção à reincidência. In, Monteiro, DLM; Trajano, AJB; Bastos, AC: Gravidez e Adolescência. 2009, Revinter Ed, Rio de Janeiro, p 59-63.

DIAS, A. C. G. TEIXEIRA., M. A. P. Gravidez na adolescência: um olhar sobre um fenômeno complexo. Paidéia (Ribeirão Preto), v. 20, n. 45, 2010.

FAYYAD, U., PIATETSKY-SHAPIRO, G., & SMYTH, P. From data mining to knowledge discovery in databases. AI magazine, v. 17, n. 3, 1996.

GÓES, F. O. C., SERRÃO, C. C. S., SANTOS, E. A. S., SANTOS, E. F., MEDEIROS, T. F. Promoção e defesa dos direitos da criança e do adolescente na Amazônia legal: relato de uma experiência. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 3, 2021.

GOMES, C. M. A., LEMOS, G. C.;JELIHOVSCHI, E. G. Comparing the Predictive Power of the CART and CTREE algorithms. Aval. psicol., Itatiba , v. 19, n. 1, p. 87-96, abr. 2020.

GONDIN, K. D. C., GONDIN, G. D.,CHAVES, A. B. P. (2020). Gravidez na adolescência e evasão escolar na Amazônia Marajoara: a realidade da comunidade Turé. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 8, 2020.

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). 2010. Censo Demográfico 2010. Brasília: IBGE.

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). 2014b. Sistema IBGE de Recuperação Automática - Sidra. http://www.sidra.ibge.gov.br

MARTINS, M.G., SANTOS, G.H.N., SOUSA, M.S., COSTA, J.E.F.B., SIMÕES, V.M.F. Associação de gravidez na adolescência e prematuridade. Rev Bras Ginecol Obstet v. 33, n. 11, 2011.

LAROSE, D. T. Discovering knowledge in data: na introduction to data mining, John Wiley & Sons, 2014.

LOH, W.-Y. Fifty years of classification and regression trees. International Statistical Review, v. 82, n. 3, 329-348. doi: 10.1111/insr.12016, 2014.

OLSON, D. L., & Delen, D. Advanced data mining techniques. Springer Science & Business Media, 2008.

OMS (Organização Mundial da Saúde). 2011. who guidelines on preventing early pregnancy and poor reproductive health outcomes among adolescents in developing countries. Geneva: OMS.

OMS (Organização Mundial da Saúde). 2014. Health for the World’s Adolescents: A second chance in the second decade. Geneva: OMS.

OMS (Organização Mundial da Saúde). 2021. New report reveals stark inequalities in access to HIV prevention and treatment services for children—partners call for urgent action. https://www.who.int/news/item/21-07-2021-new-report-reveals-stark-inequalities-in-access-to-hiv-prevention-and-treatment-services-for-children-partners-call-for-urgent-action

SANTOS, C.C., CREMONESE, L, WILHEN, L.A., CASTIGLIONI, C.M. Perfil social de adolescentes gestantes e abandono escolar. Adolesc. Saude. 2014; v. 11, n. 3, 2014.

SILVA, A. S., BRITO, S. R., BARROSO, R. F. F., CRUZ, A. G., MONTEIRO, M. A., COSTA, J. C. W. A., FRANCÊS, C. R. L. Gravidez na adolescência e associação com indicadores de renda, educação e acesso às Tecnologias de Informação e Comunicação no Brasil e na Amazônia Legal Brasileira. Saúde e Desenvolvimento Humano. ResearchGate, v. 4, n. 2, p. 21-33, nov. 2016.

SMITH, G.C.S., PELL, J.P. Teenage pregnancy and risk of adverse perinatal outcomes associated with first and second births: population based retrospective cohort study. BMJ, v. 323, n. 7311, 2001.

UNFPA. United Nations Population Fund. Disponível em: https://www.unfpa.org/adolescent-pregnancy. Atualizado em 19 de maio de 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-149

Refbacks

  • There are currently no refbacks.